quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

TIGRES SÚBDITOS DO REI LEÃO

Os Tigres foram incapazes de incomodar o Leão durante os 50 minutos do jogo disputado ontem no Alfredo Bento Calado e nem boa entrada da equipa de Pedro Nifo foi o mote para bater os pupilos de Nuno Lopes e conquistar os primeiros três pontos da prova.

Foto: Carlos Emídio Martins - Plurisports

Com as bancadas bem compostas os azuis e brancos de Almeirim entraram melhor e a "incomodar" os verde e brancos de Lisboa, equipa que aos poucos foi nivelando a contenda e após nivelada ganhou ascendente. Seria Tiago Losna a inaugurar o marcador para Ricardo Figueira aumentar para 0-2 volvidos cerca de dois minutos. A meio do primeiro tempo e com dois golos de desvantagem a equipa dos Tigres foi incapaz de contrariar a superioridade Leonina na busca do empate e de uma possível reviravolta e viu o adversário marcar por mais três vezes antes do apito de Paulo Almeida e António Santos para o intervalo.

Intervalo: HC "Os Tigres" 0  -  Sporting CP 5

A vencer por "uma mão cheia" e com o jogo controlado e com André Girão a dizer "não" as "investidas" adversárias a equipa de Nuno Lopes marcou por mais duas vezes. Com 0-7 no marcador e com o tempo a esgotar-se no Alfredo Bento Calado a equipa da casa, viria a reduzir por Filipe Bernardino na conversão de uma grande penalidade. Reagiu o Sporting e Poka na cara de Xico Veludo aumenta para 1-8. Já no ultimo minuto seria a vez de Filipe Bernardino bisar e novamente na marcação de uma grande penalidade que atenuava um pouco o marcador, mas que não escondia a diferença do hóquei apresentado no decorrer do jogo e que prova que são equipas de campeonatos diferentes e com objectivos diferentes.

Final: HC "Os Tigres" 2  -  Sporting CP 8

Vitória justa do Sporting perante um HC "Os Tigres" que não conseguiu dar seguimento à boa exibição realizada frente ao FC Porto e que á terceira jornada ainda não pontuou. Curiosidade para o facto do regresso de Bekas e Carlitos a Almeirim agora com a camisola verde e branca e Filipe Bernardino a marcar por duas vezes ao seu anterior clube.

HC "Os Tigres" (2): Francisco "Xico" Veludo (gr), Rui Gamboa, Alexandre "Alex" Andrade, João "JoFi" Silva, Filipe Bernardino (2), André "Kéké" Martins, Márcio Nunes, Vasco Batista, João “Johe” Vieira e João Patrício (GR)
Treinador: Pedro Nifo

Sporting CP (8): André Girão (gr), Ricardo Figueira (1), André Moreira (3), Tiago “Losna” Santos  (1), João "Mustang" Pinto (1) Daniel “Poka” Oliveira  (2), André Pimenta, Pedro "Bekas" Delgado, Carlos "Carlitos" Martins e José Macedo (gr)
Treinador: Nuno Lopes

Pode ver as declarações de Pedro Nifo e o resumo do jogo aqui num trabalho da Almeirinense TV.

TURQUEL PROTESTA JOGO FRENTE AO BENFICA

O HC Turquel protestou o jogo que realizou ontem frente ao SL Benfica e em que saiu derrotado por 5-2 por alegado erro técnico da dupla de arbitragem Miguel Guilherme e Luís Peixoto de Lisboa.

Foto: SL Benfica

Os "Brutos dos Queixos" que se adiantaram no marcador com um golo de Paulo Passos e chegaram ao intervalo a vencer por 1-2, depois de João Rodrigues ter estabelecido a igualdade, viram a equipa de Pedro Nunes empatar logo aos 2 minutos através de Nicolia. João Rodrigues bisou e consumou a reviravolta no marcador. Já nos últimos dois minutos e depois de Xavier Lourenço ter desperdiçado o livre directo correspondente à 10ª falta encarnada, o Benfica consolidou a vitória com Carlos Nicolia a bisar na marcação de um livre directo a punir cartão azul ao técnico do HC Turquel João Simões e que veio a motivar o protesto, e no minuto seguinte Diogo "Chiquinho" Rafael fixou o 5-2 final.

É esta a informação disponibilizada na página do Facebook do HC Turquel sobre o motivo do protesto «O jogo terminou sob protesto do HC Turquel, devido a um alegado erro técnico da equipa de arbitragem, que mostrou cartão azul ao técnico alvinegro, João Simões, com o jogo parado e reiniciou o jogo com livre directo a favor do Benfica, quando este deveria ter sido reatado no local em que a bola se encontrava com livre indirecto também a favor do Benfica.»

quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

SETICADAS DA SEMANA

Rubrica de 3ª feira no programa "Bancada Vip" da Rádio Cidade de Tomar, conduzido por Pedro Nogueira, com a análise dos assuntos que marcam a actualidade no hóquei em patins com destaque da prestação das equipas Ribatejanas nos Nacionais, da Taça APR/Ekis e a conquista do HC Braga do Eurocup Sub-17.


Para ouvir clique aqui.

terça-feira, 21 de Outubro de 2014

SANTA CITA DERROTADO FRENTE AO "DEBUTANTE" BEIRA-MAR

A formação de Hóquei em Patins do Beira-Mar alcançou, este domingo, a primeira vitória no nacional da III divisão, zona centro, derrotando, em casa, a formação do Santa Cita.


A turma «auri-negro» correspondeu, com uma excelente exibição, ao apoio do muito público que fez questão de marcar presença do Pavilhão do CENAP.

Ao intervalo, os aveirenses dispunham de uma vantagem curta de 3-2, mas um segundo tempo de enorme qualidade serviu para comprovar a evolução que a equipa beiramarense tem vindo a registar neste ano de regresso da modalidade ao clube.

Após um empate e uma derrota, o Beira-Mar pode, finalmente, saborear o doce sabor da vitória saltando, dessa forma, para um tranquilo sexto lugar.

Jogando com muita valentia e garra, o «cinco» da Aveiro soube tirar o melhor partido das jogadas de contra-ataque, ainda que o Santa Cita lograsse manter a discussão do triunfo até pouco mais de seis minutos para o termo do encontro, quando o resultado ditava um equilibrado 4-3 para o Beira-Mar.

Sempre apoiados por uma falange de apoio entusiasta e motivadora, o Beira-Mar partiu para uma ponta final de grande qualidade não dando qualquer hipótese ao adversário de ousar, sequer, chegar ao empate. A vitória assenta na perfeição à melhor equipa da noite

Texto: Página Oficial SC Beira-Mar
Titulo: Cartão Azul

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

J. OURIENSE NÃO CONSEGUIU CONTRARIAR ESTUDANTES

A Académica na sua deslocação a Ourém, trazia na bagagem a humildade de um dos lideres da Zona Centro, e foi com essa postura que desde cedo procurou o golo envolvendo toda uma equipa de excelentes executantes.
 

Logo à passagem do segundo minuto, um filho da casa, o David faz 0-1 numa jogada onde a equipa da casa poderia ter feito melhor, a partir daqui assistiu-se a uma reacção do JO, tentando a sorte cada vez que podia, repartindo com os estudantes algumas jogadas de bonito efeito, aos 15:35 num fortíssimo remate, Diogo Bernardes empata a partida a uma bola, mas como já vem sendo habitual, volvidos 7 segundos ainda os miúdos de Ourém estavam a comemorar o empate, o Vítor Vieira acabado de entrar repunha a vantagem de um golo, para a equipa estudantil, no minuto seguinte o Carlitos na marcação de um penálti, a castigar uma carga na área sobre o Diogo Bernardes, enjeitaria a oportunidade de empatar, permitindo a defesa de André Rodrigues. Nos minutos seguintes foi se assistindo cada vez mais ao domínio academista, conseguindo nos últimos seis minutos da primeira parte, mais quatro golos, Gonçalo Oliveira por duas vezes, Gonçalo Carvalho e Vasco Martinho, isto em parte fruto de uma desconcentração total da equipa da casa, permitindo com passividade, que a equipa da Académica se distanciasse no marcador chegando ao intervalo a ganhar 1-6, com 4-5 faltas.
 

Na segunda parte a Académica numa toada mais lenta, controlando o adversário chegaria aos 1-7, mais uma vez por Gonçalo Oliveira, reduzindo o Luís Silva ao minuto 16 para 2-7, depois de assistido pelo Carlitos, este golo animou as hostes ourienses e assim à passagem do minuto 12, o Carlitos Clemente, depois de roubar a bola ao adversário fica isolado em frente ao André Rodrigues não perdoa e reduz para 3-7. Mas como, contra fatos não há argumentos a excelente equipa da Académica viria a aumentar para 3-8, através de Rafael Curto. Até ao final assistiu-se a algumas jogadas de parte a parte, onde os GR foram levando a melhor.
 
Final: J. Ouriense 3  -  Académica de Coimbra 8

Ganhou a equipa com mais valor em todos os sentidos, perdeu a equipa que tentou dentro do possível contrariar a superioridade contrária, foram simplesmente dignas de si, e quando assim é, no final em faltas registou-se o score de 7-8. O arbitro da partida foi o Teófilo Casimiro, como é seu apanágio, colaborou com a postura da equipas em ringue, não é por acaso que se encontra na categoria maior. Parabéns às três equipas.

Crónica/Fotos: Manuel F.

domingo, 19 de Outubro de 2014

HC SANTARÉM vs SC MARINHENSE FOI ADIADO

O jogo da 3ª jornada da III Divisão zona Centro que colocava frente-a-frente o HC Santarém e o SC Marinhense foi adiado para data a designar.

Imagem retirada do site hoqueipatins.com. Montagem Cartão Azul

Segundo o Cartão Azul conseguiu apurar o pedido de adiamento foi solicitado pelo clube da Capital Vidreira por motivos que não conseguimos apurar. Apesar de já existir árbitro designado, António Gameiro do Ribatejo o jogo acabou por não se realizar e segundo Francisco Mogas, presidente da colectividade escalabitana disse a este espaço «em caso de haver disponibilidade o jogo será realizado no dia 15 de Novembro».

TARDE DESPORTIVA

Aos domingos na rádio Torres Novas FM o Cartão Azul tem o seu espaço para falar de hóquei em patins no decorrer do programa Tarde Desportiva conduzido por Paulo Pereira. Hoje foi feita a análise da 5ª jornada da II Divisão Sul, com destaque para o Maritimo SC vs SC Tomar, referência ainda aos Nacionais da I e III Divisão, jornada europeia e o fim da PA TV de Luís Gomes.


Para ouvir clique aqui.

sábado, 18 de Outubro de 2014

AFINAL A CHAVE DA LIDERANÇA ESTAVA NOS AÇORES

Na recepção ao Sporting de Tomar, o Marítimo de Ponta Delgada esperava logo à partida uma equipa bastante forte, que não vinha a São Miguel passear e conhecer as belezas que a ilha tem para partilhar com os visitantes, mas sim em busca da "chave" da liderança.

Foto de arquivo: António Antunes - TM Foto

O jogo começa com uma equipa do Marítimo, atrevida e ciente do adversário que iria ser osso duro de roer, após um atraso de 15 minutos da equipa de segurança privada. Os leões de Tomar, perceberam que esta equipa açoriana realmente não era uma equipa qualquer, orientada por Júlio Soares (este treinador/ jogador) e após as primeiras tentativas, a equipa ribatejana fez o primeiro golo apontado por Ivo Silva aos 5 minutos da partida, numa seticada cruzado da direita para a esquerda. Os micaelenses não baixaram os braços, e o golo sofrido “serviu” de motivação para fazer o empate aos 13 minutos através de Tiago Leite, com alguma felicidade da equipa açoriana após falha do “keeper” nabantino. Açorianos continuavam a atacar, e aproveitando a boa maré que se fazia no Pavilhão Sidónio Serpa para os da casa, e volvidos 9 minutos voltam a aumentar o marcador para 2-1, após um passe de Tiago Botelho do fundo da tabela, no meio campo do Tomar, para Pedro Soares que aparece sozinho dentro da área, colocando a bola no fundo das redes. Fez aumentar a esperança do Marítimo para algo inesperado por parte dos rapazes de Tomar! Como se costuma dizer: “quem vai à guerra dá e leva” e foi o que aconteceu, antes do intervalo, o Marítimo voltou a sofrer e foi talvez o início do ponto final de uma esperança. O 2-2 aconteceu através de uma recarga após marcação de um livre direto a favor do Tomar (Ivo Silva aos 24 minutos). Passado nem 20 segundo, o Tomar passa para frente do placar: 2-3 depois de uma perda de bola na zona de meio campo por parte dos micaelenses, o leão David Costa, isolou-se para baliza adversária e foi só colocar a bola do canto superior direito.

Intervalo: Marítimo SC 2 - SC Tomar 3

Ambas as equipas voltam do descanso merecido e com o abrir da 2ª parte os ribatejanos de Tomar voltam a entrar em força. Logo aos 2 minutos da segunda parte, André Silva a faz o 2-4 para os nabantinos. Cinco minutos se passaram, quando Filipe Almeida fez o gosto ao stick e marca o 5º golo dos leões da terra da festa dos tabuleiros. Aos 15 minutos da 2ª metade, com o Sporting de Tomar a segurar o resultado com uma boa vantagem, é suspenso um jogador do grupo ribatejano com cartão azul e é assim que o Marítimo Sport Clube reduz novamente o marcador para 3-5 através de um livre directo cobrado por Júlio Soares. Marítimo da Calheta levanta novamente a cabeça, e após ter sido marcado uma grande penalidade a favor do Tomar sendo falhado pelo Nuno Domingues, os micaelenses queriam mostrar a todos que ainda tinha uma palavra a dizer, com sucessivas bolas à baliza adversária, mas o guardião nabantino teimava em não deixar a bola entrar! O jogo caminhava para o final e quando menos se esperava o Marítimo atinge a 10ª falta que foi mais uma vez o capitão Ivo Silva a cobrar e novamente a falhar o alvo. Nos últimos 8 minutos a equipa do Sporting de Tomar fechou as contas com mais 3 golos, Hernâni Diniz aos 17 minutos e Ivo Silva fez o seu hattrick com mais dois golos, aos 21 e 22 minutos, numa fase em que os micaelenses de Ponta Delgada já não tinham mais resposta para dar a uma equipa muito bem composta técnica e tacticamente, e que tem todas as condições para a subir de divisão.

Final: Marítimo SC 3 - SC Tomar 8

O jogo foi arbitrado pelos juízes Nicolau Botelho e Fernando Lopes de CRAHP Ponta Delgada, dois árbitros que no geral tiveram uma prestação regular e justa.

Pode ver o resumo do jogo aqui a partir do minuto 30:50 num trabalho da RTP Açores

sexta-feira, 17 de Outubro de 2014

SANTA CITA AINDA ASSUSTOU OS TIGRES

O HC "Os Tigres" recebeu ontem à noite no Alfredo Bento Calado a ACR Santa Cita em jogo a contar para a 7ª jornada da Taça APR/Ekis, jogo esse dirigido pela dupla Ribatejana Rui Taborda e Ricardo Rodrigues.

Foto de arquivo: Carlos Emidio Martins - Plurisports

Entrou melhor a equipa de Pedro Nifo que há passagem dos cinco primeiros minutos já vencia por 2-0 com golos de Alex Andrade. Reagiu a equipa de Pedro Almeida equilibrando a partida e Tiago Barreiro reduziu para 2-1. A jogar em casa a equipa primo divisionária chegaria ao 4-1, deixando no ar que a partir daqui seria um jogo desequilibrado com os Tigres a distanciarem-se no marcador. Foi puro engano o Santa Cita continuou a explanar o seu jogo voltando a equilibrar a partida e chegaria ao 4-4 com pouco mais de cinco minutos para se jogar. Até final e com oportunidades de ambas as partidas seria Rui Gamboa a vinte segundos do intervalo a colocar de novo a sua equipa na frente.

Intervalo: HC "Os Tigres" 5  -  ACR Santa Cita 4

No 2º tempo a equipa azul e branca entrou determinada a resolver a contenda e nos primeiros dez minutos chegou aos 8-4. Voltou a reagir a equipa do Santa Cita com Rui Oliveira a fazer o 8-5. Márcio Nunes fechou o marcador quando faltavam 5' 15'' para o apito final, confirmando assim a vitória da sua equipa.

Final: HC "Os Tigres" 9  -  ACR Santa Cita 5

Vitória justa da equipa de Pedro Nifo num jogo equilibrado apesar do maior ascendente inicial e com números algo exagerados para o que se passou em pista, mas que penaliza a falta de eficácia ofensiva do Santa Cita na 2ª parte.

HC "Os Tigres": João Patrício (gr), Alexandre "Alex" Andrade (4), Filipe Bernardino (1), João "Janeka" Silva (1) e Ivo Saldanha
Suplentes: Nuno Antunes (gr), João "JoFi" Filipe, Rui Gamboa (1) e Márcio Nunes (2)
Treinador: Pedro Nifo

ACR Santa Cita: Rodrigo Saboga (gr), Rui Oliveira (2),Tiago Barreiro (1), João Paulo (19 e Pedro Almeida (1)
Suplentes: Fábio Amendoeira (gr), Fábio Macarrão, Pedro Vitorino e João Cardoso
Treinador: Pedro Almeida

PORTUGAL ESTREIA-SE FRENTE À ALEMANHA

Já está definido o Calendário do 12º Campeonato do Mundo Seniores Femininos de hóquei em patins, competição que terá lugar em Tourcoing (França), de 25 de Outubro a 1 de Novembro. 
 
 
Portugal está inserido no Grupo D da prova, juntamente com Alemanha, Inglaterra e Índia. A estreia da Selecção Nacional será frente à Alemanha (26/10, às 18:30). Na 2ª jornada, Portugal medirá forças com a Índia (27/10, às 11:00), e o último desafio da Selecção Nacional na fase de grupos será frente à Inglaterra (28/10, às 11:00).

Grupo A 
França, Brasil e Suíça

Grupo B 
Espanha, Argentina, Estados Unidos da América e África do Sul

Grupo C 
Colômbia, Chile, Japão e Itália

Grupo D
PORTUGAL, Alemanha, Inglaterra e Índia

SELECÇÃO NACIONAL
  • 1 - Alice Vicente (GR, AA Coimbra)
  • 10 - Maria Celeste Vieira (GR, SL Benfica)
  • 2 - Ana Catarina Ferreira (AA Coimbra)
  • 3 - Tânia Freire (A Stuart HC Massamá)
  • 4 - Rita Lopes (SL Benfica)
  • 5 - Marlene Sousa (SL Benfica)
  • 6 - Carolina Gonçalves (AA Coimbra)
  • 7 - Rita Dias (A Stuart HC Massamá)
  • 8 - Inês Vieira (SL Benfica)
  • 9 - Rute Lopes (SL Benfica)

Comitiva
  • Chefe de Comitiva: Vasco Nascimento
  • Director Técnico Nacional: Luís Sénica
  • Seleccionador Nacional: Carlos Pires
  • Treinador-adjunto: Nuno Ferrão
  • Enfermeiro: Carlos Pires
  • Mecânico: Hermínio Carrilho

Entre 20 a 23 de Outubro, no Luso, a Selecção Nacional Seniores Femininos de hóquei em patins irá cumprir a última fase de preparação para a competição, com mais dois jogos-treino: UD Oliveirense (21/10) e CENAP (22/10). O Campeonato do Mundo realizar-se-á de 25 de Outubro a 1 de Novembro, em Tourcoing (http://mondialtourcoing2014.fr). Na última edição do Campeonato do Mundo, Recife’2012, Portugal terminou na 4ª posição.

Informação/Foto: Gabinete de Imprensa da FPP
Titulo: Cartão Azul

NOMEAÇÕES PARA AS EQUIPAS DO RIBATEJO E LEIRIA

Já são conhecidos os árbitros que irão dirigir os jogos das equipas da AP Ribatejo e AP Leiria este fim-de-semana no Nacional da I, II e III Divisão.


I Divisão - 22 Outubro 2014
  • HC "Os Tigres" vs Sporting CP: Paulo Almeida (Aveiro) / António Santos (Aveiro) - Hélder Pardal (Ribatejo)
  • SL Benfica vs HC Turquel: Miguel Guilherme (Lisboa) / Luís Peixoto (Lisboa) - José Nave (Lisboa)

II Divisão Sul - 18/19 Outubro 2014
  • Maritimo SC vs SC Tomar: Fernando Lopes (Ponta Delgada) / Nicolau Botelho (Ponta Delgada)
  • A Alcobacense CD vs BIR: Paulo Carvalho (Leiria) / Vitor Roxo (Leiria)

III Divisão Centro - 19 Outubro 2014
  • SC Beira-Mar vs ACR Santa Cita: António Santos (Aveiro)
  • J. Ouriense vs Académica de Coimbra: Teófilo Casimiro (Ribatejo)
  • HC Santarém vs SC Marinhense: António Gameiro (Ribatejo)

Os árbitros Ribatejanos Rui Taborda e Luís Nunes ficam na "Jarra" este fim-de-semana no que a jogos dos nacionais diz respeito.

quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

BERRY – O ADEPTO (EXPULSO)

Em primeiro lugar quero agradecer ao Francisco Gavancho e ao seu Cartão Azul a oportunidade para dar a minha opinião sobre a modalidade que gosto e de fora do Pavilhão, porque fui expulso.


Hoje e para primeira crónica escolhi a Taça APR/Ekis e eis a minha modesta opinião. O valor a quem o tem e neste caso à AP Ribatejo por há duas épocas a esta parte organizar uma competição em que as equipas seniores da sua área de jurisdição podem competir e jogar entre si durante a semana e assim aproveitarem para fazer experiências e dar tempo aos jogadores menos utilizados e ganhar rotinas ou aperfeiçoar as mesmas. Um bem-haja para o mentor da ideia e para a Instituição.

Mas como em tudo na vida e até na vida daqueles que são expulsos dos pavilhões, nem tudo são rosas e a Taça APR/Ekis acaba por ter uns “bugs” (escusam de estar admirados com a expressão, pois ando a tirar um curso de informática, e ainda não fui expulso) que carecem de ser corrigidos, para que a mesma não deixe nenhuma ponta solta onde se possa pegar e por em causa tão nobre iniciativa.

Em caso de empate entre dois os mais clubes a ultima jornada devia de ser jogada no mesmo dia e à mesma hora, pois não se pode por uma equipa a jogar hoje e a outra dois meses depois, quando o resultado conta e a diferença de golos pode significar ganhar ou não o caneco, apesar de haver quem ligado aos clubes diga «o que interessa é participar, não temos interesse nenhum em ganhar).

Não se pode deixar que jogos marcados para o dia X, sejam alterados para o dia Y, e que no dia marcado não apareça uma das equipas nem o árbitro nomeado para o jogo. Não se pode nomear o árbitro W para um jogo e a poucas horas do início do mesmo, cancelar a nomeação e nomear os árbitros Z e K.

São estes pequenos “bugs” que não tiram o mérito à organização da APR, mas que podem ser corrigidos na 3ª edição deste troféu, a bem da transparência e de evitar que alguém como eu, Berny, apesar de expulso, bem ou mal o árbitro lá saberá, possa chatear o Francisco para publicar estes meus pensamentos e desvaneios num dos espaços mais emblemáticos da Blogsfera no que ao hóquei em patins diz respeito.

Abraços para os Ladies e Beijinhos para as Ladys e se o Francisco Gavancho e os visitantes não me expulsarem, em breve terão noticiais minhas.

Cordialmente
Berry

DECISÃO ADIADA PARA 26 DE..........DEZEMBRO!!!

União FE e SC Tomar decidiam no Albano Mateus que seria o vencedor da II edição da Taça APR/Ekis, sucedendo assim ao SC Tomar que havia vencido a I edição na época passada, num jogo que terminou empatado e deixou tudo em aberto para o ultimo jogo em que o União se desloca até Santa Cita (22 Outubro) e o SC Tomar até Santarém (26 Dezembro), ambos os jogos correspondentes à 1ª jornada.

Foto de arquivo: Barros Simões

Com o Albano Mateus com menos publico do que na 1ª jornada do Nacional da II Sul onde estas equipas se encontraram e com a arbitragem de Teófilo Casimiro e Luís Nunes do Ribatejo o jogo iniciou-se com ambas as equipas à procura da vantagem e a jogarem em velocidade e seria o União a inaugurar o marcador antes de esgotados os primeiros cinco minutos com David Vieira a concretizar uma grande penalidade a castigar derrube a Rui Alves na área Leonina. Com o golo o União ganhou ascendente e seria de novo David Vieira a marcar e a aumentar para 2-0 ao concluir um ressalto de bola após seticada de Carlos Fonseca. Com o jogo aberto a as defesas a superiorizarem-se aos ataques seria o União de novo a marcar em cima do apito final para o intervalo, numa seticada do meio da rua de Nuno Nobre.

Intervalo: União FE 3  -  SC Tomar 0  (Faltas: 7 - 5)

Foto de arquivo: Barros Simões

A perder por 3-0 o SC Tomar entrou à procura de dar a volta ao marcador e com três minutos decorridos reduziu através de Hernâni Diniz que concluiu à boca da baliza uma jogada de entendimento. Cresceu o SC Tomar e começou a criar mais perigo junto do ultimo reduto Unionista e o mesmo Hernâni desperdiça a hipótese de reduzir para a margem mínima com cerca de 8 minutos decorridos ao desperdiçar o livre directo correspondente à 10ª falta Unionista. Volvido um minuto o SC Tomar beneficia de uma grande penalidade e Nuno Domingues chamado a marcar falha em primeira instância e na recarga e num gesto técnico perfeito reduzi para 3-2. Volvidos 20 segundos Nuno Nobre ver cartão azul e Ivo Silva chamado à marcação do livre directo empata a partida, 3-3 com 16 minutos para se jogar. Com o resultado que remetia tudo para o ultimo jogo, ambos os conjuntos tentaram resolver a contenda a seu favor e já nos últimos sete minutos é Rui Alves que não aproveita o livre directo correspondente á 10ª falta Leonina. Com três minutos para se jogar surge um lance na área do União, com os jogadores do Tomar a reclamarem grande penalidade e a protestar o que motivou a amostragem de cartão azul a Marco Gaspar e a Nuno Domingues que se encontravam no banco de suplentes. Chamado à marcação do livre directo Carlos Fonseca desperdiça a hipótese de desfazer o empate. A jogar com três jogadores seria o SC Tomar a adiantar-se no marcador com Ivo Silva a concretizar o livre directo correspondente á 15ª falta do União, faltavam pouco mais de dois minutos para o final. Respondeu o União volvidos alguns segundos através de David Vieira. Até final ficou a incerteza no marcador com o União a não aproveitar o power-play que durou até ao ultimo minuto e o SC Tomar à procura da 20ª falta Unionista.

Final: União FE 4  -  SC Tomar 4  (Faltas: 19 - 14)

Foto de arquivo: Barros Simões

Empate que acaba por se aceitar pela forma como o SC Tomar deu a volta ao marcador e pelo desperdício de lances de bola parada pelo União, no entanto pelo que se passou no rinque do Albano Mateus o empate penaliza mais a equipa de Pedro Nobre do que a de Nuno Domingues, numa noite onde a dupla de arbitragem Ribatejana (com dois árbitros que subiram, Teófilo ao Quadro A e Luís Nunes ao Quadro B) ficou ligada ao resultado e dou exemplo de dois lances um para cada lado e que penalizaram as equipas, o cartão azul a Nuno Nobre que resulta o livre directo que dá o empate, e o lance entre Ivo Silva e Bruno Pereira na área Unionista em que um lance de grande penalidade é transformado em dois cartões azuis para o SC Tomar. Em relação às faltas de equipa muito mais penalizado o União e em lances idênticos, critérios diferentes e se o penalty em que Nuno Domingues faz o 3-2 e que é bem assinalado, não se compreende minutos depois um lance igual na área do SC Tomar não tenha sido marcado pelo mesmo arbitro.

Foto de arquivo: Barros Simões

União FE (4): Ricardo "KáKá" Correia (gr), Bruno Pereira (c), David "Rosca" Vieira (3), Carlos "Pica" Fonseca e Rui Alves
Suplentes: Orlando Pereira (gr), João "Mendx" Mendes, Nuno Nobre (1), Eduardo Fernandes e Tiago Pereira
Treinador: Pedro Nobre

SC Tomar (4): Marco Gaspar (gr), João Lomba, Luís Silva, André Silva e Filipe Almeida
Suplentes: Daniel Leal (gr), Hernâni Diniz (1), Nuno "Manel" Domingues (1), Ivo Silva (c) (2) e David Costa
Treinador: Nuno "Manel" Domingues

A nivel das contas finais adiadas para 26 de Dezembro e com ambas as equipas com 12 pontos, o União tem um goal-avarege 43-12 ao passo que o SC Tomar 32-7 o que faz com que o União tenha 6 golos de vantagem.

quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

PAPARUCO - O COMENTADOR

"Afinal o Europeu Sub-20 teve cobertura........na net"


Voltou a escrever-se uma página de ouro na história do hóquei português, que continua a ser a modalidade que mais títulos deu a este país à beira-mar plantado.

Valongo fica assim imortalizada no tempo como a Cidade que viu a selecção nacional de Sub-20 conquistar o tetra-campeonato europeu. Se a cidade ainda rejubilava do feito da AD Valongo que conquistou o campeonato nacional da I divisão, o mês de Outubro veio prolongar esses festejos agora a nível de selecção de que faziam parte três atletas do clube.

Luís Duarte, coadjuvado por Nuno Carrão depois de há um ano atrás ter conquistado o ceptro mundial em Cartagena das Índias na Colômbia, arquitectou a estratégia que a equipa Lusa seguiu religiosamente e chegou ao título apenas com um empate frente à Itália ainda na fase de grupos e com um score de 23 golos marcados e apenas 7 sofridos.

Muito mais havia para falar destes jovens que mais uma vez elevaram bem alto o nome de Portugal e do hóquei em patins e que mereceram uma mensagem de felicitações do Presidente da República, se jogassem futebol tinham sido recebidos no Palácio de Belém em audiência, bem, mas em frente que atrás vem gente como se costuma dizer. E se o PR foi lesto a felicitar jogadores e equipa técnica, mais uma vez a televisão publica e a televisão por cabo passaram completamente ao lado do Europeu, e a noticia (curta) mas noticia dada nos telejornais de domingo, não disfarçam a enorme indiferença dada à modalidade, mas nem tudo é mau pelo menos não tivemos de “levar” com comentários “horribilis” protagonizados por quem pelo estatuto que tem e pelo que deu à modalidade, podiam ter o bom senso de recusar convites para esse efeito, e ganhamos uma narração e uns comentários de quem percebe da modalidade sem ser uma figura conhecida, e provou que se pode fazer um trabalho de grande nível com os poucos meios à disposição e nesse aspecto a CERH está de parabéns por ter escolhido o Miguel Bastos, o José Carlos Gaspar, o Pedro Jorge “Penuca” Cabral e o Brunin.

Mais uma vez o hóquei continua a ser o parente pobre das modalidades ditas amadoras no que à divulgação televisiva diz respeito e cada vez mais é, parafraseando o Miguel Dantas uma modalidade de internet. Pena que os patamares decisores deste país do “futebolês” continuam a "assobiar para o ar" e a ignorar quem eleva o nome de Portugal e assim sendo vamos continuar a ter a televisão inundada com futebol.

Mas também tem de haver da parte da FPP a coragem de contrariar esta tendência e não ficar contente com um jogo por semana dado por uma estação de cabo, que nem todos os amantes têm acesso e batalhar para que o hóquei em patins seja transmitido no canal publico, em particular quando os grandes eventos decorrem em Portugal e já agora “apertar” com eles para quando as poucas vezes que transmitem eventos noutros países que ao menos enviem um repórter e um comentador que perceba de hóquei, pois pode ter sido um grande guarda-redes, técnico ou jogador de pista e para comentar poder-se dizer «que nem de patins sabe andar».

Para terminar parabéns Portugal, parabéns Luís Duarte, seus pares e “sus muchachos” e parabéns Bastos, Gaspar, Penuca e Brunin, são vocês assim como mais meia dúzia de carolas que vão mantendo a divulgação da modalidade em pé e a chegar a todo o mundo, «seja pela internet, seja pela internet». 

terça-feira, 14 de Outubro de 2014

BOA 2ª PARTE CONFIRMOU VITÓRIA JUSTA

O SC Tomar recebeu no passado domingo a AD Oeiras e venceu por 7-3 confirmando assim a 2ª posição na tabela classificativa a um ponto do surpreendente "ou talvez não" UDC Nafarros.

Foto: António Antunes - TM Foto

A jogar perante o seu público o SC Tomar defrontava um dos candidatos aos primeiros lugares naquele que foi considerado o jogo da 4ª jornada da II Sul. Com a velocidade a ser denominador comum nos primeiros minutos incutida por ambos os conjuntos, seria a equipa Leonina a fazer funcionar o marcador através do seu treinador/jogador Nuno Domingues que concretizou com êxito uma grande penalidade. Ivo Silva no minuto seguinte faz saltar de alegria os adeptos presentes e coloca o SC Tomar a vencer por 2-0. A equipa da Linha apostada em pontuar no Ribatejo reduz e coloca alguma verdade no jogo que se revelava equilibrado. A equipa de Manel Domingues sentiu o aproximar adversário e Luís Silva marca colocando de novo dois golos de vantagem no placard do Jácome Ratton. Ainda se festejava o golo Leonino e já André Garção na marcação de uma grande penalidade reduzia para 3-2. Com cerca de 10 minutos para se jogar André Garção tem dois lances soberanos para empatar e passar para a frente do marcador, mas desperdiça um livre directo e uma grande penalidade, e foi preciso esperar pelo ultimo minuto para que o marcador funcionasse de novo e desta foi foi Tiago Nogueira a marcar e a levar as equipas para o intervalo com um 3-3 cravado no placard.

Intervalo: SC Tomar 3  -  AD Oeiras 3

Foto: António Antunes - TM Foto

A 2ª parte revela-se diferente da 1ª e com o SC Tomar apostado em vencer e distanciar-se de um adversário directo na corrida aos primeiros lugares e após Manel Domingues desperdiçar uma grande penalidade, Ivo Silva no minuto seguinte "desata" as contas e coloca o SC Tomar a vencer por 4-3. A jogar em velocidade e aos poucos a "quebrar a resistência" adversária seria David Costa na marcação de um livre directo a fazer o 5-3, faltavam cerca de 11 minutos para o final da partida. Este golo teve o condão de ver a equipa de Capi "deitar a toalha ao chão" e aceitar as incidências do jogo e assim sendo Hernâni Diniz novamente de livre directo e Ivo Silva marcarem e fixarem o 7-3 que apesar de ainda faltar cerca de onze minutos para o final acabou por se manter até ao apito final de Pedro Sousa e luís Correia de Leiria.

Final: SC Tomar 7  -  AD Oeiras 3

Foto: António Antunes - TM Foto

Vitória justa do SC Tomar que soube contornar as dificuldades criadas pela equipa do Oeiras e tendo por base a juventude e qualidade da sua equipa que se mistura com a liderança de Nuno Domingues conseguiu vencer um dos candidatos, mas apenas na 2ª parte confirmou esses atributos.

SC Tomar: Daniel Leal (gr), Luís Silva (1), João Lomba, Filipe Almeida e Ivo Silva (3)
Suplentes: Marco Gaspar (gr), David Costa (1), Hernâni Diniz (1), André Silva, Nuno Domingues (1)
Treinador: Nuno Domingues

AD Oeiras: Hugo Silva (gr), Tiago Nogueira (1), Tiago Gouveia, Diogo Alves (1) e André Garção (1)
Suplentes: João Santos (gr), André Lopes, Paulo Rosa e Rogério Silva
Treinador: Carlos Pires

FC PORTO "TREMEU" EM ALMEIRIM

O HC "Os Tigres" "deu água pela barba" ao FC Porto que no Alfredo Bento Calado entrou a "todo o gás" e saiu já na "reserva" e a "rezar" para que o ultimo minuto se esgotasse num ápice.

Foto: Carlos Emídio Martins - Plurisports

Entrada de rompante da equipa azul e branca que que a meio da primeira parte já vencia por 3-0. O muito publico que acorreu ao pensou que a partir daqui seria um o verdadeiro "bater no ceguinho" como se diz na gíria, mas foi puro engano, a equipa de Pedro Nifo acertou as marcações e à entrada dos últimos cinco minutos Filipe Bernardino reduziu para 1-3 concluindo uma jogada individual. Empolgados pelo golo a equipa dos Tigres continuou a porfiar e JoHe na transformação de um livre directo reduz para a margem mínima. A equipa do FC Porto "acusou o toque" e Vitor Hugo volta a colocar dois golos de diferença. Antes do intervalo e já dentro do ultimo minuto JoHe volta a marcar e as equipas recorreram ao balneário separadas por um golo de diferença.

Intervalo: HC "Os Tigres" 3  -  FC Porto 4

A etapa complementar trás de novo o FC Porto a dominar a partida, e os Tigres expectantes na procura do erro adversário para baterem Nelson Filipe. Antes de esgotados os primeiros dez minutos Pedro Moreira aumenta a vantagem portista. A dominar e o tempo a passar, pensou que a equipa de Tó Neves iria naturalmente aumentar a diferença no marcador e sair do Ribatejo com uma vitória tranquila. Mais uma vez foi puro engano pois novamente a equipa da casa e por Filipe Bernardino reduz para 4-5 na marcação de uma grande penalidade. Foi novamente a vez do FC Porto ver "a coisa tremida" e procurar afastar-se no marcador e viria a conseguir através de Caio. A vencer por 4-6 a equipa azul e branca não conseguia estabilizar, mostrando um estranho nervosismo com o passar dos minutos e a equipa da casa voltaria a marcar por JoHe na transformação de um livre directo. Com o tempo a esgotar-se veio ao cimo a maior experiência dos jogadores portistas que souberam controlar a bola e manter um golo de diferença que garantia aos três pontos em disputa.

Final: HC "Os Tigres" 5  -  FC Porto 6

HC “Os Tigres”: Francisco Veludo (gr), João Filipe Silva, João “Janeka” Silva, Filipe Bernardino (2) e Alexandre Andrade
Suplentes: João Patrício (gr) Ivo Saldanha, Márcio Nunes, Vasco Batista e JoHe (3)
Treinador: Pedro Nifo

FC Porto: Nelson Filipe (gr), Pedro Moreira (2), Ricardo Barreiros (1), José “Rafa” Costa e Ricardo “Caio” Oliveira (2)
Suplentes: Tiago Sousa (gr), Diogo Cardoso, Nuno Santos, Vítor Hugo (1) e Hélder Nunes
Treinador: Tó Neves

Com esta derrota o HC "Os Tigres" seguem na 12ª posição ainda sem qualquer ponto e na próxima jornada recebem o Sporting CP num jogo marcado para as 21:00 horas de 22 de Outubro. O FC Porto lidera com 6 pontos os mesmos que SL Benfica, HC Turquel e OC Barcelos.

Pode ver o resumo do jogo aqui, num trabalho da Almeirinense TV

HC SANTARÉM CONQUISTA O PRIMEIRO PONTO

O HC Santarém conquistou o primeiro ponto do campeonato ao empatar 6-6 frente ao HC Paço de Rei, jogo a contar para a 2ª jornada da III Divisão Centro.

Foto: HC Santarém

A jogar em Gaia, frente a uma das equipas que desceu da II Divisão Norte, a equipa de António Vicente não se intimidou e conquistou um empate, que para além do ponto revelou o evoluir de uma jovem equipa que certamente irá dar muitas alegrias aos adeptos do clube da Capital Ribatejana.

Pela equipa Ribatejana João Azevedo (3), Hugo Morais (2) e Tiago Pires foram os marcadores de serviço. Com este empate o HC Santarém subiu uma posição ocupando agora a 11ª posição. Na próxima jornada a equipa escalabitana recebe no Municipal de Ourém o SC Marinhense que lidera a prova a par da Académica de Coimbra e ACD Vila Boa do Bispo todos com 6 pontos.

segunda-feira, 13 de Outubro de 2014

GANHOU A EQUIPA QUE JOGOU MELHOR

Em Santa Cita os jovens de Ourém viriam averbar uma pesada derrota, onde a equipa de Pedro Almeida sustentada por jogadores experientes esperou e com o passar do tempo foi domando a irreverência Ouriense.


À passagem do minuto 17 o capitão Rui Oliveira num remate cruzado inaugurava o marcador, este golo não abalou o J. Ouriense, que com mais ou menos arte ia controlando a paciência do Santa Cita que fazia circular a bola, o segundo golo só viria a aparecer ao minuto 6, através dum remate fortíssimo do João Paulo, onde o guarda-redes de Ourém nem se mexeu tal foi a surpresa do mesmo. Este golo abanou a estrutura adversária e passado 1 minuto viria a sofrer novo golo, onde Tiago Barreiro empurra para a baliza depois de uma confusão na área, com o resultado em 3-0 assim chegava o intervalo, também com uma falta para cada lado.

Intervalo: ACR Santa Cita 3  -  J. Ouriense 0 (Faltas: 1 - 1)

No começo da segunda parte os jovens de Ourém bem tentaram dar a volta ao resultado mas a maior experiência da equipa da casa não permitiu grandes oportunidades para tal, aproveitando mesmo para aumentar o "score" para 4-0 à passagem do minuto 20, a partir daqui assistiu-se a um jogo fraco, onde a equipa forasteira foi acusando algum desgaste de alguns elementos preponderantes, sendo que, sem surpresa o dilatar do resultado até aos 6-0, reduzindo a J. Ouriense para 6-1, aqui já o Santa Cita fazia rodar os seus elementos mais novos chegando aos 8-1, resultado este que chegaria ao final da partida e com o "score" de faltas em 8-2.

Final: ACR Santa Cita 8  -  J. Ouriense 1 (Faltas: 8 - 2)

Em conclusão ganhou a equipa que melhor jogou, sustentada numa experiência e qualidade reconhecida, no qual o Juv Ouriense tentou dificultar o mais que pôde, onde alguns elementos mais novos têm de se mentalizar que o jogo de equipa é muito mais importante, do que sistematicamente tentar acções individuais, duas equipas que se respeitaram mutuamente, onde Teófilo Casimiro passou despercebido embalado pela correcção de ambas.

ACR Santa Cita: Fábio Amendoeira(GR), Ricardo António(1), Rui Oliveira(1), Tiago Barreiro(2), Pedro Vitorino, João Paulo(2), Fábio Macarrão, Pedro Almeida(1), João Cardoso(1) e Rodrigo Saboga(GR)
Treinador: Pedro Almeida

J. Ouriense: Francisco Ferreira(gr), Tiago Rodrigues, José Carriço, Carlos "Carlitos" Clemente(1), João Alves, Ivo Oliveira, Tiago Reis, Diogo Bernardes e Tomás Baptista (GR)
Treinador: Francisco Mendes

Nota de rodapé: Queria deixar aqui um alerta relativamente ao preço das entradas para o referido jogo, a não sócios, num período de grande crise económica onde muitas pessoas atravessam grandes dificuldades e se deslocam para acompanhar os seus filhos e serem cobrados 4€, sim escrevi bem, 4€, acho que não é admissível.

Crónica/Foto: Manuel F

PRESIDENTE DA REPÚBLICA FELICITOU SELECÇÃO DE SUB-20

O Presidente da República enviou uma mensagem de felicitações à Seleção Nacional de sub-20 de Hóquei em Patins, que venceu o Campeonato da Europa da modalidade, realizado em Valongo, Portugal.


É o seguinte o teor da mensagem do Presidente Aníbal Cavaco Silva:
 
No momento em que a Seleção Nacional de Hóquei em Patins sub-20 se sagrou tetracampeã da Europa da modalidade, quero felicitar todos os seus elementos pelo honroso lugar alcançado.

A vitória da Seleção nesta fase final do Campeonato Europeu de Hóquei em Patins sub-20, alicerçada numa excelente prestação destes jovens atletas, é motivo de orgulho dos adeptos e dos Portugueses em geral, pois dignifica e honra o desporto nacional e dá um relevante contributo para projeção internacional do País.

Quero congratular os jogadores, os técnicos e os dirigentes da Federação de Patinagem de Portugal pela dedicação e o empenho demonstrados, a todos desejando as maiores felicidades desportivas e pessoais.
"
 
Aníbal Cavaco Silva

domingo, 12 de Outubro de 2014

VITÓRIA DA GARRA, DO CRER E DO ACREDITAR

Boa moldura humana no Albano Mateus para assistir ao jogo da 4ª jornada da II Sul que colocava frente-a-frente o União FE e o BIR, jogo dirigido pela dupla Leiriense David Barros e Armando Henriques.

Foto: Barros Simões

Separadas por dois pontos na tabela classificativa entrou melhor a equipa de Pedro Nobre, (que ontem não pode contar com Nuno Nobre devido a afazeres profissionais) a pressionar a equipa adversária, que a defender bem ia explorando os desequilíbrios do adversário e forte seticada do “meio da rua” de Gonçalo Santos. O União a ter na velocidade e nas rápidas transições o seu “trunfo” viria a inaugurar o marcador aos 8 minutos de jogo através de David Vieira que concluiu uma jogada de insistência, onde a defesa do BIR não foi lesta a “sacudir” a bola. Até ao fim da primeira parte com as defesas a sobreporem-se aos ataques o resultado só viria a alterar-se a 55 segundos do final e num lance de bola parada com Rafael Monteiro a converter o livre directo correspondente à 10ª falta Unionista, fazendo o bola passar como se diz na gíria “por debaixo da rata” de Káká.

Intervalo: União FE 1  -  BIR 1  (Faltas: 10 – 7)

A etapa complementar trás um BIR “mais atrevido” mais rápido em rinque e a criar mais dificuldades ao último reduto Unionista que no entanto mantinha as características do primeiro tempo. À passagem dos primeiros cinco minutos Gonçalo Santos têm no setique soberano oportunidade de desfazer a igualdade, mas Orlando Pereira que saiu do banco defendeu com classe a grande penalidade. Volvidos dois minutos “cambalhota” no marcador com Rafael Monteiro a concluir uma jogada de entendimento da equipa de Valado dos Frades. O União acusou “o toque” e num lance de “mestre” de Tiago Pereira o marcador passou de novo a registar um empate, desta feita a duas bolas. Em noite inspirada e um dos melhores em pista, seria Pica a colocar de novo o União em vantagem numa seticada frontal que deixou Nuno Peça “pregado ao soalho”. Com o publico a puxar pelos alvi-negros e ainda com 14 minutos para se jogar, a equipa do BIR com Gonçalo Santos como “maestro” continuou na procura do golo e à entrada dos últimos 10 minutos Rafael Monteiro tem oportunidade de empatar, mas Orlando Pereira que saltou de novo do banco não permitiu a concretização do livre directo correspondente à 15ª falta do União. Com a emoção a rodos e a incerteza no marcador o União chegaria ao 4-2 por Rui Alves na marcação do livre directo correspondente ao cartão azul exibido a Dário Santo. A equipa do BIR acusou o golo e foi notória a desconcentração e Rafael Oliveira vê cartão azul mas desta feita Rui Alves permite a defesa a Nuno Peça, e na continuidade da jogada Nuno Sousa a atropelar um jogador Unionista e a ver cartão azul. David Vieira chamado à conversão da grande penalidade desperdiça a mesma. Em power-play e a jogar contra três o União foi trocando a bola esperando que o tempo se esgotasse e o placard não sofreu alterações até ao apito final.

Final: União FE 4  -  BIR 2  (Faltas: 17 – 09)

Foto: Barros Simões

Vitória justa do União, pela garra, pelo crer e pelo acreditar que podia somar os três pontos frente a uma equipa com bons executantes liderados por um Senhor chamado “Gonçalo Santos” e que tudo fez para sair do Entroncamento com pontos na algibeira. No União funcionou o conjunto, com algumas pinceladas de classe de David, Tiago e Pica, e com Káká “enorme” com duas defesas excelentes na 1ª parte a manter o nulo, e a dar segurança à defesa, e Orlando Pereira “enorme” nos lances de bola parada. E assim sendo e pelo atrás referido e dando valor à exibição do BIR que valorizou a vitória pode dizer-se que «O União venceu contra Barros, Henriques e Cunha».

A equipa de arbitragem de Leiria foi sem dúvida o “elo mais fraco” com decisões a prejudicar ambas as equipas, o BIR pode queixar-se de uma grande penalidade não assinalada na 1ª parte, ao passo que o União pode queixar-se de uma arbitragem habilidosa em particular a de Armando Henriques. Uma dupla de arbitragem a divergir para lados opostos na marcação das certas faltas e a precisar de rever certas decisões.

União FE (4): Ricardo “Káká” Correia (gr), Bruno Pereira ©, David “Rosca” Vieira (1), João “Mendx” Mendes e Rui Alves (1)
Suplentes: Orlando Pereira (gr), Tiago Pereira (1), Carlos “Pica” Fonseca (1), André Vieira e Eduardo Fernandes
Treinador: Pedro Nobre

BIR (2): Nuno Peça (gr), Marcelo Rocha, Gonçalo Santos, Rafael Monteiro © (2) e Rui Filipe
Suplentes: André Santos (gr), Fábio Costa, Dário Santo, Mário Fonseca e João Sousa
Treinador: João Sousa

PORTUGAL É TETRA-CAMPEÃO EUROPEU DE SUB-20

A Selecção Nacional Sub-20 de hóquei em patins venceu (3-2) Espanha, na grande final do 49º Campeonato da Europa do escalão, e conquistou pela quarta vez consecutiva o título de Campeão da Europa de Sub-20.

Foto: Marzia Cattini


Num Municipal de Valongo repleto de público incansável no apoio a Portugal, até foi Espanha a entrar melhor, com um golo aos 6 minutos. A Selecção Nacional, obrigada a correr atrás do prejuízo, começou a empurrar a formação espanhola para a sua zona defensiva até que, no último minuto da primeira parte, Miguel Vieira, de livre-directo, e Luís Melo, após um belíssimo trabalho individual, assinaram a reviravolta no marcador (2-1).

Foto: Marzia Cattini

O regresso à pista para a etapa complementar da Final do 49º Campeonato da Europa não poderia ter sido corrido melhor a Portugal, com João Almeida, ainda no primeiro minuto, a aumentar a vantagem lusa dando a melhor sequência a um ataque rápido (3-1). Até ao final do desafio, a formação de Portugal manteve-se concentrada, controlando o encontro e não deixando a reacção espanhola ganhar forma. Contudo nos últimos segundos a Espanha reduziu para o 3-2 final. Com o triunfo diante de Espanha, a Seleção Nacional confirmou a conquista do quarto título europeu Sub-20 consecutivo e o 18º do seu historial.

Foto: Marzia Cattini

Apuramento 7º/8º lugares
  • Inglaterra-Suíça, 1-4


Apuramento 5º/6º lugares
  • Alemanha-Andorra, 2-3


Apuramento 3º/4º lugares
  • Itália-França, 1-2


Final
  • Espanha-PORTUGAL, 2-3


Foto: Marzia Cattini

Portugal sagrou-se tetracampeão da Europa, juntando este título conquistado em Valongo aos triunfos alcançados na Alemanha’2008, em Itália’2010 e em França’2012. A Selecção Nacional conta, agora, com 18 conquistas no escalão. Espanha já venceu esta prova por 23 ocasiões, e Itália triunfou em 8 edições. Portugal cimenta cada vez mais o seu domínio no escalão de Sub-20 do hóquei em patins mundial, tendo vencido as três últimas competições internacionais: Europeu de França, em 2012, Mundial da Colômbia, em 2013, e o Europeu de Valongo, em 2014.

Informação: Gabinete de Imprensa da FPP
Titulo: Cartão Azul

sábado, 11 de Outubro de 2014

SORTEIO DO NACIONAL FEMININO 2014/2015

Realizou-se dia 6 de Outubro, na sede da Federação de Patinagem de Portugal, o sorteio do Campeonato Nacional Seniores Femininos de hóquei em patins 2014/2015. Esta temporada, serão 15 os Clubes (sete na Zona Norte e 8 na Zona Sul) em busca pelo título nacional alcançado na temporada anterior pelo SL Benfica.


1ª jornada do Campeonato Nacional Seniores Femininos – Zona Norte, 16 de Novembro
  • HC Mealhada-AF Arazede
  • CH Carvalhos-AA Coimbra
  • AD Sanjoanense-GDC Fânzeres
Folga: ACD Vila Boa do Bispo


1ª jornada do Campeonato Nacional Seniores Femininos – Zona Sul, 16 de Novembro
  • AC Tojal-SL Benfica
  • GDR “Os Lobinhos”-Roller Lagos CP
  • Stuart HCM-HC Turquel
  • FC Alverca-AJ Salesiana 

Nota de destaque e de realce para a AJ Salesiana, clube de referência na "Linha" e no panorama hoquista nacional que se estreia no hóquei feminino.

Informação: Gabinete de Imprensa da FPP

DEPOIS DO "CROISSANT" SÓ FALTA MESMO A "PAELLA"

A Selecção Nacional Sub-20 de hóquei em patins venceu (4-0) a França, em partida referente à meia-final do 49º Campeonato da Europa do escalão, e carimbou o passaporte para a grande final da prova, encontro que se disputa este sábado, pelas 20:15, no Pavilhão Municipal de Valongo.

Foto: Marzia Cattini
Com o público no pavilhão a apoiar de forma efusiva – como tem sido regra ao longo de todo o campeonato – a Selecção Nacional entrou com confiança e aos 4 minutos, numa jogada que se iniciou na excelente defesa de Diogo Fernandes, João Almeida concluiu o contra-ataque da melhor forma, colocando a bola na baliza francesa e dando vantagem a Portugal. A Selecção Nacional soube conter bem a reacção do conjunto de França, que raramente incomodou as linhas mais recuadas de Portugal. A 3 minutos para o intervalo, Luís Melo, na insistência após um livre-directo, assistiu para o segundo remate certeiro de João Almeida (2-0) que conduziu Portugal para o intervalo em vantagem.

Foto: Marzia Cattini

Na 2ª parte, a formação portuguesa não abrandou e foi em busca de maior tranquilidade que foi sendo alcançada através de Álvaro Morais que, em pouco mais de 2 minutos, fez balançar as redes gaulesas por duas ocasiões. Até ao final do tempo regulamentar, o resultado (4-0) não sofreu mais alterações. Portugal confirma, assim, a presença na final da prova, onde irá defender o título de campeão diante de Espanha, seleção que ultrapassou Itália na outra meia-final.

Luís Duarte, Seleccionador Nacional: “Feliz por ganhar hoje e por ter a oportunidade de estar na final de amanhã [sábado]. Não penso na questão do tetracampeonato. Se acontecer, é fruto de muito trabalho. Vencemos graças a um grande espírito de grupo e a muito trabalho. Foram 40 minutos de muita concentração frente a uma das candidatas ao título europeu. Na final, qualquer uma das equipas poderá ganhar. Teremos de ser a equipa que temos sido até aqui

Diogo Fernandes: “A equipa está a crescer cada vez mais. Não é a minha prestação individual que conta, é a de todos... Somos uma equipa. As finais não são para jogar, são para ganhar. De certeza que vamos dar tudo para que o título fique cá
Foto: Marzia Cattini

Apuramento 5º/8º lugares
  • Inglaterra-Alemanha (2-4)
  • Andorra-Suíça (2-1)

Apuramento 1º/4º lugares
  • Itália-Espanha (1-2, após prolongamento)
  • França-PORTUGAL (0-4)

Apuramento 7º/8º lugares
  • Inglaterra-Suíça (15:00)

Apuramento 5º/6º lugares
  • Alemanha-Andorra (16:45)

Apuramento 3º/4º lugares
  • Itália-França (18:30)

Final
  • Espanha-PORTUGAL (20:15)
Foto: Marzia Cattini

Portugal, recorde-se, venceu as últimas três edições do Campeonato da Europa Sub-20: Alemanha’2008, Itália’2010 e França’2012. No sábado, frente a Espanha, pelas 20:15, Portugal irá procurar conquistar o tetracampeonato. A Seleção Nacional já conquistou esta prova por 17 ocasiões, Espanha venceu 23 e Itália sagrou-se campeã em 8 edições. As partidas do 49º Campeonato da Europa Sub-20 têm transmissão  na Internet, no portal do CERH (www.cerh.eu).

Informação: Gabinete de Imprensa da FPP
Titulo: Cartão Azul

sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

CAPI JÁ ESCOLHEU AS DEZ PARA TOURCOING

Já estão definidas as 10 atletas que vão representar Portugal no Campeonato da Mundo Seniores Femininos de hóquei em patins, competição que terá lugar em Tourcoing (França), de 25 de Outubro a 1 de Novembro.

Foto de arquivo: Plurisports

Finalizada a primeira fase do Estágio de preparação, o Seleccionador Nacional Carlos Pires elegeu 10 das 13 atletas inicialmente convocadas, tendo prescindido de Filipa Azevedo (GR, AD Sanjoanense), Marta Vieira (SL Benfica) e Sofia Vicente (SL Benfica).

ATLETAS CONVOCADAS
  • Alice Vicente (GR, AA Coimbra)
  • Maria Vieira (GR, SL Benfica)
  • Ana Ferreira (AA Coimbra)
  • Carolina Gonçalves (AA Coimbra)
  • Inês Vieira (SL Benfica)
  • Rute Lopes (SL Benfica)
  • Rita Lopes (SL Benfica)
  • Marlene Sousa (SL Benfica)
  • Rita Dias (A Stuart HC Massamá)
  • Tânia Freire (A Stuart HC Massamá)

Seleccionador Nacional: Carlos "Capi"  Pires

A Selecção Nacional Seniores Femininos de hóquei em patins continuará a sua preparação, no Luso, de 13 a 16 de Outubro, e de 20 a 23 de Outubro. O Campeonato do Mundo realizar-se-á de 25 de Outubro a 1 de Novembro, em Tourcoing (http://mondialtourcoing2014.fr).

Na última edição do Campeonato do Mundo, Recife’2012, Portugal terminou na 4ª posição.

Informação: Gabinete de Imprensa da FPP
Titulo: Cartão Azul

NOMEAÇÕES PARA AS EQUIPAS DO RIBATEJO E LEIRIA

Já são conhecidos os árbitros que irão dirigir os jogos das equipas da AP Ribatejo e AP Leiria este fim-de-semana no Nacional da I, II e III Divisão.


I Divisão - 11 Outubro 2014
  • HC "Os Tigres" vs FC Porto. Luís Peixoto (Lisboa) / Miguel Guilherme (Lisboa9 - Helder Pardal (Ribatejo)
  • HC Turquel vs AJ Viana: Paulo Romão (Lisboa) / João Duarte (Lisboa) - Joaquim Sequeira (Lisboa)

II Divisão Sul - 11/12 Outubro 2014
  • União FE vs BIR: David Barros (Leiria) / Armando Henriques (Leiria)
  • UDC Nafarros vs A Alcobacense CD: Carlos Br´s (Lisboa) / António Jardim (Lisboa)
  • SC Tomar vs AD Oeiras: Pedro Sousa (Leiria) / Luís Correia (Leiria)

III Divisão Centro - 12 Outubro 2014
  • ACR Santa Cita vs J. Ouriense: Teófilo Casimiro (Ribatejo)
  • HC Paço do Rei vs HC Santarém: José Pinto (Porto)
  • SC Marinhense vs AC Feira: António Peça (Leiria)

Os árbitros Ribatejanos Rui Taborda, António Gameiro e Luís Nunes ficam na jarra este fim-de-semana no que a jogos dos nacionais diz respeito.

DEPOIS DO "CHOCOLATE" VENHA DE LÁ O "QUEIJO"

A Selecção Nacional Sub-20 de hóquei em patins venceu (4-2) a Suíça, em partida dos quartos-de-final do 49º Campeonato da Europa do escalão, competição que decorre em Valongo até ao próximo sábado, 11 de Outubro. Na meia-final, Portugal terá pela frente a seleção Francesa.

Foto: Marzia Cattini

A Selecção Nacional entrou bem na partida frente à Suíça, procurando atacar a baliza adversária e com Diogo Seixas a abrir o marcador à passagem do quarto minuto de jogo. Portugal assumiu as despesas do encontro mas encontrou pela frente um guarda-redes suíço inspirado e que adiou os restantes golos portugueses para a etapa complementar. Na 2ª parte, a Selecção Nacional pressionou e foi com naturalidade que conseguiu aumentar a diferença, com três golos em pouco mais de cinco minutos: dois de Álvaro Morais e outro de Diogo Seixas. Já nos últimos dois minutos do desafio, a Suíça conseguiu reduzir a diferença para os 4-2 finais. Na meia-final de amanhã, sexta-feira, Portugal irá medir forças com França, enquanto na outra partida de acesso ao jogo do título o frente a frente será entre Espanha e Itália.

Luís Duarte, Seleccionador Nacional: “Era uma partida dos quartos-de-final e tínhamos como objetivo ganhar. Tirando o primeiro jogo, todos os outros foram complicados. Todas as equipas estão aqui para ganhar. Nós não esperávamos facilidades e a Suíça também teve um guarda-redes muito inspirado. Fomos superiores, a vitória foi justa e já estamos a pensar no jogo com França. Temos de atacar como temos feito em todos os jogos. Mas, primeiro, temos de defender bem, que França poderá aproveitar as situações de meia-distância e os contra-ataques

Diogo Seixas: “Não há jogos fáceis e não jogámos sozinhos. Nós é que temos de trabalhar para tornar os jogos mais fáceis. Respeitámos a Suíça e conseguimos ganhar, era esse o nosso objetivo. Agora, na meia-final, temos de respeitar a França, mas não tememos ninguém e estamos aqui para conquistar o título europeu

Foto: Marzia Cattini

Quartos-de-final
  • Inglaterra-Itália (0-7)
  • Andorra-França (2-7)
  • Espanha-Alemanha (7-2)
  • PORTUGAL-Suíça (4-2)

Apuramento 5º/8º lugares
  • Inglaterra-Alemanha (15:30)
  • Andorra-Suíça (17:15)

Apuramento 1º/4º lugares
  • Itália-Espanha (19:00)
  • França-PORTUGAL (20:45)
Foto: Marzia Cattini

A Selecção Nacional regressa à pista na sexta-feira, pelas 20:45, para medir forças com a França, em partida da meia-final. Portugal, recorde-se, venceu as últimas três edições do Campeonato da Europa Sub-20: Alemanha’2008, Itália’2010 e França’2012. A Seleção Nacional já conquistou esta prova por 17 ocasiões, Espanha venceu 23 e Itália sagrou-se campeã em 8 edições. Todas as partidas do 49º Campeonato da Europa Sub-20 têm transmissão na Internet, em www.cerh.eu/user/control/index_video_01.php. Mais informações no portal da FPP (www.fpp.pt), no site do CERH (www.cerh.eu).

Informação: Gabinete de Imprensa da FPP
Titulo: Cartão Azul

quinta-feira, 9 de Outubro de 2014

GD FABRIL - ACTIVIDADE DE FIM-DE-SEMANA

A secção de hóquei em patins do GD Fabril, informa que neste fim-de-semana decorrerão os seguintes jogos da modalidade:


Em casa:
  • Sub 17 (Juvenis) – Campeonato Regional Sub17
Sexta – 10-10-2014 – 21h45 – GD Fabril – HC Santiago
  • Benjamins – 1º Circuito APS
Domingo – 12-10-2014 – 11h00 – GD Fabril – GD Sesimbra

Fora:
  • Sub 17 (Juvenis) – Campeonato Regional Sub17
Domigo – 12-10-2014 – 18h00 – HCP Grândola – GD Fabril
  • Sub 15 (Iniciados) – Campeonato Regional Sub15
Domigo – 12-10-2014 – 15h00 – Seixal FC – GD Fabril
  • Escolares – 1º Circuito APS
Domingo – 12-10-2014 – 10h30 – Juv. Azeitonense – GD Fabril

Venha apoiar o clube!

A escola de Hóquei em Patins “José António Flecha” do GD Fabril, que funciona ao sábado das 11h30 às 13h00, no Pavilhão Vítor Domingos convida todas as crianças a partir dos 3 anos a experimentar esta modalidade. Para mais informações www.hoqueifabril.com ou contacte a secção gdf.hoquei@gmail.com.

GOLEADA NA ALEMANHA E AGORA VENHA A SUÍÇA

A Selecção Nacional Sub-20 de hóquei em patins goleou (7-0) a Alemanha, em partida da 3ª e última jornada da fase de grupos do 49º Campeonato da Europa do escalão, competição que decorre em Valongo até ao próximo sábado, 11 de Outubro.

Foto: Marzia Cattini

A necessitar de um triunfo para garantir o primeiro lugar do Grupo A, a Selecção Nacional cedo iniciou o ataque à baliza alemã. À passagem dos primeiros 2 minutos, Xavier Cardoso inaugurou o marcador e, aos 7, André Gaspar assinou o segundo golo português. Até ao intervalo, Portugal manteve a toada ofensiva mas sem conseguir dilatar mais a vantagem. Na etapa complementar, os Sub-20 portugueses voltaram a assumir todas as despesas do encontro, com os golos de Álvaro Morais (2), João Campelo (2) e Diogo Seixas (1) a darem maior expressão ao domínio português. Portugal termina no 1º lugar do Grupo A, em igualdade pontual com Itália mas com vantagem na diferença de golos. Nos quartos-de-final, a Selecção Nacional irá encontrar pela frente a Suíça, 4ª classificada do Grupo B.

Foto: Marzia Cattini

Luís Duarte, Seleccionador Nacional: “Apesar do resultado de 7-0, a verdade é que não há jogos fáceis. Sabíamos que podíamos tornar o jogo fácil e foi isso que fizemos. Os jogos têm 40 minutos, trabalhámos até ao último instante e fomos uns justos vencedores. Em termos de resultado, este jogo é o melhor, mas não é a nossa melhor exibição. Frente à Suíça será um jogo complicado, mas só podemos pensar em ganhar

Eduardo Leitão: “Fizemos o que tínhamos de fazer. O jogo correu bem e conseguimos vencer com uma boa diferença. Frente à Suíça só pensamos em ganhar. Desde o início que o objetivo sempre foi o mesmo: conquistar o título. O grupo está bem, temos de continuar a trabalhar e seguir em frente

Foto: Marzia Cattini

3ª JORNADA:
Suíça-Inglaterra (3-4), Espanha-França (5-5), Itália-Andorra (6-3) e PORTUGAL-Alemanha (7-0)

Grupo A:
1º PORTUGAL (7 pontos) , 2º Itália (7 pontos), 3º Andorra (3 pontos) e 4º Alemanha (0 pontos)

Grupo B:
1º Espanha (7 pontos), 2º França (7 pontos), 3º Inglaterra (3 pontos) e 4º Suíça (0 pontos)

Melhores marcadores:
Ignacio Gonzalez (6 golos/Espanha), Jordi Burgaya (6/Espanha), Antoine Leberre (5/França), Cesar Carballeira (5/Espanha) e Álvaro Morais (4/ Portugal)

Foto: Marzia Cattini

A Selecção Nacional volta à pista na quinta-feira, pelas 20:45, para medir forças com a Suíça, em partida dos quartos-de-final. Todas as partidas do 49º Campeonato da Europa Sub-20 têm transmissão na Internet, em www.cerh.eu/user/control/index_video_01.php. Mais informações no portal da FPP (www.fpp.pt), no site do CERH (www.cerh.eu).

Informação: Gabinete de imprensa da FPP
Titulo: Cartão Azul