sexta-feira, 29 de Junho de 2007

"CLINIC" - SPORTING TOMAR

Foi um sábado diferente para os cerca de 60 atletas que participaram no "Clinic" organizado pela secção juvenil do SC Tomar. O Cartão Azul tentou saber junto dos monitores Filipe Santos e Prof. João Lapo as suas opiniões acerca do evento e para tal colocou 5 questões:
1. Como decorreu o “Clinic” do Sporting de Tomar no passado dia 23 de Junho?
2. Aspectos positivos e negativos?
3. Perante 60 atletas de vários escalões da AP Ribatejo, deu para ter uma ideia do ponto em que se encontra a formação ribatejana?
4. É uma experiência para repetir, nestes moldes, ou pensa que para se tirar maior rendimento da mesma, serão necessários mais dias?
5. Algum conselho que queira deixar aos jovens patinadores que participaram no evento, e a todos os outros que visitam o Cartão Azul?

Filipe Santos
1. Correu muito bem, foi muito agradável e penso que ficaram contentes com o nosso trabalho.
2. Aspectos Positivos: A organização foi excelente e desde já queria dar os parabéns ao SC Tomar e em particular ao Paulo Beirante, pela iniciativa. Gostei também em particular da disciplina e concentração, que os jogadores demonstraram, tendo realmente muito interesse em aprender connosco.
Pontos negativos: Logicamente que o alto nº de participantes, para tão pouco tempo, não foi o ideal mas a equipa OK4U neste momento, não tinha mais tempo disponível.
3. Como em cima foi referido, o tempo disponibilizado para cada grupo foi limitado e assim, é difícil analisar, mas penso que á a salientar, as dificuldades na patinagem e em alguma deficiência na técnica individual mas nada, que não se consiga corrigir, com muito trabalho. Á que salientar que existem alguns jogadores com muito potencial.
4. Seria mais interessante e com maior rendimento, fazer-se em mais tempo mas aí surge o problema de a nossa equipa ter algumas dificuldades de tempo. Teria que ser algo marcado com alguma antecedência.
5. Nada se faz sem muito trabalho e algum sacrifício, portanto se quiserem ser grandes, têm que treinar sempre nos limites mas nunca perder o prazer e o entusiasmo de jogar hóquei, também é preciso divertirmos com o que fazemos.
Prof. João Lapo
1. Na minha opinião o “Clinic “ correu muito bem. Atenção dos atletas foi enorme, extremamente concentrados muito interessados e receptivos a aprendizagem. Senti que estavam a ter prazer em aprender e quando o fedeebek é este acho que foi um sucesso.
2. Aspectos positivos foi os que já referi mas também queira referir o excelente comportamento dos atletas que nem sempre é fácil quando o número é elevado. Da parte da organização foram duma grande simpatia, muito bem organizados e quando assim é dá gosto partilhar experiências, desde já o meu muito obrigado. Aspectos negativos sinceramente não reparei em muitos, só o início do primeiro treino que estivemos á espera de alguns atletas.
3. Aqui vou dar uma opinião muito pessoal e não me levem a mal que é com intenção de melhorar aquilo que vi. Acho que os atletas tem varias lacunas na sua formação enquanto hoquistas, mas o que notei mais é que os atletas tinham poucas bases poucos ensinamentos. Penso que tem margem grande de progressão mas falta-lhes treino mais complexo mais elaborado para poderem evoluir (mas uma vez peço que os técnicos não me levem a mal pois estou a ser o mais sincero possível). Acho que o treino integrado, exercícios com base no jogo lhe ajudava bastante a evoluir e serem mais competitivos.
4. Penso que seja uma experiência a repetir mas para ser mais produtiva teriam que ser mais dias (unidades de treino).
5. Tirem prazer a jogar e a treinar. Pratiquem bastante gestos técnicos (picadinhas, inventem fintas, remates, 1contra1,) pratiquem muito passe *recepção “jogar primeira “, domínio de bola. Tentem arranjar exercícios onde treinem tudo ao mesmo tempo (treino integrado.) esteja sempre atentos ao movimento dos colegas pois podemos aprender com eles. Vão visualizar jogos de seniores querem sempre aprender mais sejam competitivos.
Um grande abraço a todos em especial ao Paulo Beirante.

5 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Sr. João Lapo não tem de pedir desculpa, pois está a ser realista, e o técnicos sabem bem disso. Acho que actividades destas feitas regularmente inclusivé "Clinic" para técnicos iriam contribuir pelo menos para uma aproximação dos metodos de treino utilizados em Associações com grande numeros de equipas. Para terminar ficamos sem saber qual o opinião do Edo Bosch, e do Nelson Filipe.

Cartão Azul disse...

Para o anónimo das 10:49

A opinião do Edo Bosch ou do Nelson Filipe será publicada, assim que estiver concluida, assim como tenciono publicar uma reportagem acerca da "Clinic", mas mais abrangente englobando a area da nutrição e da arbitragem. Fica a informação, mas como não depende só de mim, vamos aguardar, pois uma actividade destas, é sempre actual e de boa leitura

Atenciosamente

Anónimo disse...

Parabéns Beirante pela iniciativa, e para quem esteve no pavilhão e viu a tua cara de satisfação, com um sorriso maior do que as crianças todas juntas, só tem que te agradecer, é pena é haver tão poucos "Beirantes" no distrito a fazer alguma coisa pelo hóquei

Anónimo disse...

O Beirante não dá ponto sem nó amigo.
Não seja ingénuo.