sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

AGENDA PARA DIA 01 NOVEMBRO 08

Regressam amanhã os Nacionais, depois de no fim-de-semana passado ter sido disputada mais uma eliminatória da Taça de Portugal. Na 2ª Divisão zona Norte o SC Tomar depois do empate caseiro (3-3), frente ao FC Bom Sucesso, recebe a Escola Livre, equipa com que já se cruzou esta época para a 2ª eliminatória da Taça de Portugal, tendo na altura vencido por 7-2. A J. Ouriense depois da derrota frente ao HC Marco (2-5), volta a jogar fora desta feita frente ao FC Bom Sucesso. A Sul o União FE que na última jornada venceu o UDC Nafarros por 5-2, recebe no Albano Mateus o CF Estremoz.
Na 3ª divisão série B, a SFG Pais depois da vitória (6-2) frente ao HC Viseu, desloca-se até Perosinho, para defrontar a equipa local. Na série C, a ACR Santa Cita que na última jornada folgou, fruto do adiamento do jogo frente ao CU Micaelense, desloca-se até á Ilha da Madeira par defrontar o GD São Roque. O HC “Os Tigres”, viajam até Vale de Lobos (Sintra), para o confronto frente aos Lobinhos, depois da derrota em Valado de Frades (7-0), frente ao BIR, por fim o GC “Os Corujas”, a recebem o HC Lourinhã, depois do empate (1-1) frente ao C Stella Mais de Peniche.

quinta-feira, 30 de Outubro de 2008

O MEU PONTO DE VISTA

À 3ª jornada do distrital de Iniciados, a ACR Santa Cita é líder isolado somando por vitórias os jogos realizados, sendo também a detentora do melhor ataque (16 golos marcados) e da melhor defesa a par do SC Tomar (3 golos sofridos), argumentos que só por si, são mais que suficientes para justificar a incontestável liderança.
Se levarmos em conta que no início do campeonato, HC Santarém, SC Tomar e Juventude Ouriense eram apontados como principais candidatos á vitória final, a equipa de Santa Cita apareceria com “outsider”. Agora decorridas três jornadas, e apesar de faltar ainda muito campeonato para disputar, as contas começam a ser feitas de outra maneira, até pelo facto da Juventude Ouriense com as derrotas em casa frente ao SC Tomar e fora contra o HC Santarém, hipotecou e de que maneira a possibilidade de se sagrar campeão, até porque não depende só de si, e terá que contar com terceiros. O HC Santarém que empatou em casa de um dos adversários directos, tem esse resultado com “handicap”, já que na 2ª volta recebe o SC Tomar em casa. A equipa de Nuno Lopes que “perdeu dois pontos” em casa frente ao HC Santarém, terá que ter esse resultado em conta, até porque o mesmo pode vir a ser decisivo nas contas finais.

Por fim o Santa Cita, qual “outsider”, tem no próximo domingo na deslocação a Tomar para defrontar os jovens Leoninos, a hipótese de demonstrar que realmente se trata de um candidato assumido. Mas á 3ª jornada, o que os números dizem é que o Santa Cita lidera, e utilizando um velho provérbio. “Candeia que vai á frente alumia duas vezes”.


Resultados/Classificação: Hóquei Total

quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

RCP VAI HOMENAGEAR JOVENS LUSAS

O Rádio Clube Português, irá na próxima sexta-feira dia 31 de Outubro de 2008, no decorrer do programa “Lugar Cativo”, homenagear a Selecção Nacional Feminina, vice-campeã Mundial. O programa da responsabilidade do jornalista Fernando Correia, divulgará assim o feito das jovens Lusas no Mundial que decorreu em Akita, no Japão.
Pode ouvir a emissão on-line aqui. Resta salientar que o programa começa às 1900 e prolonga-se até ás 2100 horas, estando no entanto a homenagem à Selecção Nacional programada para as 2000 Horas.

terça-feira, 28 de Outubro de 2008

TREINADOR DE BANCADA

"A Festa da Taça"

Sentado na minha bancada depois de mais um fim-de-semana de hóquei
em patins, olho para o meu bloco de notas (qual Boloni do hóquei), e no meio de tantas anotações, existem 3 ou 4 que ressaltam á vista. Olho mais pormenorizadamente e aparecem nomes como APDG Penafiel, CD Póvoa, AD Limianos, GD Vialonga, todos diferentes, mas todos iguais ou seja foram protagonistas da 3ª eliminatória da Taça de Portugal. A equipa de Galegos Penafiel, estreante nestas coisas do hóquei continua de vento em popa e já está (com todo o mérito) na 4ª eliminatória, e desta feita foi o Cucujães a cair aos “patins” destes debutantes, 6-1 foi o resultado, e se a este juntarmos os 10-1 á SFG Pais da 1ª eliminatória, aos 4-0 ao Olá Mouriz da 2ª, a equipa de Penafiel já leva 20 golos marcados e apenas 2 sofridos, sem duvida digno de registo para uns “caloiros”.
O CD Póvoa, logrou também o apuramento para a próxima eliminatória vencendo por 4-1 o FC Bom Sucesso, que na última jornada da 2ª divisão zona norte tinha imposto um empate em Tomar, e diga-se em abono da verdade, lisonjeiro para os Nabantinos. A equipa Poveira tinha vencido em Oliveira do Hospital por 9-3 na 2ª eliminatória.
Ainda a norte aparece o nome Limianos e nada tem a ver com o queijo, mas sim com a equipa AD Limianos que com a vitória por 2-1 no recinto do Riba D’Ave com recurso ao golo de ouro, atingiu pela 1ª vez na sua história a 4ª eliminatória da prova. De salientar que na eliminatória anterior a equipa de Ponte de Lima já havia eliminado o Famalicense, 5-4 foi o resultado.

(APDG Penafiel)

A sul, foi a vez do Vialonga, terra famosa pela sua “água”, fazer de tomba gigantes e eliminar o Parede FC, por 4-3 com recurso ao golo de ouro. Esta vitória a juntar á eliminação do São Roque (5-3) e dos Lobinhos (4-3), colocam a equipa de Vialonga a militar este ano na série C da 3ª divisão, na próxima eliminatória da Taça, onde lhe poderá calhar em sorte um dos grandes, o que seria o corolário do bom desempenho desta formação.
Para finalizar, referência também ao C Stella Maris, que foi o tomba gigantes da 2ª eliminatória, eliminando o S Alenquer B e que juntamente com APDGPenafiel, CD Póvoa e GD Vialonga serão os dignos representantes da 3ª divisão na eliminatória que terá lugar dia 07 de Março de 2009, e onde já estarão presentes as equipas da 1ª Divisão.

Cortesia:

segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

AINDA HÁ CLAQUES ASSIM...!!!

A Kaos Barcelense surgiu há já vários anos atrás, contudo, foi a partir de 1997 que começou a atingir o seu melhor período, sem nenhuma paragem e com um apoio constante ao Óquei de Barcelos. Desde 1997 até aos dias de hoje, várias gerações foram passando pela Kaos, tornando-a como a melhor claque exclusivamente de Pavilhão no Hóquei em Patins.

Que balanço a direcção da KAOS faz do vosso trajecto ate ao momento?
Somos sem qualquer sombra de dúvida o melhor grupo de apoio português, não só pelo facto de estarmos há mais de dez anos a apoiar o clube sempre a bom nível - embora houvessem momentos melhores que outros - como também pela regularidade que temos mantido ao longo dos ano. Temos assistido ao aparecimento de alguns grupos, que pouco tempo depois desaparecem de uma forma muito rápida, vemos ainda outros que aparecem, desaparecem, aparecem e voltam a desaparecer. A Kaos destaca-se por estar há mais de uma década a apoiar o clube de forma irredutível. Actualmente, a claque tem sido mais regular nas suas deslocações, e o facto da modalidade e do clube passarem por momentos de alguma aflição relativamente ao passado, faz com que os bravos que hoje em dia marcam presença nos jogos do Óquei de Barcelos mereçam todo o respeito.
Nunca foram tentados pelo futebol, e nomeadamente no apoio ao Gil Vicente?
Por duas vezes a Kaos teve passagens pelo Gil Vicente, mas efémeras. A segunda, após o nosso abandono do Gil, acabou mesmo por resultar no aparecimento de um grupo de apoio ao Gil Vicente e que fez com que na altura a Kaos tivesse perdidos alguns elementos, o que foi consequência de uma fase menos boa ao nível de molduras humanas da nossa parte, contudo, esse problema já ficou para trás e actualmente vivemos dias bem melhores. Curiosamente, essa ocasião coincidiu na altura em que a actual direcção tomou posse, o que, no fundo, nos deu algum gozo em termos conseguido ultrapassar essa fase da melhor maneira.
Que tipo de organização têm?
A nossa organização resume-se à preparação das deslocações e pouco mais. Sempre que o Barcelos joga fora da nossa cidade tentamos acompanhá-lo e é aí que entra a nossa organização. Somos nós que temos que ter a preocupação de juntamente com os líderes dos diferentes grupos, não no sentido de uma claque dividida, mas sim organizada, convocar as pessoas para irem connosco e assegurar transporte para todas elas, seja de carro, comboio, ou de autocarro. Outra função que a nossa organização considera como fundamental é zelar pela segurança dos membros da Kaos, cabendo-nos a nós contactar os agentes das autoridades competentes para o efeito de cada cidade onde o Barcelos vá jogar, para que tudo corra dentro da normalidade.

É difícil captar novos elementos?
Sem dúvida que sim. São poucos os elementos novos que temos. A modalidade vive dias difíceis, o Futsal, o Basquetebol, até o Andebol e o Voleibol têm mais visibilidade do que o hóquei em patins, e sendo a Kaos composta maioritariamente por pessoas jovens, estes acabam por se identificar mais com as restantes modalidades. Os elementos novos que vão entrando, são sempre por influência dos que já temos. Muito dificilmente se verificam entradas de novos elementos por outros motivos.
Projectos para o Futuro?
Acima de tudo, nunca será demais referir que o nosso grande desejo é voltar a ver o Barcelos ocupar os lugares nacionais e internacionais que nos pertencem, mas isso é uma tarefa que diz respeito à direcção do clube, nós só temos é que apoiar o clube, ajudar no que nos diz respeito.Em relação à Kaos, vamos manter a postura que temos mantido ao longo dos últimos tempos, vamos estar presentes sempre que possível, para ajudar o clube a ultrapassar esta fase, pois jamais iremos virar a cara à luta pelo nosso clube. No sábado estivemos presentes nos Carvalhos, hoje estaremos presentes em Valongo, e será assim durante toda a época. Os verdadeiros adeptos vêem-se nos momentos difíceis, e nós temos orgulho em ser fiéis aos nossos ideais e à nossa fé, e acima de tudo e de todos, temos orgulho em ser do Barcelos.
Como vêem o momento actual do Barcelos?
Temos a noção de que o estado actual do Óquei de Barcelos não é fácil, nomeadamente ao nível financeiro, aliás, isso é algo que é do domínio público desde há alguns anos. Sabemos que a direcção do Barcelos tem vindo a desenvolver um plano para resolver a actual situação financeira, o próprio presidente Paulo Pereira referiu em conferência de imprensa, onde é bom referir que fomos os únicos adeptos do clube a estar presentes, a questão do PEC como um princípio para dar início à solução das dívidas ao fisco. No que concerne à equipa sénior, está à vista que é um plantel jovem, mas não nos podemos esquecer que jogadores como João Pinto e Hugo Costa venceram a Taça Latina em Março passado, que jogadores como Zé Braga, Diogo Silva e Nelson Ribeiro fizeram parte das selecções das camadas jovens, o Ginho continua a ser uma das maiores referências das balizas portuguesas, o Hugo Azevedo foi um dos melhores marcadores do campeonato da temporada passada, que, mesclado com a experiência de jogadores como André Torres, Leal, Viterbo e até Luís Mendes poderá ser muito importante numa fase mais adiantada da prova, nomeadamente no Play-off.

Não é fácil apoiar o clube do ponto de vista financeiro.
Apesar da crise, como é possível este tipo de apoio à equipa?
É claro que não é nada fácil, por diferentes motivos. A crise geral que o nosso país vive, faz com que seja cada vez mais difícil ter dinheiro para suportar os 5, 7.5 e 10 euros que os clubes insistem colocar como preço do bilhete, faz com que se torne cada vez mais difícil pagar bilhetes de autocarro, bilhetes de comboio, pagar aluguer de viaturas, pagar gasolina, pagar portagens e por aí fora. A situação que a modalidade e também o clube vive, faz com que vá menos gente aos jogos, contudo, temos conseguido manter um grupo fiel e bastante barulhento, o que ainda faz de nós o melhor grupo de apoio exclusivamente a um clube de hóquei em patins português.
Os pequenos atritos com a direcção foram ultrapassados. As relações com a direcção do OCB estiveram algo complicadas na fase das eleições, a que se deveu?
Nessa ocasião, escreveu-se e falou-se muita coisa que foi desagradável. Foi pena, porque foi uma fase onde o clube, na nossa opinião, acabou por ficar com uma má imagem. Não foi aproveitada pela positiva a mediatização que teve. Os pequenos atritos que se verificaram entre a Kaos e a direcção do clube acabaram por ser ultrapassados logo após as eleições, porque em ambas as partes estão pessoas adultas e de bom senso, que apenas querem o bem do clube, e se a nossa cidade é tão pequena e se a esfera de adeptos do Barcelos é reduzida, não fazia qualquer sentido a claque e o clube estarem de costas voltadas.Da nossa parte, o único factor de desagrado com a direcção do clube, foi o facto de termos sido um pouco esquecidos durante a campanha, já que não nos foi apresentado qualquer projecto, quando achávamos que merecíamos ficar um pouco a par da situação relativamente ao que a lista tinha, e tem em mente fazer para o clube.

In Jornal do Cávado

domingo, 26 de Outubro de 2008

SC TOMAR SEGUE EM FRENTE

SC Tomar será o único representante da AP Ribatejo na próxima eliminatória da Taça de Portugal, a 4ª que já contará com as equipas da 1ª divisão. A equipa de Nuno Lopes venceu o HC Seixas por 6-3, num jogo que comprovou o favoritismo da equipa Nabantina. Por sua vez a ACR Santa Cita recebeu a AE Física de Torres Vedras e acabou derrotada por 2-1, nas poderá dizer-se que esteve á beira de “haver taça”, pois a equipa de Luís Miguel Cunha, pelo que fez na 2ª parte merecia pelo menos a ida a prolongamento, e terá inclusive sido vitima de si própria, ao não arriscar mais um pouco. A surpresa da ronda chegou de Vialonga onde a equipa da casa eliminou o Parede. Pode conferir todos os resultados aqui, num trabalho de Pedro Jorge Cabral do Site União Micaelense.

Foto: João Flores, in Blog SC Tomar

sábado, 25 de Outubro de 2008

PORQUE HOJE HÁ TAÇA

Tem lugar hoje a 3ª eliminatória da Taça de Portugal, com as equipas Ribatejanas ainda em prova a tentarem a qualificação para a próxima ronda, apesar de se anteverem jogos de elevado grau de dificuldade. O SC Tomar desloca-se até ao Alto Minho para defrontar o HC Seixas num jogo com início marcado para as 2100 horas e com arbitragem a cargo de Cristiano Jardim (CRAHP Minho). Por sua vez a ACR Santa Cita recebe pelas 1800 horas a AE Física de Torres Vedras num jogo com arbitragem de Teófilo Casimiro (CRAHP Ribatejo). Esta 3ª eliminatória da Taça de Portugal é última sem a presença dos clubes da 1ª divisão. Pode conferir todos os jogos aqui, num trabalho do nosso parceiro “Mundo Ok

sexta-feira, 24 de Outubro de 2008

NOTA DA REDACÇÃO

Têm sido recebidos nos últimos dias diversos comentários, na sua maioria anónimos, ou assinados com “nickname”, e alguns transcrevendo comentários publicados no nosso parceiro “Hóquei Alenquer”, acerca da situação do atleta David Vieira.
A não publicação dos mesmos no postDia de São Káká”, são da minha inteira responsabilidade pelos seguintes factos:
- Primeiro pelo respeito que me merece o David e a amizade que tenho pelo mesmo, (cujo tenho o privilégio de conhecer desde as primeiras “patinadelas”), e respectivos familiares.
- Segundo, o respeito que me merece a Instituição União Futebol Entroncamento.
- Terceiro, penso que o assunto terá que ser resolvido entre ambas as partes, e não discutido publicamente num Blog, pois de certeza que a discussão se tornaria num trocar de acusações entre as partes e possivelmente a inclusão de pessoas/instituições que nada tem a ver com a mesma, e como seria óbvio a não publicação dos comentários.
- Para terminar resta-me desejar que a situação se resolva, e que ambas as partes vejam salvaguardados os seus direitos, tendo como base o respeito mutuo e onde o bom senso impere, para que ninguém saia prejudicado da mesma.

Atenciosamente
Francisco Gavancho

NACIONAIS DE JUNIORES E JUVENIS

Já estão definidas as zonas para os Nacionais de Juniores e Juvenis, edição 2008/2009, a ultima disputada neste sistema. Em Juniores, o HC Santarém representante da AP Ribatejo ficou colocado na Zona C, onde terá a companhia de uma das equipas que na passada edição esteve presente na final four, o HC Mealhada. Olhando para a zona poder-se-á dizer que a equipa de Lúcio Morais, irá encontrar adversários difíceis, alguns históricos na modalidade, de salientar também que a equipa Escalabitana não irá contar com Ricardo Marona, um dos esteios da equipa, em virtude do abandono do mesmo por lesão, segundo informação a que o Cartão Azul teve acesso.

Nos Juvenis, será o SC Tomar a representar a AP Ribatejo. A equipa de Fernando Vaz ficará na Zona C, onde irá encontrar entre outros adversários o Sporting CP, que ocupou a vaga deixada pela SFG Pais, em virtude da sua desistência. A equipa Nabantina, que perdeu alguns dos jogadores que na época passada foram Campeões Regionais, em virtude da subida dos mesmos ao escalão de Juniores, irá concerteza dar o seu melhor e dignificar as cores Leoninas.

Os Campeonatos tem o seu inicio previsto para o próximo mês de Fevereiro.

Fonte:
FPP

quarta-feira, 22 de Outubro de 2008

MAIS HÓQUEI - NOVO BLOG

Nasceu mais um espaço para a divulgação da modalidade, chama-se MAIS HÓQUEI, e vem contribuir para a divulgação da mesma, juntando-se assim a um grupo que a pouco e pouco vais crescendo, e levando a todos o que se vai passando no hóquei em patins. O Cartão Azul deseja as maiores felicidades a este novo projecto.

TORNEIO SENIORES FEMININOS APA

A Associação de Patinagem do Alentejo realizou mais uma edição do seu Torneio de Seniores Femininos, no passado domingo, em Alcaçovas.
A edição deste ano contou com 4 equipas que irão participar no Campeonato Nacional da categoria: CD Boliqueime, GD Sesimbra, Externato S. Filipe, e Roller Lagos CP.
Como já vem sendo hábito a AP Alentejo tenta levar o Hóquei a novos pavilhões com o intuito de divulgar a modalidade e aumentar o número de clubes da sua associação e este ano não fugiu à regra.

Resultados
Externato S. Filipe, 1 / GD Sesimbra,5
CD Boliqueime,7 / Roller Lagos CP,0
Externato S. Filipe, 2 / Roller Lagos, 4 (3º - 4º Lugares)
GD Sesimbra, 3 / Boliqueime,2 (Final)

Classificação
1º GD Sesimbra
2º CD Boliqueime
3º Roller Lagos
4º Externato S. Filipe

Fonte: Blog "Apito Alentejano"

terça-feira, 21 de Outubro de 2008

OLIVEIRENSE SEM CASA

A Oliveirense tem o pavilhão fechado desde ontem e o jogo com o Porto Santo SAD, agendado para amanhã à noite, pode estar em risco.
Tudo porque uma ordem do tribunal mandou encerrar o recinto, na sequência de dívidas à empresa Manuel Francisco de Almeida, referentes às obras realizadas para acolher o Mundial'2003. O valor da penhora é de cerca de 1,2 milhões de euros, uma dívida que o presidente da Oliveirense, Eduardo Costa, herdou da direcção anterior e que, segundo ele, deve actualmente rondar os "300 mil euros, atendendo a que entretanto foram feitos pagamentos".
Referindo-se à resolução do problema, Eduardo Costa sublinhou: "O clube está dependente de um empréstimo, bancário que pode estar por dias". Se até amanhã a Oliveirense não encontrar uma solução, a recepção ao Porto Santo SAD complica-se. Segundo as regras, a Oliveirense, que só ontem se deparou com o problema, deveria ter solicitado alteração do local de jogo com 72 horas de antecedência. Assim, a transferência para o rinque do Escola Livre depende do consentimento dos insulares.

In Jornal "
O Jogo"

segunda-feira, 20 de Outubro de 2008

PAPARUCO - O COMENTADOR

"Quem era o favorito, afinal...?"

Depois da vitória em Espinho frente a um dos candidatos á subida, fiquei curioso em ver o SC Tomar versão 2008/2009, a jogar oficialmente, pois já os tinha observado no Torneio de Tomar, e assim, aproveitando um fim de tarde soalheiro e convidativo a sair de casa, ainda por cima com a cidade a viver a Festa de Santa Iria, dei um salto ao Jacome Ratton para ver o encontro que opunha o Sp. Tomar ao Bom Sucesso de Aveiro, encontro relativo à 2.ª jornada do Campeonato Nacional da 2ª Divisão zona norte e assim satisfazer a curiosidade, que trazia desde a 1ª jornada.
Pensei que este seria um encontro sem história, e onde o Sp. Tomar venceria, com maior ou menor dificuldade, até pelo facto de o favoritismo recair na totalidade sobre si. Puro engano, caros visitantes, puro engano, porque aquilo que se passou dentro do ringue foi muito diferente do que poderia perspectivar, até nos pensamentos mais pessimistas. Embora a formação Tomarense tenha entrado decidida e com ganas de resolver logo o encontro, beneficiando logo nos minutos iniciais de duas grandes penalidades desperdiçadas, seria a primeira equipa a marcar através de um livre directo. A equipa forasteira empatou alguns minutos depois, mas o SC Tomar chegaria ao intervalo a vencer por 3 bolas a 1, resultado justo, embora sem fazer grande exibição.
Mas o pior estava guardado para o segundo tempo, com o “Bom Sucesso” a marcar nos segundos iniciais, numa desatenção da defensiva leonina. Este golo viria a marcar decididamente o desenrolar do encontro, pois a partir daí foi a equipa Aveirense a tomar conta do jogo, perante a passividade dos Tomarenses, que sem soluções começavam a ter dificuldades em manter a posse de bola. E foi sem surpresa que o Bom Sucesso marcou o golo do empate, aproveitando mais uma vez a total descoordenação defensiva leonina, que a partir daí não mais se encontrou, acabando por ser Ivo Ribeiro o jogador em maior destaque no final do encontro, ao negar aos visitantes o golo, que diga-se em abono da verdade, era o corolário da boa exibição que os Aveirenses vieram realizar a Tomar. Em suma, empate lisonjeiro para a formação de Nuno Lopes, que mais uma vez, foi incapaz de se impor no seu reduto, desperdiçando pontos que são vitais para os objectivos traçados para esta época. Enfim uma tarde em que acabei por confirmar que não se pode contar como o ovo, no “dito” da galinha, e que já lá vai o tempo dos vencedores antecipados, e que o SC Tomar tem de fazer mais e melhor sobretudo em casa se quiser ter os lugares de topo como objectivo, e esses lugares estão perfeitamente ao seu alcance, assim se jogue com a concentração e qualidade, coisa que estes jogadores já nos habituaram.

domingo, 19 de Outubro de 2008

DIA DE SÃO KÁKÁ

União FE e SFG Pais, foram as excepções a um sábado cinzento no que respeita a resultados, se bem que o empate dos Corujas em Peniche se possa considerar positivo, até pelo facto da equipa do Stella Maris, ter preconizado a maior surpresa da Taça de Portugal ao eliminar o S Alenquer B, e ter vencido na 1ª jornada o São Roque na Madeira. Mas quanto aos resultados e começando pela 2ª divisão zona Norte, a J. Ouriense viajou até Marco de Canavezes e foi derrotada por um esclarecedor 5-2, resultado que não abona nada a favor da equipa de Manel Domingues, de quem se espera que lute pelos lugares cimeiros da tabela. Em Tomar e depois da vitória na 1ª jornada frente a um dos candidatos (AA Espinho), a equipa de Nuno Lopes recebia o FC Bom Sucesso, e a vitória era o mínimo que se esperaria. Pura ilusão o empate 3-3, e a perca de 2 pontos, faz com que venham à memória jogos da época passada onde a equipa Nabantina, perdia sucessivamente pontos em casa, frente a adversários teoricamente mais fracos.
Na zona Sul, o União que vinha de uma derrota em Sintra (5-1), recebia outra equipa da região, ou seja o UDC Nafarros, que se adiantou no marcador a meio da 1ª parte. A equipa de António Vicente, com um Káká inspiradíssimo (poderia dizer-se que foi dia de São Káká), e um PP endiabrado deu a volta ao resultado, chegando ao intervalo a vencer por 2-1. Na 2ª parte a equipa do Nafarros ainda chegou ao empate, para na jogada seguinte o União fazer o 3-2 e a partir daí arrancar para uma boa exibição não deixando mais a equipa visitante explanar o seu hóquei. Fruto desse domínio viria a marcar por mais duas vezes fixando o resultado final em 5-2. Sem querer entrar no trabalho do técnico, penso que a equipa deveria rodar mais, para manter os níveis físicos e de concentração, e não serem os próprios atletas a solicitarem a substituição quando estavam esgotados.
Na 3ª divisão série B, a SFG Pais continua na senda das vitórias, depois de na 1ª jornada ter ido vencer a Pessegueiro do Vouga, desta feita confirmou todo o favoritismo e venceu em casa o HC Viseu por 6-2, e já lidera a tabela classificativa.
Na série C, como já foi referido os Corujas empataram (1-1) na deslocação a Peniche, continuando com as boas exibições, como já tinham feito na pré temporada, e para já “roubando” pontos aos favoritos (BIR e Stella Maris). O HC “Os Tigres”, depois da derrota em casa frente ao Vialonga, agora veio a goleada (7-0), em Valado de Frades frente ao BIR. Continua assim a equipa de Almeirim sem pontuar, e sem vencer em jogos oficiais, e já com duas goleadas sofridas. A ACR Santa Cita folgou nesta jornada.

sábado, 18 de Outubro de 2008

NACIONAIS ESTÃO DE VOLTA

Depois de no passado fim-de-semana se ter realizado a 2ª eliminatória da Taça de Portugal, regressam os campeonatos nacionais, com a realização da 2ª jornada. Na 2ª divisão zona Norte, o SC Tomar depois da vitória (2-1) no recinto de um dos candidatos, a AA Espinho, recebe o FC Bom Sucesso, que na 1ª jornada empatou em casas (3-3) frente ao HC Marco, equipa anfitriã da J. Ouriense que venceu o Lavra (2-1) num jogo realizado no Pavilhão do Pinheiro. Na zona Sul o União FE depois da derrota (5-1) em Sintra, recebe o Nafarros, uma equipa do concelho de Sintra e que apresenta sempre equipas muito competitivas, com excelentes executantes, e que será certamente um adversário difícil para a equipa de António Vicente, a exigir mesmo um União ao nível do que apresentou no passado sábado frente ao Cascais.Na 3ª divisão, serie B, a SFG Pais, depois da vitória (5-2), em Pessegueiro do Vouga, recebe o HC Viseu, num jogo onde o favoritismo vai todo para a equipa Nabantina. Na série C, os Tigres que na 1ª jornada foram surpreendidos em casa pelo Vialonga (4-3), deslocam-se até Valado de Frades para defrontar um dos candidatos á subida, o BIR, que na ronda inaugural empatou em Coruche (1-1), frente aos Corujas que amanhã viajam até casa do Stella Maris, que protagonizou a maior surpresa da Taça ao vencer o S Alenquer B por 4-2, e que na primeira jornada venceu o São Roque por 4-1. A ACR Santa Cita depois da derrota nos Lobinhos por 4-3, folga nesta jornada.

sexta-feira, 17 de Outubro de 2008

ESPANHA ESTÁ A CAIR

Depois de os juniores portugueses terem conquistado o título europeu, no mesmo ano em que os juvenis também foram campeões e os sub-23 ganharam a Taça Latina, é caso para dizer que Luís Sénica, de 44 anos, é o homem certo no lugar certo. Director-técnico nacional, coordenador do projecto das camadas jovens nascido em 2004 e responsável pelos seniores, Luís Sénica conseguiu incutir nova dinâmica à selecção A, apaziguar o público com a sua equipa e ao mesmo tempo afastar a Espanha das medalhas de ouro nos escalões jovens. Tudo fruto de um projecto alicerçado na detecção de talentos, centros de treino e campeonato inter-regiões, no qual Sénica é o fio condutor: um modelo pioneiro, agora seguido pela vizinha Espanha. Orgulhoso, fez questão de frisar: "Seguimos a ideia de um modelo de jogo, que tentamos aplicar sem fugir à identidade do hóquei português e é assim que temos feito a aproximação a Espanha, que começa a estar preocupada connosco. A geração sub-20 tem muita qualidade".
Há quatro anos que Portugal atinge todas as finais nos "sub", o que sugere ao técnico uma convicção: "A Espanha já caiu em todas as frentes da formação. Esperemos que o mesmo aconteça para o ano no Mundial de Vigo".
Uma semana passada no Norte da Alemanha, em Hamm-Herringen, serviu para o DTN perceber que o hóquei está em expansão e que Portugal, Espanha e Itália não estão sós em rinque. "Em nada na vida as coisas mudam rápido. É preciso tempo, trabalho, tranquilidade, mas os alemães estão com vontade de evoluir e aprender novas metodologias. Já temos uma Suíça e uma França num nível diferente, a causar dificuldades, e teremos a Alemanha".
"Oviedo é o meu fantasma"
Travar a hegemonia espanhola é o objectivo de Luís Sénica, já quase uma obsessão. Esteve perto no Europeu de Oviedo, no passado mês de Julho, mas na final foram os anfitriões a fazer a festa e os seniores portugueses não puderam juntar-se aos juniores e juvenis no lugar mais alto do pódio. "Oviedo é o meu fantasma. Tive a nítida noção que merecíamos ganhar, ou pelo menos disputar o golo de ouro", desabafou o homem que persegue o sonho de devolver ao hóquei nacional o brilho de outros tempos. Feliz com as vitórias dos sub-17, sub-20 e sub-23, Luís Sénica diz que já gozou o sabor das vitórias, mas que entrou agora numa fase de reflexão: "Temos de aproveitar o que de bom fizemos e perceber o que podemos introduzir para continuar na procura da excelência".
Sonho de ver o hóquei em Madrid'2016
No próximo ano, o Comité Olímpico Internacional (COI) acolhe uma nova modalidade e, em Outubro de 2009, o organismo presidido por Jacques Rogge escolhe a cidade anfitriã da edição de 2016. Há uma esperança para o hóquei em patins, sobretudo se Espanha vencer a corrida. Luís Sénica diz que o tema tem "contornos políticos que não domina", mas vai sublinhando: "Trabalho todos os dias com profissionalismo, como se o hóquei fosse olímpico. Se nos dão uma janela de esperança, devemos acreditar. Está nas mãos de quem tem o poder". Amante incondicional da modalidade, Sénica recordou as palavras de José Mourinho: "Ele disse que o hóquei devia ser olímpico e que Portugal teria então uma chance para ganhar uma medalha num desporto colectivo".
Juniores invencíveis... até nos cartões
A Selecção júnior saiu do Europeu da Alemanha com registos dignos de referência. Em seis jogos, marcou 35 golos, manteve a invencibilidade, sofreu apenas quatro tentos e conseguiu somar mais cinco pontos do que a Espanha. João Rodrigues, do Paço de Arcos, foi o terceiro melhor marcador terminando a prova com nove golos, menos um do que os espanhóis Enric Torner e Antonio Pérez. Portugal regressou a casa ainda com o prémio fair play: ao longo de uma semana, viu apenas um cartão azul.

Paula Capela Martins, in Jornal "
O Jogo"

quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

IDP FINANCIA UNIÃO FE

O UFE - União Futebol Entroncamento assinou no passado dia 09 de Outubro de 2008, no Salão Nobre do Governo Civil de Santarém, um Contrato-Programa no âmbito do projecto “Medida 1-Saúde e Segurança nas Instalações Desportivas” o qual se destina a apoiar a realização de obras de beneficiação nas instalações desportivas dos Clubes e Associações.
Ao União Futebol Entroncamento foi atribuída a verba de 7.500,00 € que servirá para o arranque das obras de remodelação dos balneários e das zonas de apoio do seu Pavilhão Desportivo, ficando o clube com a incumbência de angariar o restante financiamento.
A este acto estiveram presentes, além do Sr. Presidente da Direcção do UFE, Dr. Vítor Frutuoso, o Sr. Secretário de Estado do Desporto Dr. Laurentino Dias, o Sr. Governador Civil de Santarém Dr. Paulo Fonseca e o Sr. Presidente da Direcção do Instituto de Desporto de Portugal, Prof. Dr. Luís Bettencourt Sardinha, e ainda representantes de Associações Desportivas dos distritos de Santarém, Leiria, Setúbal e Lisboa igualmente contempladas com comparticipações financeiras.

Transcrição do publicado no Blog
UFE Hóquei

quarta-feira, 15 de Outubro de 2008

NASCEU O BLOG "OK4EVER"

Um novo espaço dedicado á modalidade acaba de ser criado, de seu nome OK4ever, vem enriquecer a informação disponível para todos os amantes do hóquei em patins. O Cartão Azul saúda este novo companheiro de informação desejando-lhe toda a sorte do mundo, e claro muita paciência, para aturar "todos" os que aproveitam estes espaços para descarregarem frustrações e afins, recorrendo à capa do anonimato, julgando-se donos da razão. BENVINDOS.

HOUVE TAÇA EM PENICHE

O fim-de-semana passado foi palco da 2ª eliminatória da Taça de Portugal, onde já competiam as equipas da 2ª divisão, e que na minha opinião acabou por trazer algumas surpresas, ou não fosse Taça. A surpresa maior veio de Peniche, onde o Stella Maris eliminou na marcação de grandes penalidades depois de 2-2 no final do tempo, o S Alenquer B, que tinha sido uma das equipas presentes na final four da ultima edição da prova, realizada em Aljustrel.
A Norte destaque para a goleada do HC Turquel (15-0) em Arazede, e para o “debutante” APDG Penafiel, que soma e segue, depois de na 1ª eliminatória ter vencido a SFG Pais por 10-1, venceu agora o ACDR Olá Mouriz por 4-0.
A Sul, para além da vitória do Stella Maris como já foi referido, destaque para as goleadas do Paço de Arcos (11-1), ao vizinho LMR Algés, do CF Estremoz (10-1) ao UD Vilafranquense (ambos a militar na 2ª divisão) e a eliminação da AA Amadora frente ao J. Azeitonense (3-2 ap) da 3ª divisão.
Pode verificar todos os resultados desta eliminatória aqui, num trabalho do Mundo OK.
A 3ª eliminatória terá lugar a 25 de Outubro e as equipas Ribatejanas apuradas terão os seguintes confrontos, o SC Tomar desloca-se a Seixas no Alto Minho para defrontar o HC local, ao passo que a ACR Santa Cita recebe a AE Física. Pode conferir todos os jogos aqui, num trabalho de Pedro Jorge Cabral do site União Micaelense.

terça-feira, 14 de Outubro de 2008

TREINADOR DE BANCADA

"De novo, na rota das vitórias"

No rescaldo do Campeonato do Mundo Feminino, que decorreu em Akita no Japão, podemos afirmar que Portugal voltou a colocar-se na rota das grandes conquistas, depois de 8 anos em jejum de grandes finais. Se faltou “um bocadinho assim”, ou “estivemos a um passinho” como afirmou Rafael Oliveira, a um diário desportivo, são duas formas de ver a mesma coisa, pois a realidade é que Portugal foi vice-campeão Mundial, tendo deixado pelo caminho a campeã Europeia em titulo (Alemanha) e derrotando na meia final, os Estados Unidos que tinham eliminado “tão somente” as campeãs Mundiais (Chile).
Quando saiu de Portugal o seleccionador nacional, levava na bagagem, segundo o mesmo, a ambição de atingir o pódio, mas possivelmente nos seus melhores sonhos, o título seria a sua maior ambição. Não o conseguiu, esteve quase, mas conseguiu com a subtileza que poucos lhe reconhecem, trazer uma lufada de ar fresco ao hóquei feminino Português, e de novo o sonho de títulos em próximos campeonatos, e as atletas que com ele privaram a certeza que aprenderam e continuarão a aprender e a valorizar-se enquanto treinarem e jogarem sob o seu comando.

Deixamos agora documentados alguns momentos desse mundial, em vídeo e fotografia.
Vídeo Portugal – Alemanha
Fotos Portugal – Estados Unidos

Cortesia: Fotos/Videos: Rafael Oliveira

segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

PAPARUCO - O COMENTADOR

"Quando a diferença está na baliza"

Aproveitei a minha localização geográfica na tarde de ontem, para dar um salto até ao Pavilhão Municipal de Ourém, e assistir á 1ª jornada do Distrital de Iniciados que colocava frente a frente a J. Ouriense e o SC Tomar (dois dos candidatos á vitória final, a que se junta o HC Santarém).
Quanto ao jogo, e olhando para o resultado (8-1 a favor da formação Nabantina) poderia dizer-se que foi um jogo sem história, onde os jovens Leoninos dominaram a seu belo prazer, etc, etc,…!!! Puro engano, pelo contrário, quem esteve presente no Pavilhão assistiu a uma bela partida de hóquei em patins, num jogo taco a taco, onde a tarde inspirada do Renato (guarda-redes do Tomar) e a menos inspirada do seu homólogo Ouriense, ditaram o resultado final. Poderia também utilizar um título que fez correr “muita tinta” neste espaço e dizer “Martins Resolve”, tal foi a influência que o jogador teve no desenrolar da partida, colorindo com golos a excelente exibição que efectuou, mas não, todos os atletas de parte a parte estiveram bem, e pela parte da J. Ouriense, André (um Senhor jogador) foi pautando todo o jogo da equipa, criando inúmeros desequilíbrios, e situações de golo, que foram sendo sucessivamente adiados ou pela fantástica exibição do guarda-redes, ou pela inoperância dos seus colegas. Também o capitão Ouriense (bom executante, com bons recortes técnicos), enquanto as forças o permitiram, foi um sempre um elemento difícil de transpor para quem vindo de Tomar, tentava a vitória sobre um adversário directo. Por seu lado, na equipa de Nuno Lopes, para além do referido Pedro Martins (que saiu lesionado na mão no final do jogo), todos os outros jogadores funcionaram como um todo, pressionando o adversário em todo o campo. Acusando o peso da camisola, e a jogar como se os patins pesassem uma tonelada, talvez por ser o primeiro jogo oficial pelo SC Tomar, Hernâni (ex- Santa Cita), foi aos poucos libertando-se desse peso, e acabou ao nível que todos conhecemos. Uma palavra ainda para a Mariana (respira hóquei, esta menina), que quando entrou, deu outra dinâmica á equipa, vindo a construir a jogada do último golo, entre outras que levaram sempre algum perigo á baliza adversária. Na equipa da casa, nota-se o excelente trabalho a que o seu técnico (Pipoca) já nos habituou, e será concerteza um dos candidatos ao título, apesar da exibição menos conseguida de ontem á tarde, e o resultado não espelha a diferença entre as equipas, arriscando a dizer, que as mesmas se equivalem.
Arbitragem sem problemas de Rui Taborda, que poderia no lance da lesão do Pedro Martins, ter azulado o amarelo, mas ao não fazê-lo, preferindo o amarelo e explicar ao atleta que faltas do género, são merecedoras de sanção disciplinar mais grave, acabou por estar correcto, até pelo facto que após o lance, e ao ver o seu adversário no chão, André se apressou a pedir desculpas e a inteirar-se da situação do mesmo.
Em resumo, uma boa tarde de hóquei, complementada com um óptimo jogo e uma boa companhia.

PS. Não sei se será a última crónica do Paparuco, mas se assim vier a ser, um abraço para todos os que tiveram a paciência de ler “os disparates”, que fui publicando neste espaço, um grande bem-haja.

Paparuco, O Comentador

domingo, 12 de Outubro de 2008

TOMAR E SANTA CITA EM FRENTE

E á 2ª eliminatória da Taça de Portugal, restam apenas duas equipas Ribatejanas em prova, o SC Tomar e o ACR Santa Cita, que ontem venceram os seus adversários por 7-2 e 5-1 respectivamente. As restantes equipas acabaram por ser derrotadas pela margem mínima, no caso da J. Ouriense (2-1) e o União FE (3-2), e por 5-2 no caso dos Corujas.
Em Tomar a vitória da equipa de Nuno Lopes não sofre contestação, tal a superioridade demonstrada pela equipa Nabantina, na 2ª parte. Em Santa Cita vitória normal da equipa de Luís Miguel Cunha sobre um adversário da mesma série, e que serviu para levantar os niveis de moral, abalados na derrota em Vale de Lobos, no jogo referente á 1ª jornada do Nacional da 3ª Divisão. Em Espinho jogaram dois ex-primodivisionários e a vitória a sorrir á equipa da Académica de Espinho, perante uma J. Ouriense que lutou até ao ultimo segundo para alterar o rumo das coisas. No Entroncamento assistiu-se a um jogo taco a taco, onde a maior maturidade da equipa da linha, viria a ditar o destino da eliminatória, no entanto a equipa de António Vicente, que esteve sempre em desvantagem nunca se conformou com a mesma e chegou a espaços a “vulgarizar” a equipa de Filipe Gaidão (muito apagado) e seus pares, e o empate e respectivo prolongamento teria sido de elementar justiça, e para quem durante a semana afirmou que a equipa do Entroncamento seria cilindrada, ficou a resposta dada dentro de campo, e ficaram ainda boas indicações para o campeonato. Por fim em Coruche vitória da equipa mais forte e que fez por merecer a passagem á 3ª eliminatória, mas uma derrota que não deslustra a exibição da equipa das margens do Sorraia que continua a dar boas indicações, como já tinha demonstrado nos jogos de pré época e na 1ª jornada do Nacional da 3ª Divisão.

SC TOMAR VENCE EM ESTREMOZ

A equipa do Sporting de Tomar venceu a 2ª edição do torneio de veteranos “ Cidade de Estremoz “, realizado no passado dia 5 de Outubro, no Pavilhão Municipal de Estremoz, somando por vitórias os jogos realizados. A formação “Encarnada” do CF Estremoz quedou-se pela última posição.Contando com a participação de mais uma equipa (Sporting de Tomar) em relação à edição do ano anterior, o torneio ganhou maior competitividade e nível. Assistiu-se a momentos de bom hóquei, com as equipas a empenharem-se em praticar um hóquei de bom nível, atendendo à idade dos atletas presentes. Destaque ainda para o significativo aumento de público a assistir aos jogos, o que confirma o interesse que este torneio vem despertando junto dos amantes do hóquei em patins. Em suma, tratou-se de um excelente momento de convívio e em que foi possível recordar velhos tempos.

Classificação final:
1º Sporting Tomar
2º Grupo Desportivo Diana
3º Liga Algés
4º Hóquei Clube Sintra
5º C.F. Estremoz

Este torneio foi organizado pela Associação de Divulgação do Património Cultural e Turístico de Estremoz, e contou com a colaboração da Autarquia local e firmas comerciais.

O Cartão Azul agradece ao visitante que enviou a crónica do Torneio "Cidade de Estremoz"
Foto: Blog Patins Lover

sábado, 11 de Outubro de 2008

PORTUGAL VICE-CAMPEÃO MUNDIAL

Portugal foi derrotado pela Espanha por 3-1, na final do Mundial de Hóquei em Patins Feminino que terminou há poucos minutos. A equipa de Rafael Oliveira consegue assim a medalha de prata, e atingir o objectivo que levou até Akita no Japão, que era atingir o pódio.
Quanto ao jogo, que chegou empatado ao intervalo, numa primeira parte equilibrada com ambas as equipas a criarem situações de golo. Aos 5 minutos da 2ª parte Portugal inaugurou o marcador por Marta Leite, a partir daqui “nuestras hermanas” correram atrás do prejuizo e viriam a alcançar o empate 4 minutos depois através de Natasha Lee, para depois consumar a vitória com dois golos de Cristina Barcello.
O resultado reflecte assim ao trabalho efectuado nos clubes e na selecção durante o ano, como referiu ao Cartão Azul, Rafael Oliveira, seleccionador nacional:
«…é nestas alturas que vem ao de cima, o que se faz nos clubes durante o ano, o que se faz com as selecções durante o ano e sobretudo o que se fez com a selecção neste estagio final, quando nós pensamos que a Espanha teve 2 meses de preparação seguida, a Argentina 4, a Alemanha 4 semanas a França 4 semanas, etc, e nós tivemos 2 semanas…»
Sobre o adversário desta final, era esta a opinião do seleccionador nacional:
«…Espanha demonstra maior entrosamento, próprio de 2 meses de trabalho, para alem de um plantel riquíssimo onde a GR tem estado fenomenal, ainda hoje foi a Laia Vives que travou a Argentina, para mim de longe a melhor selecção presente…»
Para terminar Rafael Oliveira ainda deixou a sua opinião em relação ao jogo da final:
«…nem sempre ganha aquele que joga melhor, quanto a nós, mesmo sendo difícil vamos tentar com tudo, já me conheces, sabes que não me dou por vencido e que luto até ao ultimo fôlego e é assim que vai ser amanhã, podemos não ganhar, mas vamos ser dignos com certeza, sei reconhecer quando o adversário é mais forte, mas os gigantes também caiem, por isso vamos tentar…»

sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

TAÇA DE PORTUGAL - 2ª ELIMINATÓRIA

Disputa-se amanhã a 2ª eliminatória da Taça de Portugal versão 2008/2009, já com a participação das equipas que militam na 2ª divisão. As equipas Ribatejanas tiveram sortes diferentes nesta eliminatória, se á J. Ouriense que defronta fora a AA Espinho, ao União FE que recebe “o todo poderoso” GDS Cascais, e os Corujas que recebem o GD Sesimbra, calhou a “fava”, por sua vez, e teoricamente como é obvio, porque nos jogos da Taça não existem favoritos, ao SC Tomar e á ACR Santa Cita que recebem a Escola Livre e o União Micaelense calhou a tarefa mais fácil. Mas tudo isto são meras suposições, pois estes jogos já nos habituaram a grandes surpresas e aos chamados “Tomba Gigantes”, e como tal vamos aguardar e esperar que na próxima ronda possamos contar com todos estes representantes da AP Ribatejo

ESTAMOS NA FINAL

Portugal goleou os Estados Unidos por 9-1, esta madrugada e carimbou o passaporte para a final do Mundial de Hóquei em Patins Feminino que está a decorrer em Akita, no Japão. A equipa de Rafael Oliveira deu assim mais um passo em frente, e conseguiu desde já atingir o principal objectivo que era um lugar no pódio, e agora à que esperar a mesma humildade e dedicação que as atletas Portuguesas e respectivo quadro técnico tem demonstrado nesta prova, para conseguir o lugar mais alto desse pódio, pois falta "um bocadinho assim".
Portugal irá defrontar a Espanha (que venceu a Argentina por 2-1), na final, reeditando assim mais uma final ibérica.

quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

ESPAÇO ABERTO

"Alteração ás regras do hóquei em patins"

Na assembleia geral, realizada em Akita no Japão, ontem dia 08 de Outubro, para além da reeleição do alemão Harro Strucksberg para um novo mandato de quatro anos à frente dos destinos do Comité Internacional de Rink-Hockey (CIRH), foram também aprovadas as novas regras para a modalidade, baseadas numa proposta do Comité Técnico do CERH, e que trazem alterações profundas para a modalidade, na opinião de alguns, alterações necessárias na opinião de outros e que entrarão em vigor em 2010 no campeonato Europeu e em 2011 no Campeonato do Mundo, sendo no entanto da competência das Federações colocar em prática, ou não as alterações durante o período de transição.
Destacámos as noticias referentes as decisões tomadas em Akita de três dos sites de maior referência da modalidade:
- Mundo do Hóquei
- Mundo OK
- União Micaelense

Para terminar deixamos o Espaço Aberto a todos os visitantes para se inteirarem das mudanças e dizerem de sua justiça.

AGORA VENHAM AS AMERICANAS

Portugal venceu a Alemanha (actuais campeãs europeias) por 3-2 e garantiu a presença nas meias-finais do Mundial de Hóquei em Patins Feminino, que está a decorrer em Akita, Japão. Com esta vitória a equipa de Rafael Oliveira, além de deixar um dos candidatos ao titulo pelo caminho, irá defrontar os Estados Unidos, evitando para já Argentina e Espanha que jogarão a outra meia-final. No entanto não se pense que a equipa Americana será “pêra doce”, pois esta madruga, surpreendeu tudo e todos ao eliminar as actuais campeãs Mundiais, o Chile por 2-1. Nos outros encontros a Espanha goleou a Inglaterra por 13-0, ao passo que as Argentinas venceram a França por 3-2. Os jogos das meias-finais terão lugar amanhã.
«…as dificuldades são muitas, mas nada nos proíbe como já disse noutras ocasiões, de tentar lutar por um lugar no pódio, para isso teremos de bater a Alemanha…»

«…até ao ultimo fôlego, vamos lutar como verdadeiros Portuguese(a)s que somos, conseguindo ou não seguir em frente, seremos concerteza dignos da camisola que vestimos e do país que representamos.»

Foram estas duas das frases de Rafael Oliveira, quando deixou a sua opinião ao Cartão Azul, e diga-se em abono da verdade que até ao presente momento se estão a revelar acertadas.

quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

A OPINIÃO DE RAFAEL OLIVEIRA

Sobre o Portugal - França, o jogo foi para além de bem jogado, um excelente espectáculo de hóquei em patins, foi também um jogo de inteligência, paciência, objectividade e determinação, ingredientes que fizeram vergar umas das principais favoritas ao titulo Mundial, por isso temos todas as razões para estar satisfeitos por atingirmos os 1/4 de final sendo os 1ºs do grupo.
Com a Alemanha, que é a campeã da Europa em titulo e que tem nas suas fileiras a melhor GR do Mundo, sendo por isso e pela qualidade do seu jogo a grande favorita para esta partida, vamos tentar ser fortes, se defendermos bem e formos tão objectivos e pacientes como fomos com a França, então teremos hipóteses de afrontar a Alemanha, que ainda hoje empatou a zero golos com a Argentina, outra grande favorita e detentora do melhor hóquei que vi praticar até agora na prova, fruto de 4, 5 meses de estagio, mas muito excitante, um verdadeiro espectáculo, dá gosto ver estas Argentinas a jogar, portanto os dados estão lançados, as dificuldades são muitas, mas nada nos proíbe como já disse noutras ocasiões, de tentar lutar por um lugar no pódio, para isso teremos de bater a Alemanha, e depois que venha a Espanha, é esta a promessa que eu faço juntamente com as minhas atletas e todo o staff Português, vamos lutar por uma vitória, jogo a jogo, palmo a palmo, cm a cm, até ao ultimo fôlego, vamos lutar como verdadeiros Portuguese(a)s que somos, conseguindo ou não seguir em frente, seremos concerteza dignos da camisola que vestimos e do país que representamos

ASSEMBLEIA GERAL CIRH

Decorreu hoje em Akita, no Japão a Assembleia Geral da CIRH, onde foram eleitos os novos corpos directivos, e aprovadas as novas regras para a modalidade baseadas numa proposta do CERH. O Cartão irá divulgar oportunamente quais as mudanças que irão ter lugar e quando serão implementadas. De salientar que esta Assembleia Geral realizou-se no Japão, aproveitando o decorrer do 9º Campeonato Mundial Feminino que hoje tem o seu dia de folga, antecedendo os jogos dos quartos de final.

11º EUROPEU DE VETERANOS

Numa organização do Parede Football Club, vai ter lugar no Pavilhão Fernando Lopes Graça entre os dias 09 e 11 deste mês a 11ª edição do Torneio Europeu de Hóquei em Patins de Veteranos. Recorde-se que a equipa do Parede FC foi a vencedora do European Veteran Roller Hockey Tournament que teve lugar de 22 a 24 de Maio em Espanha, numa organização do Club Patí Vilafranca. (pode ler a noticia aqui).
Este Torneio será disputado em duas poules de 4 equipas cada, que depois se cruzam após a 1ª fase.
Poule A: Parede FC (Por); CT Barcino (Esp); Dreamteam (Hol) e Castiglione (Ita)
Poule B: Os Lobinhos (Por); CP Vilafranca (Esp); RSC Darmstadt (Ale) e Geieg (Esp)

O Calendário será o seguinte:

terça-feira, 7 de Outubro de 2008

ET VOILÁ - QUATRE A ZERO

Terminou há pouco tempo a 3ª jornada do Mundial de Hóquei em Patins Feminino que está a decorrer em Akita, no Japão, e a selecção Portuguesa venceu a sua congénere Francesa por 4-0, conseguindo o 1º lugar do Grupo D com 6 pontos. O jogo desta tarde (manhã em Portugal) era um teste á equipa de Rafael Oliveira, que no primeiro jogo e frente a uma equipa teoricamente mais fraca, não tinha conseguido explanar o seu hóquei. Hoje tudo foi diferente e perante umas Gaulesas de qualidade as jovens Lusas chegaram ao intervalo a vencer por 1-0, para na segunda parte marcarem mais 3 golos, e assim transformarem em golos a superioridade demonstrada no ringue. Foram estes os resultados de hoje, ultima jornada da 1ª fase:

3ª JORNADA – 07/10/08
Grupo A
– Inglaterra 5 - África do Sul 1
Grupo B – Espanha 7 - Estados Unidos 1
Grupo C – Alemanha 0 - Argentina 0
Grupo D – França 0 - Portugal 4

Ao conseguir a vitória no Grupo D, Portugal irá defrontar a 2ª classificada do Grupo C, nada mais, nada menos que a campeã Europeia em título, a Alemanha, que hoje empatou com a Argentina a zero. Amanhã será dia de descanso, e quinta-feira serão disputados os quartos de final com o jogo de Portugal a ter inicio ás 1630 horas locais (0830 horas em Portugal).

QUARTOS DE FINAL – 09/10/08
Chile - Estados Unidos
Inglaterra - Espanha
Portugal - Alemanha
Argentina – França

Pode ler a reacção do seleccionador nacional Rafael Oliveira, num trabalho de Nelson Alves, do nosso parceiro Mundo do Hóquei (Mundook).

HOMENAGEM A ANTÓNIO RAMALHETE

No passado dia 24 de Setembro, no decorrer do jogo de apresentação do SC Tomar frente ao SL Benfica, o clube Leonino e a Câmara Municipal de Tomar homenagearam António Ramalhete. O Cartão Azul publica de seguida a entrevista concedida pelo antigo internacional Português ao jornal "Cidade de Tomar".

O hóquei já existe no Benfica desde 1917 e não vai acabar
CT - Ficou de alguma forma surpreendido por ser homenageado em Tomar?
AR - Fiquei um pouco surpreendido, apesar de saber que ainda sou uma pessoa, e sobretudo durante a minha vida de atleta, muito considerada aqui na cidade de Tomar. São homenagens que nos criam fortes sentimentos, por aquilo que fizemos na carreira desportiva.
CT - Mas é gratificante ver que os adeptos ainda reconhecem tudo o que significou para a modalidade?
AR - É muito bom. Inclusive, antes do jogo, desloquei-me com um amigo a um café para tomar uma bebida e houve pessoas que me reconheceram. É sempre gratificante e um estimulo quando isso acontece.
CT - A equipa do Benfica tem condições esta época para acabar com a hegemonia de FC Porto a nível nacional?
AR - Só aceitei este projecto porque sabia que mais tarde ou mais cedo o Benfica vai ser campeão. Deram-nos a possibilidade de termos uma equipa que pudesse ombrear com as melhores, a nível nacional. Para esta época fomos buscar dois novos elementos e assim conseguimos equilibrar mais a equipa. Na época passada, apesar de a equipa não ser muito equilibrada, ainda fizemos quatro jogos com o FC Porto, na final-four. Para já, estamos a apontar baterias para conseguirmos ficar em primeiro lugar na primeira fase do campeonato. Depois, logo se vê com quem iremos jogar…
CT – Tem receio que o Benfica deixe de apostar nas chamadas modalidades de pavilhão, nomeadamente o hóquei?
AR – Não tenho esse receio. Quando não se obtêm resultados começa-se a falar que há desinteresse. Acima de tudo tem de haver orçamentos equilibrados. Por vezes, quando se baixa o orçamento, para o tornar mais equilibrado, começa-se a falar que as modalidades vão acabar. O hóquei já existe no Benfica desde 1917 e não vai acabar. Podemos ter equipas mais equilibradas ou, por vezes ter de recorrer a jogadores da formação, para acabar de formar o plantel.
CT – O resultado deste jogo entre o Sp. Tomar e Benfica acabou por reflectir realidades muito diferentes…?
AR – São efectivamente realidades distintas. A equipa do Benfica está já a ser formada há algum tempo e começou a treinar há dois meses. Obviamente que se esperava algum desequilíbrio e isso reflectiu-se naturalmente no resultado.

Foto: Jorge Ramos - Centro Desportivo – Jornal “Cidade de Tomar

segunda-feira, 6 de Outubro de 2008

VITÓRIA NA ESTREIA

Portugal venceu esta tarde em Akita (manhã em Portugal) o seu primeiro jogo do Mundial Feminino que está a decorrer naquela localidade Japonesa. A equipa de Rafael Oliveira foi a primeira a marcar, deixando depois a equipa anfitriã chegar á igualdade, para depois voltar a marcar por duas vezes e estabelecer o resultado final, (com golos de Cláudia Rego, Neuza Pebre e Vânia Ribeiro) resultado que tendo em conta o valor das duas equipas peca por escasso, até pelo facto de a equipa Japonesa ter defrontado a França na 1ª jornada e ter sido copiosamente derrotada por 11-1. Portugal que já garantiu o apuramento defronta amanhã a selecção Gaulesa também já apurada para os quartos de final, mas necessita de vencer para terminar no primeiro lugar do Grupo D. O jogo tem início ás 1800 horas locais (1000 horas em Portugal).

2ª Jornada – 06/10/08
Grupo A
– Chile 9 – Inglaterra 0
Grupo B – Estados Unidos 10 – Índia 0
Grupo C – Macau 0 – Alemanha 31
Grupo D – Portugal 3 – Japão 1

3ª Jornada - 07/10/08
Grupo A
- Inglaterra – África do Sul
Grupo B - Espanha – Estados Unidos
Grupo C - Alemanha - Argentina
Grupo D - França – Portugal

JAPÃO NA ESTREIA PORTUGUESA

Teve inicio ontem em Akita, no Japão, a 9ª edição do Campeonato Mundial Feminino em hóquei em Patins. Depois da desistência de ultima hora da selecção Brasileira, procedeu-se á alteração do calendário e Portugal inserido no Grupo D conjuntamente com França e Japão, folgou na 1ª jornada, que teve como jogo de abertura Chile (actual detentor do troféu) contra a África do Sul. Destaque da primeira jornada vai para a goleada (das antigas) com que a Argentina presenteou a selecção de Macau 32-0.

Foram estes os resultados da 1ª jornada:
Grupo A – Chile 9 - África do Sul 0
Grupo B – Espanha 13 – Índia 1
Grupo C – Argentina 32 - Macau 0
Grupo D – Japão 1 - França 11

Hoje disputa-se a 2ª jornada com os seguintes jogos:
Grupo A – Chile - Inglaterra
Grupo B – Estados Unidos - Índia
Grupo C – Macau - Alemanha
Grupo DPortugal - Japão
Portugal inicia assim a sua participação neste Mundial frente á equipa da casa num jogo com inicio marcado para as 1800 horas locais, 1000 horas em Portugal.

ENTRAR COM O PATIM ESQUERDO

Numa tarde com muito público no pavilhão de Sintra, começou melhor a equipa da casa, a assumir o jogo desde o primeiro minuto, fazendo rápidas e eficazes trocas de bola, aniquilando por completo as tentativas de contra-ataque no União. Não foi por isso de estranhar que fosse a equipa de Sintra a chegar primeiro ao golo.
Com um União algo preso de ideias e muito retraído no seu meio ringue, destacou-se pela positiva o incansável Pedro Sousa a remar quase sempre sozinho, em termos atacantes contra uma equipa que em nada facilitava.
Á passagem do minuto 16 da 1ª parte foi então que Pedro Brazete numa das suas correrias pelo lado direito do ataque do UFE, desferiu ainda fora da área um remate potente que apanhou de surpresa o guarda redes do Sintra.
Parecia tentar acordar a equipa da cidade dos comboios, tendo inclusive mais uma mão cheia de oportunidades para passar para a frente do marcador, mas, puro engano, mais uma desconcentração da defesa Unionista, duas falhas de marcação em zonas proibidas e... a aproveitar a equipa de Sintra com mais dois golos, passando assim para a frente do marcador com 2 golos de vantagem.
Chegava o Intervalo e o placar marcava Sintra 3 - União 1.
Com o recomeço da segunda parte pensava-se que poderia a equipa do União subir no terreno e pressionar o Sintra mais perto da baliza do adversário, mas rapidamente essa ideia desapareceu, sendo que foi a equipa visitada a tomar novamente conta do jogo, valendo nessa altura o guarda redes da equipa do união com meia dúzia de defesas que foi evitando o quarto golo da equipa do Sintra.
Já com os jogadores do Entroncamento completamente esgotados e em tudo balanceados para o ataque em busca do golo, foi então que nos últimos minutos do encontro surgiu mais dois golos da equipa do Sintra, fixando assim o resultado final em 5-1.

Pareceu-me contudo, que tanto o Sintra como o União são duas equipas tecnicamente iguais, com bons executantes de parte a parte, superiorizando-se a equipa do Sintra pela sua capacidade de abordar o jogo, pois nota-se que é uma equipa bastante trabalhada, muito bem orientada e acima de tudo, sempre empolgada pelo numeroso publico que se fazia ouvir nas bancadas.
Não me pareceu contudo, que seja uma equipa candidata á subida de divisão.
Quanto á equipa do União, destaco a raça e a competitividade do Pedro Sousa, a boa exibição do Guilherme nas alturas em que a equipa precisou dele, a experiência do Daniel e do Carvalho em algumas situações de jogo, embora ainda me pareçam que não estão na sua melhor forma, a força e a velocidade do Brazete faltando-lhe apenas colocar mais calma ao seu jogo em alguns momentos, a pouca utilização do Boavida e a não utilização do Francisco numa altura em que o Pedro e o João Mendes estavam esgotados. Quanto ao Ricardo falta-lhe minutos de jogo para que ganha a competitividade que ainda não tem, resultante do tempo de paragem que teve.
Vamos esperar, pois ainda estamos no início da época, mas nada melhor que um jogo a eliminar como o próximo que ai vem com o Cascais para a Taça de Portugal para ganhar confiança e levantar a moral.

Crónica: Mário Serra
Foto:
UFE Hóquei