quinta-feira, 29 de Julho de 2010

NUNO LOPES NA RÁDIO HERTZ

Nuno Lopes admitiu que foi «muito difícil» formar o plantel do Sporting de Tomar para a próxima temporada mas, ainda assim, afirma que o clube «conseguiu reunir os melhores jogadores num espaço de cinquenta quilómetros».
O objectivo passou por construir um plantel com atletas que não obrigassem a tiros no escuro: «Trata-se de um plantel com jogadores que conhecemos, ou seja, optámos mesmo por não jogar no escuro. É um grupo que conta, garantidamente, com os melhores jogadores da zona centro, de onde excluo o Turquel, porque também tem alguns valores. Por isso, não vejo mais jogadores que pudessem ser mais-valias aos que nós temos. Na época passada, fizemos um campeonato a ganhar, enquanto a prova que se avizinha poderá reservar-nos mais derrotas do que vitórias. Mas estamos centrados na manutenção. Temos de fazer trinta pontos. Espera-nos muito trabalho e mais exigência». Nuno Lopes ainda fez uma referência curiosa ao facto de ter aumentado, no plantel, o número de jogadores de Leiria, concretamente da Marinha Grande: «O único senão no meio de tudo isto, é que estamos a falar de mais atletas da Marinha. Muitas pessoas dizem isso... mas contra factos não há argumentos e temos de viver com isso. O clube tem de se adaptar a uma realidade com a qual nem se tem dado mal. Posso garantir que estes jogadores estão em Tomar para representar o clube e a cidade. Garantidamente vamos fazê-lo. Acima de tudo temos de pensar que foram estes jogadores que mais interesse demonstraram em representar o clube, isto para não falar da vertente custo/qualidade. Desafio alguém a apresentar-me melhores atletas num raio de cinquenta quilómetros. Levanto já esta questão logo de início, pois é natural que alguém fale nisso lá mais para a frente».

NR: Pelo facto da entrevista não ter sido concedida a este espaço, a mesma não seencontra aberta a comentários.