domingo, 28 de Fevereiro de 2010

TIGRES VENCEM NO ENTRONCAMENTO

Num sábado com muita chuva e vento disputou-se mais uma jornada dos Nacionais da 2ª e 3ª Divisões. Na 2ª Sul a Juventude Ouriense deslocou-se até ao Baixo Alentejo para defrontar o CP Beja, num jogo em que entrou logo a perder e após conseguir empatar viu de novo a equipa Alentejana adiantar-se no marcador, mas João Silva perto do final da 1ª parte conseguiu dar a volta ao marcador, 2-3 ao intervalo para a equipa de Hélder Santos. Na 2ª parte 5 golos sem resposta por parte da equipa de Ourém e estava feito o resultado CP Beja 2 - J. Ouriense 8, com este resultado a JO sobe à 4ª posição (à condição), pois em caso de vitória do HC Sintra que hoje recebe o GDS Cascais, volta a cair para a 5ª posição.

Na 3ª Centro, o jogo da jornada foi isso mesmo, uma grande partida de hóquei em patins, com o vencedor incerto até perto do final, e onde na minha opinião pelo que se passou no ringue o empate seria o resultado certo. Vitória do HC "Os Tigres" por 6-4, num jogo onde o União FE virou de 1-2 ao intervalo para 4-2 aos 9 minutos da 2ª, mas este jogo será alvo de uma crónica mais aprofundada na rubrica "Paparuco o Comentador". Com este resultado a equipa de Jorge Godinho fica a um ponto do líder e praticamente assegura a subida de divisão. Para terminar de referir a atitude VERGONHOSA de João Patrício (HC "Os Tigres") aquando da obtenção do 3ºgolo da sua equipa por Leandro Santos a ofender o publico da casa, com frases e gestos que um bom jogador (na minha opinião não é o caso) não tem, pois quer queiramos, quer não um bom jogador é como Senhora séria, não tem ouvidos.
Em Coruche repetiu-se o empate da 1ª volta e GC "Os Corujas" e SFG Pais empataram a 2 golos e o resultado foi a descida da equipa das margens do Sorraia para a 7ª posição e a subida da equipa Nabantina para a 12ª entregando a lanterna vermelha ao FCO Hospital.

Foto: Barros Simões

sábado, 27 de Fevereiro de 2010

SEXO ANTES DA COMPETIÇÃO

O nosso parceiro THP -Treinador de Hóquei em Patins, publicou um artigo intitulado "Sexo antes da competição", que aborda um tema que tem sido algo de vários abordagens e diferentes pontos de vista, ao longo dos tempos, e assim sendo decidimos publicar o artigo na totalidade.

O que pensar da actividade sexual em vésperas de competição?

Sempre foi hábito, e ainda hoje o é, de aconselhar os atletas a abstinência sexual, enquanto estiverem envolvidos em competições ou em fases de treino muito intenso. Este é daqueles conselhos que aparecem perdidos no tempo e ninguém sabe onde e quando tiveram origem, apenas se sabe que foi assim que aprenderam com os seus antecessores.

Efeitos

O sexo como acto por si só tem poucos ou nenhuns efeitos na performance competitiva. Não são as relações sexuais que prejudicam a performance, mas sim a falta de sono, as noitadas ou, ironicamente, a própria procura de sexo.
Está cientificamente comprovado que o tempo de repouso é essencial a uma boa performance desportiva. Por outro lado e, devido à ausência de certezas científicas, a relação entre a abstinência sexual e o desporto de alta competição, tem sido alvo de discussão.

Mitos

À semelhança dos mitos criados em volta da sexualidade, muitos foram os argumentos utilizados, ao longo dos séculos, a fim de proibir as relações sexuais antes das competições. Para os gregos, sémen era força e vida, devia ser preservado e não desperdiçado.
Mais tarde, na época medieval, um herói devia ser abstinente, permanecer puro para conseguir vitórias; a ausência do prazer sexual despertava uma maior agressividade e, consequentemente, uma melhor performance desportiva. Mais recentemente foram desenvolvidos alguns estudos relativamente à testosterona, hormona potencial do desempenho atlético, resistência e capacidade física. Sabe-se que os níveis da testosterona diminuem temporariamente, após as relações sexuais.

Mas será a actividade sexual assim tão corrosiva do equilíbrio calórico?

Na realidade, a energia despendida não atinge elevados níveis calóricos e o sexo pode ser até uma estratégia anti-stress, um meio de aliviar a pressão característica dos desportos de alta competição. É óbvio que o exagero também pode ser prejudicial dado que as reservas de energia têm limites e a influência positiva que a prática de sexo possa ter, passa a ser negativa.

Abstinência, Sim ou Não?

Estes são alguns dos aspectos físicos desta problemática, sendo também necessário ter em consideração os aspectos psicológicos que variam consoante o atleta e a sua maneira de lidar com a própria sexualidade. Claro que se podem e devem evitar exageros como obrigar à abstinência, pois esta pode ser prejudicial, dado que as reservas de energia têm limites e a influência positiva que a prática de sexo possa ter, passa a ser negativa.
Não se deve punir por lei a prática de um dos actos mais instintivos e naturais, mas também é preciso compreender e respeitar regras e limites. Tal como nos esforçamos por trabalhar em equipa, dividir tarefas, respeitar horários de trabalho, cumprir objectivos, horas de formação, assim como todos assumimos responsabilidades inerentes ao nosso trabalho - o mesmo se espera dos desportistas de alta competição.
A vida sexual faz parte da esfera do privado, da vida pessoal e da gestão que cada um faz dela. Limitar ou proibir será desresponsabilizar os atletas. Apesar da actividade sexual antes da competição dar uma maior confiança ao atleta, vantagem esta que está associada à libertação da dopamina e da testosterona, o treinador terá um papel importante no aconselhamento. No entanto, caberá ao atleta ter o bom senso na gestão do que é a sua vida privada e de que modo ela interfere na sua vida profissional.

sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

NACIONAL DE VELOCIDADE - INDOOR

Vai ter lugar no próximo dia 27 de Fevereiro , no Pavilhão do H.C. Sintra, o Campeonato Nacional de Indoor de Patinagem de Velocidade.

A prova conta com a presença de seis clubes.

O Campeonato Nacional de Indoor, tem o seu início no Sábado dia 27 de Fevereiro pelas 10h00 e termina no mesmo dia pelas 20 horas. (junta-se em anexo Cartaz e Calendário da Competição).
Esta prova é organizada pela Federação de Patinagem de Portugal, com o apoio da Associação de Patinagem de Lisboa, HC Sintra e Câmara Municipal de Sintra.

Esta prova receberá também o 1º Encontro de Patinagem de Velocidade da Associação de Patinagem de Lisboa com a participação de cerca de 100 atletas pertencentes à Escola de Patinagem “OK Mania”.

Todos os cibernautas vão poder acompanhar a prova através de transmissão em directo no site da APL: www.aplisboa.com

AGENDA PARA 27/02/10

Neste sábado as equipas Ribatejanas tem jogos de coeficiente bastante diversificado, alternando jogos teoricamente acessiveis, com outros deveras complicados. Na 2ª divisão Sul e com o SC Tomar assistir na bancada após a vitória de quarta-feira sobre o Clube Stella Maris de Peniche por 3-1, em jogo antecipado, a Juventude Ouriense desloca-se até ao Baixo Alentejo para defrontar o CP Beja, num jogo em que a equipa de Helder Santos tem tudo a favor para a obtenção de um bom resultado e os consequentes 3 pontos, e recorde-se que na 1ª volta a equipa de Ourém brindou o CP Beja com um expressivo 8-1.
Na 3ª Divisão Centro, com o jogo da jornada União FE versus HC "Os Tigres" e que aqui já foi lançado, e que na 1ª volta a equipa de Almeirim venceu por 5-3, num jogo em que a equipa do Entroncamento se queixou da arbitragem de António Gameiro, temos mais um derby ou seja o GC "Os Corujas" a receber a SFG Pais, num jogo onde a equipa de João Taipina tem tudo para regressar às vitórias, e tentar rumar de novo às boas exibições a que nos habituou na 1ª volta, por sua vez a equipa da Gualdim Pais, lanterna vermelha tentará trazer no "bornal" algum pontinho que ajude a sair de tão indesejada posição, recorde-se que na 1ª volta em Tomar 2-2 foi o resultado final. A equipa da ACR Santa Cita folga nesta jornada e assim mantém a 4ª posição independentemente dos outros resultados.

4ª ETAPA "JORNADAS 2010"

Disputa-se no próximo Domingo dia 28 de Fevereiro, no Pavilhão do Hóquei Clube de Turquel a 4ª Etapa das Jornadas 2010. A equipa de Veteranos do SC Tomar defronta pelas 1800 horas o líder "Os Lobinhos".

DIVULGAÇÃO

(Clique na imagem para ampliar)

quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010

O JOGO DA JORNADA

Sábado dia 27 de Fevereiro pelas 1800 horas, o Albano Mateus recebe o jogo da jornada, frente a frente União FE e HC "Os Tigres" em jogo respeitante à 19ª jornada da 3ª divisão Centro. O jogo que irá opor 2º (HCT) e 3º (UFE) classificados será dirigido por Rui Lameiras de Setúbal. Quanto ao jogo em si e começando pela equipa da casa, que ainda não conheceu o sabor da derrota esta 2ª volta e que vem de um resultado inspirador (12-2) esta 4ª feira em Arazede, tem neste jogo a oportunidade de ultrapassar o adversário na tabela classificativa, ficando com mais 2 pontos, mas também com mais um jogo, vai jogar perante o seu publico e à imagem do que aconteceu frente a ACR Santa Cita, o pavilhão deverá estar muito bem composto com os adeptos da equipa alvi-negra a "puxarem" pela sua equipa no intuito dos galvanizarem rumo à vitória que trará mais emoção ao campeonato. Por sua vez a equipa que viaja da Cidade da Sopa da Pedra, que também já não conhece o sabor da derrota há mais de dez jogos, sabe que uma vitória no Entroncamento, carimba praticamente o passaporte para o acesso à 2ª divisão, sabe ainda que uma derrota, não compromete os objectivos, pois continua a depender única e exclusivamente dela própria. Uma equipa à imagem de Jorge Godinho, com um plantel (na minha opinião) superior a muitas equipas que militam no escalão superior, tem neste jogo a hipótese de provar o porquê da vitória sobre o líder e o porquê do lugar que ocupa na tabela classificativa, tem o entanto o condão de "estimular" os adversários que nestes jogos, provam que tem equipa para jogar taco a taco e discutir o resultado até ao apito final.
Espera-se assim um jogo renhido, e um hino à modalidade em que um lance de inspiração de um dos atletas, ou de desinspiração poderá sentenciar o resultado final. 50/50 é o meu prognóstico.

SC TOMAR ASSUME LIDERANÇA

O SC Tomar venceu ontem à noite a equipa do Clube Stella Maris de Peniche em jogo antecipado da 20ª jornada, e assumiu o comando da 2ª Divisão Sul, com 52 pontos, mais 2 que GDS Cascais mas mais um jogo.
O jogo de ontem foi tudo menos fácil para a equipa de Nuno Lopes e o resultado final 3-1, com 1-1 ao intervalo é espelho disso mesmo. Já na 1ª volta a equipa de Peniche tinha colocado inúmeras dificuldades à equipa Leonina, tendo o jogo terminado com um empate, e ontem em Tomar acabou por ser mais do mesmo, enormes dificuldades para levar de vencida a equipa que viajou da região Oeste. Gonçalo Favinha, Bruno Monteiro e Gonçalo Santos foram os marcadores da equipa verde e branca.

Foto: Barros Simões

3ª ETAPA DAS "JORNADAS 2010"

A equipa de veteranos do SC Tomar foi derrotada no passado Domingo dia 21 de Fevereiro, pela diferença mínima (6-5), frente ao Parede FC, que lidera a prova em parceria com Os Lobinhos. Esta jornada foi disputada no Pavilhão do FC Seixal. Com este resultado a equipa Leonina caiu para a 3ª posição, com 6 pontos e a companhia da CUF e Algés.

Informação: Blog Veteranos SC Tomar

quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

UNIÃO "ARRASOU" EM ARAZEDE

O União FE, pura e simplesmente "arrasou" em Arazede e levou de vencida a equipa da casa por um expressivo 12-2, com 5-2 ao intervalo. Com este resultado a equipa do Entroncamento fica apenas a um ponto do 2º classificado HC "Os Tigres" (mas mais um jogo), que recebe no próximo sábado e que será um jogo chave para ambas as equipas, este resultado permite também à equipa do União alargar a distância para a ACR Santa Cita (actual 4º classificado), para 4 pontos e o mesmo numero de jogos. Pelo União marcaram Miguel Boavida (4), Rui Alves (2), Pedro Ricardo (2), João Mendes (2), Raposo (1) e Carvalho (1).

Foto: Barros Simões
Classificação copyright Clube União Micaelense

JOGO ANTECIPADO - 2ª DIVISÃO SUL

O Pavilhão Jacôme Ratton acolhe hoje pelas 2130 horas, o jogo entre o SC Tomar e o Clube Stella Maris de Peniche referente à 20ª jornada e antecipado para hoje. Em caso de vitória a equipa de Nuno Lopes passa (à condição) a liderar a zona Sul da 2ª divisão. Recorde-se que na 1ª volta a equipa do C Stella Maris obrigou a equipa Leonina a um tremendo esforço para não sair de Peniche com uma derrota, 5-5 foi o resultado final com a equipa de Tomar a correr sempre atrás do prejuízo. Hoje a jogar em casa o favoritismo recaí sobre a equipa verde e branca e assim sendo 65/35 é o meu prognóstico.

ARBITRAGEM DO RIBATEJO NA 2ª NORTE

Árbitros do CRAHP Ribatejo foram nomeados para no próximo fim de semana dirigirem dois dos jogos mais importantes da 2ª Divisão Norte. O jogo entre AD Limianos (5º) e Riba D'Ave HC (7º) apenas separados por um ponto terão em Teófilio Casimiro e António Gameiro os juízes de serviço, ao passo que Fundação Nortecoope (2º) - HC Carvalhos (10º) será dirigido por Rui Taborda e Carlos Fagulha.

JOGO EM ATRASO 3ª DIVISÃO CENTRO

Joga-se esta noite pelas 2100 horas, em Arazede o jogo em atraso referente à 13ª jornada entre a equipa da AF Arazede e o União FE. Recorde-se que este jogo foi disputado em 19 de Dezembro, tendo na altura a equipa da casa vencido por 7-6, num jogo em que o arbitro da partida cometeu um erro de natureza técnica, e que a equipa do Entroncamento protestou, tendo-lhe sido dado provimento a este protesto pelo CD da FPP.
Quanto ao jogo propriamente dito, antevê-se uma deslocação difícil da equipa alvi-negra, perante uma equipa "ferida" no seu orgulho e a querer provar que a vitória de Dezembro foi justa e se a este factor juntarmos o facto da mesma jogar perante o seu publico, normalmente bastante entusiasta e que não se coíbe de puxar pelos seus atletas, associado ao facto de para as "Gentes" de Arazede pairar no ar um certo sentimento de injustiça pela decisão Federativa, e assim sendo a tarefa da equipa do Entroncamento será árdua.
Analisando o desempenho da AF Arazede em casa, nos 7 jogos disputados regista 5 vitórias, um empate (8-8) frente ao Santa Cita e uma derrota (5-6) frente ao HC Lourinhã. Por sua vez o União FE fora conseguiu nos 8 jogos disputados 5 vitórias e 3 derrotas precisamente com HC Mealhada (1º), HC "Os Tigres" (2º) e ACR Santa Cita (4º). Com a arbitragem de Paulo Venâncio de Leiria o prognóstico de Cartão Azul é de 55/45 para a equipa que viaja da Cidade Ferroviária.

terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

2ª PARTE EM GRANDE ESTILO

Neste Sábado dia 20/02/2010, no Pavilhão Polivalente de Santa Cita, realizou-se a 2ª jornada da Taça de Portugal de Hóquei em Patins, em que opôs a A.C.R. Santa Cita ao C.S.P. Alfena. Num pavilhão em que se registou uma boa moldura humana, que é de salutar, também um pouco pela vinda do S.C.Portugal em Infantis, que jogava a seguir, pode-se dizer que:
Foi um jogo em que houve pouca história, pois, numa primeira parte, em que a equipa forasteira (Alfena) defendeu em quadrado, a equipa da casa (Santa Cita), começou bem com o primeiro golo a surgir aos 21m02s por intermédio de P.Nobre. Pouco tempo depois aos 15m49s, o P.Nobre consegue marcar mais um golo, desta feita à meia volta, mas logo a seguir a equipa do Alfena consegue reagir e no mesmo minuto faz o 2-1 pelo seu nº9 (Filipe Lopes). Aos 14m37s o Marco Bento faz o 3-1 numa recarga à boca da baliza. A equipa do Alfena não baixa os braços e aos 13m25s ganha um penalti, mas o seu nº7( António Costa) não concretiza. Quando faltava 2m57s para o final da 1ª parte o Rui Oliveira leva cartão azul (Power-Play) e é assinalado o respectivo livre directo, tendo sido chamado para a sua marcação o Vítor Pinheiro, mas não conseguiu enganar o Hélder Marques (G.R. - Santa Cita) que defendeu muito bem, levando o resultado para o intervalo, num 3-1 favorável ao Santa Cita.

Intervalo : Santa Cita 3 Alfena 1

Numa segunda parte em que se resumiu praticamente ao massacre por parte dos jogadores do Santa Cita à baliza do Alfena, em que o capitão do Santa Cita (Rui Oliveira) faz o 4-1 aos 23m59s, numa stickada à entrada da área. Aos 18m42s o nº4 do Alfena (David Carvalho) reduz para 4-2, mas, passado um minuto, aos 17m40s, o Rui Oliveira consegue fazer o 5-2, numa recarga dentro da área. Pouco tempo depois, aos 11m29s, o nº2 do Alfena (Pedro Dinis) leva um cartão azul(Power-Play) e é assinalado o respectivo livre directo, em que o P.Nobre não se fazendo de rogado aumenta a vantagem para 6-2. Depois da entrada em ringue, do Tiago Pereira, este consegue fazer o 7-2 aos 9m42s. Aos 4m38s o P.Nobre dilata para 8-2 o resultado a passe do Daniel Noronha. No minuto a seguir, a equipa do Alfena faz a 10ª falta aos 3m46s, tendo sido assinalado mais um livre directo, mas desta vez o P.Nobre não consegue desfaquear o guarda-redes contrário. Nesta altura, entrou o João Martins (G.R.) para o lugar do Hélder Marques(G.R. - Boa exibição). Aos 3m27s do fim do jogo, o Nuno Nobre desfere uma "bomba", fazendo o 9-2. Aos 3m06s existe ainda um penalti para a equipa do Alfena, mas, o seu nº2 (Pedro Dinis) não consegue ultrapassar o João Martins que esteve muito bem neste lance. Quando faltava 2m26s o P.Nobre consegue fazer o quinto golo na partida e o 10-2 para a sua equipa. A 51s do fim do jogo, o nº2 (Pedro Dinis) leva o 2º cartão azul no jogo(Power-Play) e é assinalado novamente livre directo a favor da A.C.R.Santa Cita, em que o Nuno Nobre é chamado a converter a respectiva penalização, mas falhou a hipotese de marcar o seu segundo golo na partida, logo a seguir aos 46s do final do jogo, o Pedro Brazete faz o 11-2 final.

Resultado Final : Santa Cita 11 CSP Alfena 2

A A.C.R.Santa Cita alinhou de inicio com Hélder Marques(G.R.), Pedro Brazete(1), Daniel Noronha, Pedro Nobre(5) e Marco Bento(1). Jogaram ainda Rui Oliveira(Cap.)(2), Nuno Nobre(1), Tiago Pereira(1), Zig e o João Martins(G.R.).
O C.S.P. Alfena alinhou de incio com Eduardo Almeida(G.R.), Pedro Dinis, David Carvalho(1), António Costa e o Filipe Lopes(1). Jogaram ainda Tiago Portela, Hélder Soares, André Oliveira, Vitor Pinheiro e João Pereira (G.R.)

Crónica: Nuno Jorge Marques de Sousa (Nunão)
Titulo: Cartão Azul
Foto: Barros Simões

segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

SANTA CITA VENCE SPORTING CP

Os Infantis da ACR Santa Cita venceram o Sporting CP por 6-4 com 4-2 ao intervalo. Com esta vitória os jovens de Santa Cita repartem o comando da Série C em conjunto com o HC Sintra.
O HC Santarém saiu derrotado de Torres Vedras pela diferença mínima (1-0), frente à Física, e a par da equipa Leonina são os últimos classificados com zero pontos.

Foto: Irene António
Classificação copyright Clube União Micaelense

SC TOMAR LIDERA CLASSIFICAÇÃO

Ao vencer em Torres Vedras por 2-0, a equipa do SC Tomar assumiu a liderança da Série C do Nacional de Iniciados. Num jogo que se antevia difícil, e que se viria a confirmar, a equipa Leonina jogou taco a taco com a equipa da Física e o nulo ao intervalo aceitava-se perfeitamente. Na 2ª parte a equipa do SC Tomar viria a marcar por duas vezes, e a segurar o resultado, em particular nos minutos finais, quando a reacção da equipa da casa, tomou maiores proporções, tentando dar a volta ao marcador.

Em Santa Cita, a equipa da casa foi incapaz de levar melhor sobre o Sporting CP, e o resultado de 9-3 favoráveis ás cores verdes e brancas, foi o espelho dessa mesma superioridade. Com este resultado a equipa da ACR Santa Cita, ocupa o ultimo lugar da série. No outro jogo o HC Sintra venceu o HC Turquel por 5-4.

Fotos: Barros Simões e Blog OKJUVTOMAR
Classificação copyright Clube União Micaelense

VENCER E CONVENCER

A equipa do SC Tomar deslocou-se a Nafarros e vencer por um claro 6-3, redimido-se assim da derrota na 1ª jornada frente ao actual líder, HC Sintra que venceu o HC Turquel por 5-3. A equipa de Fernando Vaz, chegou ao intervalo a vencer por 2-o, conseguindo na 2ª parte elevar o "score" até aos 5-1, para depois gerir o resultado, (consentindo no entanto mais dois golos, mas marcando mais um), e alcançar os merecidos 3 pontos. De lamentar a lesão de Ricardo Marrucho que teve que ser assistido no hospital local e a quem o Cartão Azul, deseja as rápidas melhoras. Com este resultada a equipa Leonina, assegurou a 3ª posição com 3 pontos, os mesmos que a Juventude Ouriense 4º classificado que saiu derrotado de Torres Vedras pela diferença mínima, num jogo onde o empate seria o resultado correcto, para o que as equipas demonstraram em ringue.

Foto: Blog OKJUVTOMAR
Classificação copyright Clube União Micaelense

JÁ NÃO SE USA...!!!

A 2ª jornada do Nacional de Juniores Série C, trouxe uma goleada das antigas e que neste escalão, já não se usa, ou acontece ocasionalmente, estamos a falar da vitória do S Alenquer B sobre a J. Ouriense por 18-1. Podemos levar em consideração que a equipa de Hélder Santos, treina junta apenas uma vez por semana em virtude da maioria dos seus atletas estar a estudar fora, podemos também dizer que a equipa com Filipe Almeida (actualmente em grande forma e a merecer um olhar mais cuidadoso de Luís Duarte - Seleccionador Nacional Júnior), teria outra agressividade e produtividade, mas utilizando um provérbio antigo, «quem sabe da tenda, é o tendeiro» e como tal, este resultado servirá de certeza para se tirar ilações para as próximas jornadas.
O SC Tomar foi derrotado em Valado de Frades frente ao BIR por 6-5, e onde alguma desconcentração na 1ª parte da equipa Leonina e a excelente exibição do guarda redes da casa, foram pontos fortes para a vitória do BIR, que assim lidera com 6 pontos.
Em Sintra, empate da equipa da casa frente ao HC Turquel por 3-3, num resultado que permite à equipa de Turquel assegurar a 2ª posição.

Foto: Blog Juventude Ouriense Ok
Classificação copyright Clube União Micaelense

domingo, 21 de Fevereiro de 2010

CINCO EQUIPAS NA 3ª ELIMINATÓRIA

São cinco as equipas Ribatejanas que seguem em frente na Taça de Portugal, (SC Tomar e J. Ouriense da 2ª Divisão Sul, HC “Os Tigres”, União FE e ACR Santa Cita da 3ª Centro), o GC “Os Corujas” 3ª Divisão Centro fica pelo caminho. Mas foram estes os resultados:
O SC Tomar voltou aos Açores e voltou a marcar 9 golos, mas desta feita a equipa da casa marcou 5, Gonçalo Santos ao apontar 7 golos foi o grande obreiro da vitória Leonina. CD Santa Clara 5 – SC Tomar 9.
Em Ourém a equipa de Hélder Santos que vencia por 1-0 ao intervalo, acabou por vencer a equipa de viajou de Sines por 6-2, com Pedro Almeida a bisar. J. Ouriense 6 – Vasco da Gama AC 2.
Os Tigres de Almeirim venceram confortavelmente o GC Odivelas por 8-2, com João Patrício, João Silva e Rui Cova a bisarem para a equipa de Jorge Godinho. HC “Os Tigres 8 – GC Odivelas 2.
No Entroncamento e com 4-1 ao intervalo a equipa do União geriu a 2ª parte e acabou por levar de vencida a equipa do CF Estremoz por 6-3, com Rui Alves e Pedro Sousa com 3 golos cada foram os marcadores de serviço. União FE 6 – CF Estremoz 3.
Em Santa Cita uma goleada das antigas e a equipa do CSP Alfena a sair vergado a um expressivo 11-2, e a equipa de Luís Marques a seguir em frente na prova. ACR Santa Cita 11 – CSP Alfena 2.
Em Coruche a equipa da casa não conseguir levar de vencida a equipa da 2ª Divisão Sul e acabou derrotada por 2-0, num jogo em que se antevia dificuldades acrescidas para a equipa de João Taipina. GC “Os Corujas 0 – C Stella Maris 2.
O sorteio da próxima eliminatória realiza-se no dia 01 de Março na sede da FPP.

Foto: Barros Simões

sábado, 20 de Fevereiro de 2010

JOGOS EM DIRECTO NA REDE GLOBAL

Os jogos de hóquei em patins podem não dar na televisão mas há uma nova moda que parece estar a pegar: transmissões via Internet. O Parede e o Turquel, da II Divisão, já o faziam mas agora é o Paço de Arcos que está a abrir um caminho que pode ser um filão a explorar pelos clubes do escalão principal.

Luís Gomes, designer gráfico de profissão, antigo praticante de hóquei em patins e amante da modalidade, foi convidado pela direcção do clube da Linha para transmitir os seus encontros. A receita parece simples.

«Não é preciso grandes investimentos em material. Qualquer câmara doméstica dá para filmar, sendo apenas necessário um computador que envie as imagens para o site americano do Livrestream, que depois difunde o jogo, neste caso para o site do Paço de Arcos», explica o homem que, juntamente com a mulher, Tina Paiva, é responsável pelas transmissões.

Uma oportunidade que pode conhecer uma fase de auto-sustentabilidade assim que houver publicidade.

«Por uma questão de cortesia, pedimos autorização à federação, já que os regulamentos são omissos nesta questão da transmissão pela Internet. Achamos muito importante não só a transmissão dos nossos jogos como o facto de estarmos a trabalhar para a divulgação do hóquei, que tem sido muito esquecida nos últimos tempos», adianta José Silveira, presidente do CD Paço de Arcos.
A receptividade não podia ser melhor. Na primeira jornada o Paço de Arcos recebeu a visita do Benfica e foram mais de 300 os utilizadores que viram o encontro pela Internet. O sucesso foi tanto que na jornada seguinte o Paço de Arcos pediu autorização ao Espinho para transmitir a deslocação do clube da Linha ao Norte, o que foi prontamente aceite. Na terceira jornada, já em casa, o pico de audiência foi de 115 netespectadores mas, note-se, dos vários cantos do Mundo.

Por Pedro Figueiredo in Jornal "A Bola"

sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

PORQUE AMANHÃ HÁ TAÇA...!!!

Amanhã há Taça de Portugal, a 2ª eliminatória da prova irá ser disputada já com as equipas da 2ª divisão. As equipas Ribatejanas acabaram, à excepção do GC "Os Corujas" por terem um sorteio favorável, e que abre boas prespectivas para a passagem à eliminatória seguinte. Senão vejamos:
O SC Tomar (2º, 2ª Sul) viaja até a bela ilha de São Miguel no Arquipélago dos Açores para defrontar o CD santa Clara (12º, 2ª Sul), onde no passado dia 16 de Janeiro venceu por um expressivo 9-0 em jogo a contar para a 15ª jornada. Como tal todo o favoritismo recaí sobre a equipa de Nuno Lopes e posso avançar com um claro 60/40 a favor das cores Leoninas.
Em Ourém no Paviljhão do Pinheiro a Juventude Ouriense (5º, 2ª Sul) recebe o Vasco da Gama de Sines (10º, 2ª Sul), num jogo onde a equipa de Helder Santos parte na frente para carimbar o passaporte para a eliminatória seguinte, até pela facto de os dois confrontos desta época a equipa de Ourém ter vencido, 5-1 em casa e 3-0 em Sines, apesar de não existirem jogos iguais, a minha aposta vai para 60/40 a favor da equipa da Juventude Ouriense.
Das equipas da 3ª Divisão a "fava" calhou à equipa do GC "Os Corujas" (6º, 3º Centro) que recebe o C Stella Maris de Peniche (15º, 2ª Sul), num jogo onde a experiência da equipa forasteira pode ser um factor a seu favor, e se levarmos em linha de conta que a equipa de João Taipina ainda só fez um ponto nesta 2ª volta, e com a conjugação destes factores o favoritismo acaba por incidir na equipa de Peniche. 55/45 para o Stella Maris.
O União FE (3º, 3ª Centro), recebe no Albano Mateus o CF Estremoz (4º. 3ª Sul), num jogo onde a equipa da cidade Ferroviária é claramente favorita, e onde a 2ª volta imaculada que está a realizar poderá ser um factor determinante para a equipa da casa. Ambas as equipas com o mesmo lema "Sorrindo ás dificuldades", penso que essas mesmas dificuldades serão em maior numero para a equipa Alentejana. 60/40 para o União FE.
A ACR Santa Cita (4º, 3ª Centro) recebe o CSP Alfena (12º, 3ª Norte), equipa que eliminou a SFG Pais, num jogo com inicio marcado para as 1800 horas, e que teoricamente será acessivel para a equipa da chamada Aldeia do Hóquei Ribatejano, e onde o novo treinador da equipa poderá aproveitar para fazer rodar os jogadores menos utilizados. 70/30 para a equipa de Luís Marques.
Por fim o HC "Os Tigres" (2º. 3ª Centro) recebe o GC Odivelas (10º, 3ª Sul), num jogo claramente favorável à equipa de Jorge Godinho, ainda a saborear a vitória frente ao lider na passada jornada, e também já com o pensamento na próxima onde irá defrontar o União no Entroncamento, mas penso que o adversário não irá colocar grandes dificuldades e como tal 70/30 para equipa azul e branca.

Foto: Barros Simões

quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

AF ARAZEDE - UNIÃO JÁ TEM DATA

O jogo entre a AF Arazede e o União FE foi marcado para a próxima quarta-feira dia 24, pelas 2100 horas. Este jogo respeitante à 13ª jornada, em que a equipa da casa venceu a equipa do Entroncamento por 7-6, vai ser repetido pelo facto do CD da Federação ter dado razão ao protesto apresentado pela equipa do União.

Foto: Barros Simões

JORNADAS 2010 - 3ª ETAPA


Irá ter lugar no próximo Domingo dia 21 de Fevereiro, a 3ª etapa das Jornadas 2010 em Veteranos. o Pavilhão do Seixal FC irá acolher todos os jogos, e o nosso destaque vai para o encontro que irá por frente a frente o SC Tomar e o Parede FC. Ambas as equipas contam por vitórias os jogos disputados e conjuntamente com os Lobinhos lideram a prova.

DIVULGAÇÃO

(Clique na imagem para ampliar)

quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

UNIÃO FE vs SC TOMAR - VETERANOS

Na próxima sexta-feira pelas 2200 Horas no Albano Mateus as equipas de Veteranos do União FE e SC Tomar vão disputar um jogo amigável, tendo como objectivo o convívio e a preparação para a 3ª parte que normalmente é só para "grandes atletas".

NOVO DESAFIO, AGORA PORTO SANTO

Rafael Oliveira é decididamente uma figura incontornável do hóquei em patins, odiado por uns, idolatrado por outros, tem feito uma carreira com altos e baixos, saídas e entradas de clubes, regresso aos mesmos, e com uma passagem pela selecção nacional Feminina, com resultados de bom nível. Na semana em que a ACR Santa Cita prescindiu dos seus serviços, assina contrato com o Porto Santo SAD para ajudar aequipa da Ilha Dourada a permanecer no escalão principal do hóquei nacional. Fomos ter Rafael Oliveira, para tentar saber o que se passou nessa semana “alucinante”
CA – Boa tarde Rafael, num espaço de uma semana, passas da situação de treinador dispensado por uma equipa da 3ª Divisão, para treinador de uma equipa da 1ª Divisão. Como aparece o Porto Santo na tua carreira?
RO – Boa tarde Francisco e leitores do Cartão Azul. O Porto Santo aparece, fruto da minha disponibilidade no momento, fruto das minhas características e da minha forma de trabalhar e de estar no hóquei em patins e logicamente uma aposta da SAD nas minhas competências e no reforço da estrutura com um treinador que venha acrescentar algo mais ao que já existe e que possa fazer um trabalho, permitindo ao clube olhar paraa frente com um maior optimismo, coisa que neste momento também me agradou, o projecto, a vontade e o optimismo das pessoas em relação ao futuro. Portanto se Santa Cita é uma página virada e arrumada, até porque dada a forma como tudo se passou é mesmo uma questão para esquecer, embora uma página triste, abre-se agora outra página na minha vida, igual à de tantos outros treinadores, não só de hóquei em patins mas de qualquer modalidade, estando onde possamos desenvolver um trabalho, dando o melhor de nós próprios, retribuindo com o nosso esforço, dedicação e profissionalismo, a confiança depositada, por quem nos contratou.

CA – Quais os objectivos que traças para esta tua nova aventura?
RO – Os objectivos passam essencialmente pela manutenção e no desenvolvimento de um trabalho que possa preparar o futuro com a maior solidez possível, para que o clube possa futuramente estar a um nível superior e ir ao encontro de objectivos de maior exigência e que tenham mais a ver com as possibilidades, que são de facto reais e que podem e devem colocar o hóquei em patins Madeirense e neste caso Portosantense, num patamar de excelência.
CA – Esta situação é uma “estalada” de luva branca para alguém, ou com toda a experiência que tens, não passa de uma situação normal para um treinador?
RO – Olha Francisco, nesta vida, por mais que nós possamos pensar que já vimos tudo, haverá sempre algo que nos surpreende, o que me leva a dizer, que cada vez mais, as anormalidades são tidas como normais, principalmente para os treinadores. Não tenho estaladas para dar a ninguém, até porque se temos alguém que dá tiros nos próprios pés, se ainda lhe formos dar estaladas, pior. A realidade é que independentemente de tudo o que se passou, há pessoas em Santa Cita que me merecem todo o respeito e consideração, deixaram-me tristes, acima de tudo triste, mas eu continuo com a espinha direita e com a minha integridade intacta, pois acredito que há princípios que são básicos e inalteráveis e lutarei sempre por eles, defendendo com isso em 1º lugar, os interesses do clube e da equipa por mim orientada, sendo digno e exigindo dignidade e racionalidade, até porque nem conheço outra forma de estar no hóquei em patins e nem estou interessado em estar de outra forma.

CA – A viver no Entroncamento e com a tua vida profissional sediada no mesmo local, como vais conjugar esta tua nova experiência?
RO – Sendo a estrutura da Porto Santo SAD, “profissional”, a minha realidade actual é de profissionalismo, para que isto possa ser possível, continuo a contar com os meus pilares principais, que são a minha mulher e os meus filhos, sem eles, sem o esforço da Elsa, sem os sacrifícios que todos fazemos, estando ausentes e afastados, não haveria possibilidades de correr atrás dos meus sonhos e ideais, portanto a conjugação é feita desta forma, pois a minha entrega é total e por isso o meu contacto com os meus é feita quando vamos jogar ao continente, não é fácil, mas é esta a vida escolhida e por isso há que fazer com que valha a pena.
CA – No inicio da época, existiram rumores da extinção do hóquei profissional do clube da Ilha Dourada, tendo inclusive jogadores como por exemplo o Gonçalo Favinha, abandonado o clube, por incumprimento salarial, não temes que esta experiência seja uma experiência a prazo, motivada pela situação económica do clube?
RO – Será que a realidade é diferente de outros clubes? Não existirá sempre algum receio de que haja incumprimento? Alguma empresa neste país hoje em dia é 100% segura? A realidade é que as dificuldades são reais, mas não devemos acreditar em quem quer encaminhar as coisas no bom sentido? Não deveremos tentar também com a nossa ajuda, que o hóquei se mantenha em Porto Santo? Eu não tenho nenhum motivo para não acreditar nas pessoas, não podemos pensar que a irresponsabilidade é uma coisa banal, nem quero pensar que não se pode acreditar em ninguém, vejo as pessoas a lutarem para que tudo corra bem, só tenho de pensar que comigo é igual, eu farei tudo para que assim seja, no que a mim disser respeito, até porque também houve por parte de quem me convidou um voto de confiança, o qual eu retribuo e agradeço.
CA – Depois de teres sido seleccionador nacional Feminino, agora chegas à 1ª Divisão, até onde vão os teus objectivos/projectos enquanto treinador de hóquei em patins?
RO – Olha Francisco, nesta vida para tudo é preciso também um pouco de sorte, embora eu ache que ela se procura e acredito acima de tudo no trabalho e na qualidade do mesmo, eu procuro ser um treinador preparado para responder aos desafios que me são propostos, procuro estar á altura desses desafios e agora não é diferente, sei também se tiver sucesso no meu trabalho, quem está comigo também tem, como tal trabalho todos os dias, para que os resultados correspondam e para que os desafios possam ser cada vez maiores e mais exigentes, não sou obcecado, como já te disse, saberei sempre ter a espinha direita e dessa forma chegarei onde tiver de chegar, dignamente, trabalhando, tentando ser feliz com os meus e com aqueles que lutam ao meu lado todos os dias e que com o seu esforço contribuem tanto como eu para chegarmos onde nos propomos na expectativa de alcançarmos os nossos objectivos, um a um, degrau a degrau, palmo a palmo.

CA – Para terminar, vamos ver o Rafael a treinar de novo uma equipa Ribatejana?
RO – Não vejo porque não, sou um cidadão do Ribatejo, sinto-me Ribatejano, terei muito orgulho em lutar pela causa de qualquer clube Ribatejano, com a mesma dignidade de sempre, dando o meu melhor, como sempre fiz e sempre farei, com alma, com paixão. O amanhã ninguém conhece, mas estarei sempre pronto, quando for caso disso, até lá, será o Porto Santo a minha prioridade, pois é aqui que estou e é aqui que tentarei consolidar os meus sonhos, trabalhando como se cada dia fosse o último do resto da minha vida.
CA – Obrigado Rafael e boa sorte para este teu novo desafio
RO – Obrigado eu, Francisco, felicidades também para ti e para o teu Blog, que continue por muito tempo a falar com sotaque Ribatejano, mas acima de tudo que fale sempre e bem, em hóquei em patins, fazendo aquilo que outros deviam fazer e não fazem, até sempre.

Fotos: ColombroPress/JPM

NR: A pedido do entrevistado a noticia não se encontra aberta a comentários

segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2010

PAPARUCO - O COMENTADOR

"Os erros pagam-se caros"

No passado sábado desloquei-me até ao Pavilhão Jácome Ratton para ver a SFG Pais frente ao União FE. Com a bancada composta onde podíamos ver caras conhecidas da modalidade, como por exemplo Jorge Godinho ainda a saborear a vitória sobre a Mealhada, e a observar o próximo adversário, e a claque da equipa do Entroncamento, que foi incansável no apoio à sua equipa. Quanto ao jogo própriamente dito e na minha opinião, acabou por ser mal jogado por ambas as equipas, um bocado aos repelões e a espaços, cada um a jogar para si. Já pude ler noutros espaços que este jogo foi o mais fraco da equipa do União esta época, sobre essa afirmação não tenho opinião formada, porque foi a primeira vez que vi a equipa de Rui Alves e Cajé evoluir.

A equipa que viajou da cidade dos fenómenos adiantou-se no marcador e elevou o "score" para 2-0, resultado com que se chegou ao intervalo. Nesta 1ª parte a posse de bola foi notoriamente da equipa do União mas a objectividade foi praticamente nula e os lances de perigo teimavam em não aparecer. Por parte da equipa Nabantina o cenário era o mesmo, com os jogadores a tentarem em rasgos individuais o que não conseguiam em equipa.
A 2ª parte foi diferente da 1ª, apenas no que respeita à marcação de golos, pois forma marcados seis, porque de resto foi mais do mesmo, as equipas "encaixadas", a União a fazer rodar os jogadores, mas sem soluções práticas, e a SFG Pais a tentar trocar mais a bola, no intuito de reduzir a desvantagem, o que viria a conseguir e a colocar mais emoção na partida. A equipa alvi-negra sentiu o toque e partiu rumo à baliza adversária à procura de golos que dessem tranquilidade, e na marcação de uma grande penalidade, o guardião da casa, após defender a bola, prendeu a mesma deliberadamente nas caneleiras, ao que o arbitro da partida mandou marcar novo castigo máximo, sob o protesto do guarda redes que viria a ser admoestado com o cartão azul, ao passo que Luís Jejum exagerou nos protestos e foi punido com o cartão vermelho directo. Perante esta situação e á luz das novas regras, teria que sair um jogador de campo para poder entrar o guarda redes suplente, ficando durante o tempo de "power-play" a equipa Nabantina a jogar apenas com 3 jogadores. Mas um erro infantil do banco, e a precipitação do guarda-redes em entrar deitaram tudo por água a baixo, pois quando já se preparava para tenetar defender o castigo máximo, foi punido com o cartão azul e teve de sair,. obrigando a equipa da casa a equipar a guarda redes um jogador de. Este erro crasso da equipa da SFG Pais foi aproveitado pela equipa do Entroncamento para serenar o jogo e aumentar a vantagem para 5-2, para que a 8 seg do final visse de novo a equipa Nabantina marcar e fixar o resultado final.

Rui Alves (2), Pedro Sousa (2) e Miguel Boavida pelo União FE, Paulo Silva (2) e João André pela SFG Pais foram os marcadores de serviço
Tiago Monteiro de Lisboa esteve bem na partida, analisando bem os lances, e agindo em conformidade com as novas regras, apenas um senão, no tempo que demorou a descortinar que a equipa de Tomar tinha mais um atleta em ringue, tendo inclusive um jogador do União alertado para o facto.

Sinal mais - Na SFG Pais o guarda-redes titular e Paulo Silva com excelentes exibições, em particular Paulo Silva autor de dois golos da equipa da casa. No União apesar de pouco tempo em ringue gostei da exibição de Francisco Maia, que revela cada vez mais maturidade e que consegue desequilibrar, talvez um filão para descobrir

Sinal menos - Para o banco da equipa da SFG Pais, ao cometer o erro que hipotecou a hipótese de disputar o jogo até ao fim, e para a falta de soluções do ataque do União, para ultrapassar a defesa da equipa adversária, assim como o não aproveitamento de livres directos e penalties.

Fotos: Barros Simões

SECÇÃO JUVENIL SC TOMAR

Secção Juvenil lamenta pouco reconhecimento das direcções do Sp. Tomar

Ainda na ressaca do título de campeões regionais de iniciados em hóquei em patins, o Sporting de Tomar esteve em destaque no Hertz Desportivo, concretamente a secção juvenil, representada em estúdio por Paulo Beirante, responsável máximo, Carlos Bacalhau, coordenador de competição, e Carlos Emídio, seccionista. As declarações da noite foram da autoria de Carlos Bacalhau, que lamentou que, até hoje, nenhum presidente do Sp. Tomar tenha dado mérito ao que tem sido feito pela secção:

«Fomos para Carvalhos de Figueiredo com medo de acabar... Fizemos um Nacional nesse pavilhão, uma coisa espantosa com trinta ou quarenta miúdos... no primeiro ano de Jacome Ratton ficámos logo com cem praticantes e de sete ou oito seccionistas passámos para os trinta! Foi um sucesso, mas nenhum presidente do Sporting de Tomar se lembrou até hoje desse aspecto. É triste mas é verdade. Crescemos muito e, se calhar, algum valor que a direcção do Sp. Tomar deveria ter dado... não deu! Custa-me dizer que a secção juvenil vive à parte dos seniores, até porque o clube é mesmo e todos se entendem. Mas todas as actividades que se fazem na cidade, parte da secção juvenil do Sporting de Tomar...».

In Radio Hertz

NR: Apesar da reportagem não ter sido concedida a este espaço, mas por autorização dos entrevistados a mesma encontra-se aberta a comentários.

VITÓRIA CLARA DOS TIGRES

O Hóquei Clube "Os Tigres", de Almeirim, venceu por 7-4 o HC Mealhada, líder do campeonato da 3ª divisão nacional – zona centro, e relançou a luta pela conquista do título. Com este resultado, os Tigres reduziram a distância pontual para quatro pontos e têm um jogo a menos que o Mealhada, que nesta segunda volta do campeonato tem algumas deslocações bastante complicadas onde pode perder pontos. Num jogo de grande emoção, os Almeirinenses entraram a todo o gás e marcaram dois golos logo nos primeiros três minutos, por Leandro Silva e Ivo Saldanha. Contudo, os visitantes não se desconcentraram e empataram logo de seguida, primeiro de penalti e depois num contra-ataque, ainda antes dos cinco minutos de jogo. Numa primeira parte de parada resposta, o Mealhada passou para a frente do marcador aos 19 minutos, mas João Patrício repôs a igualdade na jogada seguinte. Ainda antes do descanso, o Mealhada fez o 3-4, e os Tigres empataram novamente a escassos segundos do apito final, por Gonçalo Ferrão. A segunda metade foi inteiramente dos Tigres, muito apoiados pelo público que foi enchendo as bancadas do pavilhão Alfredo Bento Calado (após o final do jogo de futebol entre o Benfica e o Belenenses). Mais concentrados a defender, os Almeirinenses caíram em cima do adversário e justificaram inteiramente a vitória, com três golos de Ivo Saldanha, João Patrício e Rui Cova. No próximo sábado, às 21 horas, os Tigres recebem o Odivelas, clube que milita na 3ª divisão nacional – zona sul, em jogo a contar para a Taça de Portugal.

In Jornal "O Ribatejo"

domingo, 14 de Fevereiro de 2010

TIGRES DE "GARRAS AFIADAS"

O SC Tomar venceu ontem o S Alenquer B por 7-3 com 4-2 ao intervalo. Gonçalo Santos, Gonçalo Favinha e Bruno Monteiro bisaram tendo Ivo Silva apontado o outro golo das cores Leoninas. Com este resultado a equipa de Nuno Lopes mantém a 2ª posição com 49 pontos, menos um que o líder GDS Cascais e com os mesmos que GD Sesimbra. A equipa da Juventude Ouriense já tinha disputado esta jornada em Novembro tendo na altura derrotado o GD Santa Clara por 5-1. A equipa de Hélder Santos viu-se ultrapassada na tabela classificativa pelo HC Sintra e é actualmente a 5ª classificada.

Na 3ª Divisão Centro, no jogo da jornada a equipa dos Tigres de Almeirim venceu o líder HC Mealhada por 7-4, com 4-4 ao intervalo, num jogo equilibrado onde o resultado só dilatou nos últimos 3 minutos, pois aos 7 minutos da 2ª parte Ivo Saldanha desfez a igualdade, mantendo-se a indefinição do resultado até ao 23º minuto quando João Patrício elevou para 6-4, para no último minuto Rui Cova estabelecer o resultado final. Com esta vitória a equipa de Jorge Godinho reduziu para 4 pontos a distância para o líder, tendo um jogo a menos. Em Santa Cita no primeiro jogo de Luís Marques frente ao seu público, a sua equipa levou de vencida o HC Lourinhã e manteve a 4ª posição. Pedro Nobre que fez hat-trick e Pedro Brazete foram os marcadores de serviço. Em Marrazes a equipa dos Corujas pontuou finalmente nesta 2ª volta, invertendo assim os resultados negativos que vinham registando, 4-4 foi o resultado final, e a subida de um lugar na classificação por troca com o HC Lourinhã, sendo agora 6º classificado. Por fim o União FE venceu a SFG Pais em Tomar por 5-3 num jogo de fraca qualidade e onde um erro “infantil” do banco da casa deitou tudo a perder, mas este jogo será alvo de uma crónica do Paparuco, o comentador.

Fotos: Barros Simões

sábado, 13 de Fevereiro de 2010

GUILHERME SILVA EM ENTREVISTA

"O Guarda Redes" entrevistou um dos melhores guarda redes nacionais, conta na sua carreira com inúmeros títulos, desde Campeão do Mundo a Tetra Campeão Italiano, o nosso entrevistado Guilherme Silva (HC Braga), teve a amabilidade de responder a algumas questões, falou-nos do que o motivou a ser guarda redes, deu a sua opinião sobre o estado actual do hóquei e a influência das novas regras e comentou a forma como os guarda redes deverão ser vistos pelos seus treinadores e colegas de equipa.

Como primeira questão gostaria de saber o que o motivou a ocupar esta posição de Guarda Redes?
- Quando tinha 10 anos e após 5 anos de aprendizagem e formação para ser um jogador de campo e após 1 época a jogar a defesa, os meus treinadores da altura verificaram as minhas deficiências para continuar a desempenhar tais funções e aproveitando o facto de o guarda-redes dessa época subir para os iniciados, propuseram-me ir para a baliza e eu aceitei porque a quantidade e tipo de equipamento me atraíram...decisão acertada pois no final da minha 1ª época como guarda redes fui convidado a ir jogar para o F.C. Porto...

"...porque têm de atrair os miúdos
com outro tipo de estratégia
na altura em que passam
da patinagem para a fase seguinte..."

A maioria dos jovens foge desta posição de guarda redes e normalmente são os treinadores que “obrigam” os menos dotados tecnicamente a irem ocupar esta posição. Acha que ser Guarda Redes de Hóquei é interessante/cativante para os jovens ou antes pelo contrario?
- Cativante não deve ser, porque poucos estão interessados, mas tem de ser algo que os treinadores têm de modificar, porque têm de atrair os miúdos com outro tipo de estratégia na altura em que passam da patinagem para a fase seguinte... prémios depois dos 1ºs treinos como guarda redes, tipo de treinos nos primeiros tempos aliciantes e não com tanta dureza porque o material é pesado, os miúdos não se conseguem mexer bem, etc fazer jogos em que os miúdos têm o material colocado mas não devem estar na posição de baliza e sempre de cócoras pois é uma posição que cansa bastante as pernas...etc
Qual a sua opinião sobre os preços praticados sobre os materiais específicos para Guarda Redes?
- Exageradamente caros para a grande maioria dos pais/clubes
O que acha que se pode fazer para cativar mais os jovens a escolherem esta posição
- Já dei a resposta a esta pergunta na 2ª resposta...
O Guilherme Silva, é de uma geração de campeões, onde os Títulos Mundiais e Europeus eram uma constante no hóquei patinado Português, actualmente a realidade é bem diferente. Existem vários motivos que se podem apontar para o panorama actual do hóquei em patins nacional, um dos que tenho ouvido falar é a forma como os Guarda Redes actualmente defendem (“método” Espanhol). Acha que se perdeu a identidade do Guarda Redes Luso para se passar a Copiar a forma de defender dos Guarda Redes Espanhóis? E se sim, qual acha que é a melhor forma de actuar no panorama actual do Hóquei?
- Não acho que o facto de Portugal não ganhar títulos ultimamente esteja ligado ao estilo dos guarda redes, os estilos são os adequados se o guarda redes se sente bem com ele, seja o estilo mais português ou mais espanhol, se o guarda redes defende bem, isso é o mais importante pois o estilo de cada um tem a ver com influências, um ídolo, um treinador que possa influenciar, a constituição física do guarda redes...o importante é o guarda redes ser eficiente na sua função.
Acha que a vinda do Edo Bosch para o campeonato português foi o ponto de viragem na forma de defender dos guarda redes portugueses?
- Não, o Edo pode ter influenciado os guarda redes das camadas jovens do F.C. Porto e mesmo assim com certeza nem todos o conseguiram imitar e conseguiram pôr em prática o seu modo de defender. Mas gostaria de fazer referência que o próprio Edo mudou um pouco o seu estilo inicial e sem mudar o seu modo de defender, é possível vê-lo defender com o joelho no chão diversas vezes, provando que é possível fazer uma mistura de estilos se o resultado final for positivo e resultar para "aquele" guarde redes...Tenho pena que muitos guarda redes novos não tenham feito o mesmo, ou seja, tinham o estilo português e tentarem adaptar algumas coisas das muitas que o Edo trouxe para Portugal..
O Guilherme Silva, actuou no campeonato italiano, onde se sagrou tetra campeão ao serviço do Follonica Hockey, como avalia os Guarda Redes do Campeonato Italiano e quais as principais diferenças em relação aos Guarda Redes Portugueses?
- Não têm um estilo muito definido, exceptuando o Cunegati que é da velha escola italiana com algumas adaptações do estilo português e espanhol com muitos bons resultados, os outros vão sofrendo influencias dos diversos guarda redes das mais diferentes nacionalidades que actuam no campeonato italiano, a saber, portuguesa, espanhola, argentina, suiça (pouco tempo, no Valdagno há dois anos)...

"...sozinho o guarda redes
não ganha nem perde nada..."

O treino do Guarda Redes é algo que a maior Parte dos Treinadores Principais fogem pois pouco sabem sobre as especificidades dessa posição, é normal ver-se os Guarda Redes a aquecerem sozinhos e em seguida irem para a baliza defender, na minha opinião isso não é o mais adequado para o correcto desenvolvimento dos Guarda Redes, qual a sua opinião sobre este tema?
- É uma grande falha nos treinadores de miúdos, não existindo uma espécie de escola nos clubes de formação, cabe aos treinadores serem os grandes captadores/motivadores de miúdos e procurarem os exercícios e o tempo para dedicarem aos miúdos que mais tarde podem-se tornar em mais de 50% responsáveis pelos (in)sucessos das suas equipas
Acha que as novas regras vieram prejudicar a forma de um Guarda Redes defender?
- Não, vieram sim tornar mais importante o papel do mesmo dentro da equipa
Com as novas regras, qual a melhor forma de enfrentar um Penalti ou Livre Directo, para o Guarda Redes?
- O penalti deve ser treinado bastante e com a ajuda de alguém que corrija a posição de saída ao remate do adversário para que a maior parte do espaço da baliza fique ocupado. o livre directo depende do treino 1 para 1 e se o guarda redes está num bom momento nesse tipo de confronto. ambos dependem do grau de concentração que o guarda redes consegue alcançar antes do momento da marcação dessas faltas...
Por ultimo, gostaria de saber a sua opinião sobre o futuro do hóquei em patins português e se acha que a baliza da nossa selecção A está “segura"?
- Está e sempre esteve, mesmo quando não se ganhou títulos porque sozinho o guarda redes não ganha nem perde nada mas em equipe com todos a remar para o mesmo lado tudo se torna possível, até mesmo destronar a Espanha...

Resta-nos agradecer a disponibilidade quer do clube HC Braga, que facilitou o contacto e ao Guilherme Silva pela amabilidade e prontidão que respondeu.

NR: Pelo facto da entrevista não ter sido concedida a este espaço, a mesma não se encontra aberta a comentários.

sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

AGENDA PARA DIA 13/02/10

O SC Tomar recebe o S Alenquer B, no jogo respeitante á 19ª jornada da 2ª Divisão Sul, num jogo em que a equipa de Nuno Lopes, tem tudo para somar mais 3 pontos e consolidar a posição, até pelo facto do GDS Cascais 1º classificado (com mais 1 ponto) e GD Sesimbra (3º classificado com os mesmos pontos), terem teoricamente jogos acessíveis. A J. Ouriense já disputou o jogo inerente a esta jornada tendo no dia 29 de Novembro vencido o CD Santa Clara por 5-1.
Na 3ª Divisão Centro a ACR Santa Cita recebe o HC Lourinhã, naquele que será o primeiro jogo de Luís Marques, perante o seu publico, e onde poderemos aferir se as mudanças efectuadas na equipa, e que foram insuficientes para levar de vencida o AF Arazede na ultima jornada, darão resultado frente á equipa da Lourinhã. 60/40 para a equipa de Santa Cita. Os Corujas que vão indo de derrota em derrota, deslocam-se a Marrazes para defrontar a equipa local, num jogo que se antevê difícil para as cores dos Corujas, e onde a mesma deve (esperemos que não) manter os registos anteriores. 65/35 para a equipa de Marrazes. No Jacôme Ratton em Tomar disputa-se o derby Ribatejano que irá opor SFG Pais e União FE, num jogo em que o favoritismo recai em grande parte sobre a equipa do Entroncamento que vem de uma série de vitórias consecutivas, ao invés do seu adversário. Perante esta situação e já conhecedores do desfecho final em Almeirim, penso que com com maior ou menor dificuldade a vitória sorrirá à equipa alvi-negra. 60/40 para o União FE.

quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

O JOGO DA JORNADA

Sábado, todos os caminhos vão dar a Almeirim, frente a frente no Pavilhão Municipal, HC "Os Tigres" e HC Mealhada, respectivamente 2º e 1º classificados da 3ª Divisão Centro. A equipa de Jorge Godinho a 7 pontos do líder mas com menos um jogo, tem nesta partida a hipótese de se aproximar da equipa de Vasco Vaz e dar mais emoção ao que falta disputar nesta 2ª volta. Este jogo terá também o condão de perante os pontos perdidos ou ganhos (depende da perspectiva) pelas equipas a incerteza da subida voltar a ganhar contornos mais significantes, e passo a explicar como é óbvio segundo o meu ponto de vista:
- Em caso de vitória da equipa de Almeirim, a mesma reduz para 4 pontos a distância ao líder ficando com o tal jogo a menos, e coloca mais pressão na equipa de Bairrada que apesar de continuar única e exclusivamente a depender dela própria, terá que encarar os restantes jogos como uma final, pois na perca eventual de pontos, poderá ver-se ultrapassada na liderança, partindo do principio que o adversário faz um resto de campeonato imaculado.
- Em caso de vitória da equipa da Mealhada, e apesar de um jogo a mais a diferença pontual sobe para os 10 pontos e acredito que nesta situação a equipa da AP Aveiro pode encomendar as faixas de campeão de série, e será um sério candidato ao titulo Nacional.
- O empate beneficia claramente a equipa de Vasco Vaz, pois mantém a diferença pontual e passa mais um obstáculo rumo ao objectivo final. Para a equipa de Jorge Godinho tanto o empate como a derrota acabam por ser péssimos resultados pois em caso de vitória dos perseguidores (União FE e ACR Santa Cita) vê os mesmos aproximarem-se perigosamente e ainda por cima terá que visitar ambos os clubes nesta 2ª volta.
Os dados estão lançados para uma partida que se antevê equilibrada sob a direcção de Ricardo Leão de Lisboa, e que deve contar com um Pavilhão bem composto e a puxar pela equipa da casa, sabendo-se de antemão que a claque que viajará da Bairrada, apoia a sua equipa do primeiro ao ultimo segundo. 50/50 é o meu prognóstico.

4º TORNEIO HÓQUEI JUVENIL SAB

A equipa de Escolares do SC Tomar, de Infantis do HC Santarém e de Juniores da Juventude Ouriense são os representantes do hóquei patinado Ribatejano no 4º Torneio Hóquei em Patins Juvenil do S. Alenquer B, que terá lugar no Pavilhão Municipal da Vila Presépio entre 13 e 16 do corrente mês.

(Clique na imagem para ampliar)

Informação: Blog "Mascote Dino"

DIVULGAÇÃO

(Clique na imagem para ampliar)