quinta-feira, 1 de Setembro de 2011

OBJECTIVO PROPOSTO - MANUTENÇÃO...!!!

Nelson Lourenço será o “timoneiro” da equipa dos Tigres na sua estreia na 1ª Divisão. Com uma vasta experiência e com os resultados a falar por si, Nelson Lourenço aceitou assim o convite de liderar a formação da Capital da Sopa da Pedra. Iniciou a carreira em Turquel, tendo em 2003/2004 assumido a coordenação da Formação Benfiquista e treinador dos Juniores e Juvenis. Regressou depois a Turquel e em 2010 escreve uma página dourada na história do Clube da Aldeia Portuguesa do Hóquei em Patins, ao conseguir o apuramento da equipa de juniores para a final four, no entanto em 2000/2001 treinava as equipas Sénior e Júnior do clube Turquelense tendo conseguido o apuramento para o Nacional de Juniores, na época seguinte 2001/2002 consegue a subida da equipa Sénior à 1ª Divisão e volta a conseguir o apuramento para o Nacional de Juniores, em 2002/2003 lidera a equipa Sénior  na 1ª Divisão e continua a dirigir a equipa de Juniores, na época seguinte como foi dito anteriormente ruma à capital para assumir funções técnicas no SL Benfica. Na época passada como adjunto de Paulo Baptista, vê a sua equipa pelo 4º ano consecutivo “morrer na praia” e não conseguir a tão almejada subida de divisão. O Cartão Azul deu um salto até Turquel onde falou com Nelson Lourenço, sobre os objectivos para a próxima época, as aquisições, enfim falou-se de Hóquei.
CA – Bom dia Nelson, em primeiro lugar obrigado pela disponibilidade. Sabendo que a manutenção será o objectivo principal, que outros objectivos estão na “manga” para a estreia dos Tigres na elite do hóquei patinado Português?
NL – Aproveito esta oportunidade para agradecer o vosso desempenho na divulgação do hóquei em patins a nível nacional e, em particular, agradeço ao “Cartão Azul” a oportunidade que me concedeu para me pronunciar acerca do clube que vou representar (“Os Tigres”). O principal objectivo definido para esta época de estreia da equipa na 1ª divisão é essencialmente a manutenção da equipa na elite do hóquei em patins. Tenho a noção que o alcance deste objectivo requer muita dedicação, trabalho e entrega por parte de toda a equipa (atletas, equipa técnica e direcção), bem como o apoio de todos os sócios e simpatizantes ao longo da época desportiva. 


CA – Este é o plantel á imagem de Nelson Lourenço, ou o plantel que se conseguiu formar tendo em conta as dificuldades financeiras que o país atravessa, e que irremediavelmente afectam a modalidade?
NL – Este é um plantel construído à minha imagem e está dentro do orçamento estipulado pela direcção do clube. Julgo que com estes atletas conseguirei atingir o objectivo proposto (a manutenção).
CA – É claro que esta pergunta não tem a ver com a qualidade do plantel à tua disposição, mas se fosse possível quais os dois jogadores que gostarias de ter no plantel?
NL – Espero que compreenda, mas não me vou pronunciar acerca desta questão tão delicada.
CA – Pedro Vaz, João Beja e João Coelho foram teus pupilos no SL Benfica, a sua contratação tem a ver com o valor (confirmadíssimo) dos mesmos, ou pelo facto de dado o seu valor, os Tigres poderem ser a porta de entrada para a sua afirmação na 1ª Divisão, ao mesmo tempo aumentar a qualidade e capacidade técnica do plantel?
NL – A vinda destes três jovens atletas ainda juniores na próxima época deve-se ao facto de serem atletas com grande qualidade e, tendo em conta a sua idade, apresentam uma elevada margem de progressão. Conhecendo eu o seu percurso e os seus desempenhos, penso que tudo farão para ajudar a equipa a atingir os seus objectivos.


CA – Olhando para os jogos de pré temporada, vemos jogos com as equipas de topo do nosso hóquei, como é o caso do FC Porto (17 de Setembro) e UD Oliveirense (01 de Outubro), e outras com créditos firmados na 1ª Divisão, como é o caso da Física e do Gulpilhares. São jogos para começar logo de inicio a dar aos jogadores uma imagem do que será a época, ou para além deste aspecto, também podemos ver que estas equipas irão trazer ao pavilhão, muitos adeptos e “cimentar” a relação equipa/adeptos?
NL – Concordo com estes dois aspectos, mas para além disso, com estes jogos de pré-época, pretendo que a equipa consiga assimilar e aplicar todos os processos de treino para poder responder da melhor forma possível a todos os desafios da época.
CA – Olhando para o calendário, vimos que na 1ª jornada recebem o Candelária (4º classificado na passada época) e depois vão ao Dragão Caixa defrontar o deca-campeão FC Porto. Podemos dizer que o sorteio foi “madrasto”, ou são dois jogos contra equipas de “outro campeonato”, onde se vai começar a ganhar automatismos e a solidificar as tuas ideias tendo em vista os jogos com as equipas do “vosso campeonato”?
NL – O sorteio ditou este calendário, por isso, temos que o cumprir. Tendo estes dois jogos um grau de dificuldade elevado com equipas com objectivos diferentes, a equipa tem que estar minimamente preparada para desempenhar bem o seu papel, não só nestes jogos, mas também em todos os outros ao longo do campeonato.
CA – Sendo o ultimo jogo do campeonato em casa frente ao SL Benfica, ouvi dizer que a formação Lisboeta pode vir festejar o campeonato com uma boa Sopa da Pedra, acreditas que poderá ser assim, ou vamos ver a equipa da Águia sair de Almeirim, mas com uma “Pedra no Sapato”
NL – Na minha opinião, terminar o campeonato com o Benfica é irrelevante, porque teríamos sempre que o defrontar. No entanto, sendo esta equipa candidata ao título, pretendo sempre a vitória dos “Tigres”.


CA – Há tempos publiquei aqui no Cartão Azul uma crónica em que dava a ideia para um Campeonato de seniores sob a égide da AP Ribatejo, a realizar durante a semana e onde as equipas jogariam umas contra as outras, e assim aproveitarem para rentabilizar os treinos e ganhar mais competitividade. Concordas com a ideia, ou achas que esse campeonato não teria nenhuma utilidade, e que não se tiraria nenhum dividendo do mesmo?
NL – Concordo com um campeonato desse tipo, mas penso que deveria ser realizado na pré-época durante a semana. Este seria vantajoso para todas as equipas intervenientes ao nível competitivo e na melhoria das relações entre os clubes da região.
CA – Olhando para as outras equipas Ribatejanas, que previsão para os respectivos campeonatos? Será o SC Tomar um dos candidatos à subida? Santa Cita terá um campeonato calmo? Será o União candidato a vencer a zona Centro da 3ª divisão?
NL – Relativamente ao Tomar, julgo que é um sério candidato à subida de divisão. Santa Cita conseguirá a manutenção na 2ª divisão; o União será um dos sérios candidatos à subida de divisão, devido ao plantel que apresenta.
CA – Nelson resta-me agradecer mais uma vez a disponibilidade, desejar-te as maiores felicidades para o campeonato, e fica o espaço aberto para alguma mensagem que queiras enviar aos adeptos do HC “Os Tigres”, assim como aos visitantes do Cartão Azul
NL – Agradeço a oportunidade que me foi concedida pelo “Cartão Azul” para aprofundar questões relativas a este meu novo desafio e aproveito para solicitar a todos os sócios e simpatizantes da equipa “Os Tigres” todo o apoio de que a equipa necessita ao longo desta difícil caminhada na 1ª divisão.

Fotos de arquivo: HC "Os Tigres" e Francisco Gavancho

4 comentários:

Albertino Morais disse...

Um boa entrevista, nota-se que foi estudada e bem preparada, focando um pouco de tudo, não se torna exaustiva mas sim elucidativa.

Respondida com muito nível, por um Senhor do hóquei

Estão ambos de parabéns

juca disse...

Boa sorte Nelson tu mereces.
Mas com esses dirigentes o futuro se perspectiva muito negro.
No inicio è tudo rosas mas lá para Março vais ver os espinhos.

Anónimo disse...

O "juca" é muito optimista. Março?
Isto não chega a Dezembro.

Anónimo disse...

Dezembro?
Isto nem arranca.
Cambada de frustrados!
É só dor de corno!