domingo, 31 de Julho de 2011

LEANDRO SANTOS "NAVEGA" ATÉ SESIMBRA

Leandro Santos que nas ultimas duas épocas representou o HC "Os Tigres" e onde se sagrou campeão Nacional da 2ª Divisão será jogador do GD Sesimbra na próxima temporada.


O jogador actualmente com 25 anos continua assim a sua carreira no clube de Sesimbra, depois de já ter representado o SL Benfica (juvenis), SC Tomar (juniores e seniores) e HC "Os Tigres". A equipa de Sesimbra recebe assim um reforço de peso que certamente irá contribuir para uma época com melhores resultados do que a época passada.

Foto de arquivo: Barros Simões

EURICO SIMÕES VAI JOGAR NO AC SISMARIA

Eurico Simões que na passada temporada representou a equipa da Juventude Ouriense, irá representar o AC Sismaria na próxima época.

Eurico Simões abraça assim o novo projecto do clube AC Sismaria que se vai estrear em absoluto no Nacional da 3ª Divisão. Como já aqui foi referido a equipa da Freguesia de Marrazes conta na sua maioria com os jogadores da extinta secção de hóquei do SCL Marrazes.

O ex-atleta Ouriense será assim uma mais valia para a equipa Leiriense que será orientada pelo Professor Francisco Mendes. Recorde-se também que Eurico Simões enquanto técnico da equipa de Infantis da Juventude Ouriense levou a sua equipa ao Nacional desse escalão.

CALENDÁRIO ÉPOCA 2011-2012

Realizou-se na passada sexta-feira dia 29 de Julho na sede da FPP o sorteio para os Campeonatos Nacionais da 1ª e da 2ª Divisão.
 
 
Das equipas Ribatejanas apenas o HC "Os Tigres" joga frente ao seu publico, SC Tomar, J. Ouriense e ACR Santa Cita estream-se fora de casa, vejamos então o que o sorteio reservou para essa 1ª jornada dia 22 de Outubro , na 1ª Divisão os Tigres recebem o Candelária SC, na 2ª Divisão o SC Tomar desloca-se a Nafarros, a J. Ouriense a Sesimbra e o Santa Cita à Parede.

No que diz respeito aos Tigres recebem no seu Pavilhão  deca-campeão FC Porto na 17ª jornada (2ª da 2ª volta) dia 18-02-2012, e o SL Benfica na ultima jornada do campeonato dia 23-06-12.

Em relação ao SC Tomar, J.Ouriense e ACR Santa Cita todos na zona Sul da 2ª divisão vão protagonizar os derbys ribatejanos nas seguintes datas:

1ª Volta
5ª Jornada - 19-11-11 - SC Tomar x J. Ouriense
8ª Jornada - 10-12-11 - ACR Santa Cita x SC Tomar
11ª Jornada - 14-01-12 - J. Ouriense x ACR Santa Cita

2ª Volta
20ª Jornada - 24-03-12 - J. Ouriense x SC Tomar
23ª Jornada - 14-04-12 - SC Tomar x ACR Santa Cita
26ª Jornada - 12-05-12 - ACR Santa Cita x J. Ouriense

De seguida apresentamos o calendário completo para as equipas Ribatejanas

sábado, 30 de Julho de 2011

ULTRAS "PASSATEMPO DE VERÃO" ALMEIRIM

A claque "Ultras Almeirim" continua a dar exemplo de dinamismo e inovação no que diz respeito a iniciativas em que os símbolos da claque sejam divulgados.

Nesse contexto os "Ultras Almeirim" criaram um passatempo de Verão, onde são convidados todos os elementos da claque, adeptos e simpatizantes da equipa dos Tigres enviarem fotografias com o cachecol da claque, podendo as mesmas ser tiradas nos mais diversos locais tanto de Portugal como no estrangeiro.

Clique na foto para saber mais sobre a pousada
As fotos podem ser enviadas para ultrasalmeirim@gmail.com até ao dia 15 de Setembro de 2011. Os participantes  podem enviar as fotos que quiserem, no entanto só uma entrará a concurso. As fotos serão publicadas na página dos "Ultras Almeirim" no Facebook, e a foto que mais "Gosto" obter será a vencedora. Mas pode consultar o regulamento na totalidade aqui (tem de estar registado no facebook).


Com o patrocinio da Agência de Viagens e Turismo "Ida & Volta" o prémio para o vencedor será um fim-de-semana (23 a 25 de Setembro 2011) para duas pessoas na Pausada de Portugal Santa Luzia em Elvas com pequeno-almoço incluído. Pode ler mais informação acerca deste passatempo aqui.

sexta-feira, 29 de Julho de 2011

TIAGO ROQUETE REFORÇA SPORTING


Tiago Roquete, de 29 anos, capitão do Dramático de Cascais, equipa que garantiu a manutenção na I Divisão na época que ora findou, acaba de assumir compromisso com o Sporting CP e juntar-se-à ao plantel de hóquei em patins, definido para a disputa da 2ª Divisão Nacional na época 2011/12. É um leão mais a querer vestir de leão ao peito e desta forma ajudar a crescer este projecto jovem na sua evolução. O Tiago Roquete é Licenciado em Gestão de Empresas e tem como profissão a actividade bancária.

Informação: Gilberto Dias Borges
Foto: Pedro Alves - Mundo do Hóquei

UNIÃO FE APRESENTA-SE FRENTE AOS TIGRES

O União FE fará a apresentação aos sócios no dia 15 de Outubro de 2011 frente ao HC "Os Tigres"


A equipa de Barros Simões que inicia os trabalhos no principio de Setembro já tem outros jogos de preparação agendados, escolheu os "vizinhos" Tigres, recém promovidos á 1ª Divisão para o jogo que servirá de apresentação aos associados e adeptos do clube alvi-negro.

ORLANDO CADA VEZ MAIS PERTO DE OURÉM

Orlando Fernandes, que esteve ao serviço do Sporting de Tomar durante várias épocas, está em vias de reforçar o Juventude Ouriense, clube que irá disputar a zona sul da 2ª Divisão Nacional. Ganha, desta forma, mais consistência a indicação avançada pela Hertz, uma vez que as abordagens já foram feitas há alguns dias.

Para além de Orlando, o treinador Hélder Santos ainda deverá ver o plantel ser reforçado com os guarda-redes Marco Guerra e Hélder Marques. O primeiro esteve no Biblioteca enquanto o último volta à actividade e significa mesmo um regresso a uma casa que bem conhece. No que diz respeito a continuidades, estão certas as de Filipe Silva, Carlos André, Hélder Ferreira e Pedro Almeida, sendo que ainda subsiste a dúvida em torno de Filipe Almeida. O jovem é pretendido pelo Mealhada, mas o seu futuro está a balançar pela renovação ou pela paragem de uma época.

Fonte: Rádio Hertz
Foto de arquivo: Mundo do Hóquei

quinta-feira, 28 de Julho de 2011

SPORTING "ABASTECE" EM OURÉM E SANTARÉM

Leão com novas garras

Em conversa com Romão Carvalho, director da Secção de HP, este adiantou-nos os progressos tanto na estrutura técnica, assim como na entrada de novos jogadores para as equipas leoninas. Se na área técnica há novidades, que dizer do núcleo de jogadores que irão ingressar nos vários escalões do Sporting.

Quanto a treinadores, o técnico escolhido para os Juniores foi Pedro “Nifo”, que esta época que agora terminou, foi responsável pela formação Juvenil do CD Paço de Arcos. Vem colmatar a saída de Jorge Silva que orientou na passada época este escalão leonino.

João Baltazar acumula os Iniciados com o escalão de Infantis. Mas aqui terá a colaboração de Orlando Pereira que para além dos Infantis continuará a orientar a equipa mais jovem dos leões, os Escolares.

Quim Zé, que foi o técnico que qualificou os Infantis para a Final Four em Barcelos, deixa esta equipa focalizando-se só nos seniores que na próxima época disputará o Nacional da 2.ª Divisão.

Bem e quanto a atletas a ingressar nas diversas equipas leoninas, há novidades e algumas delas muito boas. Mas para melhor perceber, deixamos-lhe aqui os nomes dos futuros leões:


ESCOLARES
José Silva (ex -J. Ouriense)
João Abreu (ex -J. Ouriense)
Duarte Graça (ex -J. Ouriense)
José Abreu (ex -J. Ouriense)
Rodrigo Martins
Pedro Carvalho
Orlando Pereira (Treinador)

INFANTIS
Gonçalo Nobre (ex-HC Santarém)
João Baltasar/Orlando Pereira (Treinadores)


INICIADOS
Tiago Dias (ex-CACO)
Miguel Fragoso (ex-CACO)
Gonçalo Fernandes (ex-CACO)
Sérgio Sousa (ex-CACO)
João Baltazar (Treinador)

JUVENIS
Anderson Luís (ex-HC Turquel)
Miguel Lopes (ex-SL Benfica)
Luís Moreira (Treinador)

JUNIORES
Filipe Diniz
Filipe Santa Bárbara (ex-Fisica)
Ricardo Paulino (ex-HC Sintra)
Márcio Nunes (ex-CDP Arcos)
Pedro Nifo (Treinador)

Fonte: Plurisports
Fotos: Blog "Juventude Ouriense Ok" e HC Santarém
Titulo: Cartão Azul

CONTRIBUIR PARA O SUCESSO DA ACADÉMICA

Da 2ª à 3ª divisão e da 3ª divisão à extinção do hóquei sénior, é este o percurso da equipa do FC Bom Sucesso. O popular clube de Aradas que na passada temporada terminou na última posição da zona Centro com apenas 10 pontos faz assim uma pausa no escalão maior do clube para se dedicar aos escalões de formação de corpo e alma. O Cartão Azul deu um salto até Aveiro onde foi encontrar Bruno Cruz o capitão de equipa da equipa do FC Bom Sucesso e que irá representar na próxima época a AA Coimbra.
CA – Bom dia Bruno, em primeiro lugar quero desde já agradecer a tua disponibilidade e perguntar-te como recebeste a notícia da extinção da equipa sénior do FC Bom Sucesso?
BC – Bom dia Francisco, em primeiro lugar quero felicitar-lhe pelo fantástico trabalho que está a fazer com o Blog Cartão Azul, conseguindo dessa forma manter a modalidade actualizada. Em relação ao Bom-Sucesso, a direcção sempre foi muito transparente e honesta sobre a continuidade do hóquei sénior. O Presidente Armando fez de tudo para ter seniores, obviamente recebi a notícia com enorme tristeza, pois foi o terminar de um ciclo de muitos anos neste clube.
CA – O facto de terem terminado na última posição na passada temporada contribui definitivamente para a decisão tomada pela Direcção?
BC – Não, o lugar ficou aquém das expectativas até pela qualidade que apresentámos nos jogos. Tínhamos uma equipa muito jovem, muitos juniores e inclusive alguns juvenis tiveram que ser chamados para formar o plantel, a decisão foi puramente financeira, pois esta direcção herdou muitas dividas, provenientes de uma gestão danosa do antigo presidente.


CA – Como explicas a queda vertiginosa da equipa que em duas épocas passa da 2ª divisão para o fim da mesma?
BC – Estive nessa subida e estive na descida, e foram feitos compromissos com vários atletas que o clube não podia cumprir, foram oferecidos salários exagerados a alguns jogadores, e quando o clube deixou de pagar foram os primeiros a abandonar o “barco”. Como referi anteriormente, o Presidente na altura acumulou tantas dívidas, que admiro o facto de o clube ter aguentado até agora. Como capitão estive sempre a par da realidade que o clube atravessava, foi um ano muito difícil e desgastante para todos.
CA – Nos escalões de formação a equipa de Iniciados acabou por fazer um excelente campeonato nacional, achas que a formação está bem e recomenda-se e que a breve trecho, vamos voltar a ver o FC Bom Sucesso nos nacionais de seniores?
BC – Sim aliás, o compromisso que nos foi feito foi esse mesmo, a existência de seniores na época 2012/2013. Os iniciados fizeram um trabalho fantástico, fruto do talento que esses jovens têm, mas sobretudo do excelente treinador que os comandou esta época, José Bóia. Os juniores vão ter uma bela equipa este ano e um bom Treinador Carlos Pinho, estou certo que irá ser mais um ano de vitórias nestes escalões.


CA – Vamos agora falar de ti, como surgiu a oportunidade de te transferires para a Académica de Coimbra?
BC – Por motivos pessoais vou viver para Coimbra, desta forma foi uma situação que seria lógica, foram feitos alguns contactos e é de enaltecer a forma como o presidente João Rodrigues, me “abriu as portas” para poder representar a Académica. 
CA – Quais os objectivos pessoais para esta aventura na Cidade dos Estudantes?
BC – Só por si a 2ª divisão é um desafio muito mais aliciante, melhores equipas, melhores adversários, já tive oportunidade de treinar na Académica no final da época passada, e o nível dos seniores é elevado. O meu objectivo é trabalhar muito nos treinos, aprender o máximo possível e o mais rápido possível e aproveitar as oportunidades que me forem dadas, de forma a contribuir para o sucesso da Académica.
CA – Pelo que já te foi dado a conhecer na nova equipa, vamos ter uma Académica a lutar para não descer, ou uma Académica calma e tranquila nos lugares de manutenção?
BC – Ainda não tenho conhecimento profundo da equipa, não sei se vão ter muitas saídas ou que entradas vão ter. Sei por experiência própria, das muitas vezes que defrontei a Académica, que é uma equipa que luta sempre para ganhar. O treinador mudou, e certamente que irá fazer tudo para que a manutenção seja “tranquila”.


CA – Como vês o estado actual da modalidade, equipas a desistirem, outras a aparecer, achas que a modalidade está numa fase menos boa, até motivada pelo actual estado económico do país, ou achas que os problemas são outros e estão identificados?
BC – Em primeiro lugar, acho que a Federação deveria reduzir as taxas para os clubes da 3ª divisão, grande parte do planeamento financeiro da época vai para eles. Deveria existir uma reestruturação nos campeonatos, pois as deslocações são dispendiosas. Os clubes vivem uma situação financeira delicada, que está obviamente ligada à conjuntura actual do nosso país. Os patrocínios são cada vez menos, e os clubes são obrigados a fechar portas. De salutar os que mantêm a formação, que é o mais importante! É com bons olhos que vejo a vontade de atletas, como por exemplo, o aparecimento da CP Lisbonense formado por ex-atletas do Odivelas ou em Leiria o AC Sismaria, são exemplos de que é possível manter o hóquei vivo na 3ª Divisão.

  
CA – Bruno resta-me mais uma vez agradecer e fica o espaço à tua disposição para alguma mensagem que queiras deixar aos visitantes do Cartão Azul
BC – Quero agradecer a todos os meus ex-colegas no F.C.Bom-Sucesso, à Direcção, ao meu Ex-Treinador Carlos Pinho que me apoiou bastante a época passada, e espero que, os Visitantes/Leitores do Cartão Azul, possam ler os triunfos e vitórias que a Académica de Coimbra certamente irá ter esta época. O meu Muito Obrigado e os parabéns pela sua contribuição para manter o Hóquei VIVO!!

Fotos: Bruno Cruz

quarta-feira, 27 de Julho de 2011

SPORTING GARANTE DIOGO OLIVEIRA

Diogo Oliveira vai representar na próxima temporada a equipa sénior de Hóquei em Patins do Sporting, depois de ter actuado na Juventude Ouriense. O reforço integra um conjunto que irá disputar a II Divisão, depois de ter garantido o título de campeão nacional no terceiro escalão.
«Vai ser uma mais-valia para o Sporting, depois de ter proposto jogar no clube. Acreditou no projecto, construído de ‘baixo para cima’, e, no espaço de um mês, mostrou espírito para jogar na equipa, deixando os novos companheiros satisfeitos. Por isso, a sua entrada é ‘ouro sobre…verde´», afirma Gilberto Borges, responsável pelo Hóquei em Patins do clube de Alvalade.
Borges garante a continuidade da estrutura de 2010/2011, treinada por Quim-Zé, mas admite a vinda de mais jogadores: «Irá entrar um atleta para dar mais experiência à equipa. Será um ex-atleta do Sporting e contaremos com mais três ou quatro juniores. O objectivo é ir ganhando jornada a jornada, seguindo o sonho dos jovens, porque são eles que constroem o nosso caminho. Vai ser um campeonato com equipas muito fortes, como o Turquel e o Oeiras, queremos a permanência, com os olhos postos nos lugares do topo da classificação».

Informação: Pedro Santos, assessor de Imprensa da FPP

ALMEIDA OU PATRÍCIO A CAMINHO DO SC TOMAR?

 
Pedro Almeida e João Patrício estão debaixo de olho do Sporting de Tomar e um deles pode mesmo tornar-se no próximo reforço para o treinador Nuno Lopes, indicação esta avançada no recente Hertz Desportivo. Por aquilo que apurámos, o facto dos «leões» pouparem a verba de transferência de Tiago Monteiro (a confirmar-se a desistência do Cascais) leva a que seja equacionado um novo investimento e, neste capítulo, Pedro Almeida (Juv. Ouriense) e João Patrício (Tigres de Almeirim) surgem como alvos preferenciais.

Fonte: Rádio Hertz
Titulo: Cartão Azul

CARLOS TOMAZ DÁ PRIORIDADE AOS ESTUDOS

Carlos Tomaz o jovem guarda-redes que na passada época representou o HC "Os Tigres", anunciou ao Cartão Azul que vai fazer uma pausa na sua carreira para se dedicar de corpo e alma aos estudos.

 
Actualmente a estudar na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Carlos Tomaz que fez a sua formação no SC Tomar, tendo na época 2009/2010 a primeira de sénior rumado ao Entroncamento para representar o União FE. Na época 2010/2011 troca o Entroncamento por Almeirim e assim continuar sob o comando técnico do seu técnico de eleição, Jorge Godinho. O Cartão Azul deseja ao Carlos Tomaz as maiores felicidades no seu percurso académico e esperamos vê-lo a curto/médio prazo de regresso ás balizas.

Foto de arquivo: Blog "UFE Fans"

FÁBIO GUERRA RUMA A VIALONGA


Fábio Guerra, que nas ultimas duas épocas foi titularissímo na baliza do SC Tomar, será jogador do GD Vialonga na próxima época. O experiente guarda-redes de 25 anos será assim uma mais valia para a equipa do concelho de Vila Franca de Xira. Depois de Bruno Monteiro, Fábio Guerra é o 2º jogador em duas épocas consecutivas a trocar Tomar por Vialonga.

Foto: Fotos da Curva

terça-feira, 26 de Julho de 2011

JÁ SÃO CONHECIDAS AS TAXAS PARA 2011/2012

A FPP já divulgou o valor das taxas de inscrição, organização de jogos e arbitragem para a época 2011/2012.


Olhando para as equipas Ribatejanas podemos dizer que só em taxas os tesoureiros dos respectivos clubes tem de preparar valores que vão desde os 13750€ (1ª divisão) até aos 2800€ (3ª divisão), passando pelos 5400€ (2ª divisão). De salientar que nestes valores não foram contabilizadas as taxas de organização e arbitragem dos jogos da Taça de Portugal, que podem rondar os 440€ nos jogos dos 1/8 e ¼ de final.
A estes valores terão que se juntar o das transferências e renovações o que tudo somado representa o “grosso da coluna” do orçamento dos clubes para a época que se avizinha.

segunda-feira, 25 de Julho de 2011

ESPAÇO ABERTO

Agora que o hóquei foi de férias, e as trocas de jogadores de clube em clube começou, as equipas técnicas em conjunto com as respectivas direcções vão planeando a próxima época, é o inicio dos trabalhos, os jogos de preparação, o jogo de apresentação, a presença em torneios, ou a organização deles, etc, etc.

Pelo nosso Ribatejo, na próxima época vamos ter 5 equipas distribuídas pelos Nacionais (HC “Os Tigres” na 1ª, SC Tomar, J. Ouriense e ACR Santa Cita na 2ª e o União FE na 3ª). Com objectivos que passarão inevitavelmente pela manutenção no que diz respeito às equipas da 1ª e 2ª divisão e à candidatura á subida em relação ao União, prevê-se que as equipas tentem encontrar os melhores adversários possíveis para uma pré-época que permita que a época decorra dentro do planeado e que no fim se atinjam os objectivos propostos.

Continuando pelo Ribatejo e reafirmando algum distanciamento da Associação de Patinagem do Ribatejo em relação ao hóquei em patins, ocorreu-me uma ideia que passo a explicar e que deixo á consideração dos visitantes para comentários que possam ou não ver se a ideia tem pernas para andar.

Falo da criação de um Torneio de pré-temporada sob a égide da AP Ribatejo e onde as equipas Ribatejanas presentes nos Nacionais jogariam entre si, durante a semana e assim aproveitavam para consolidar os níveis técnico/tácticos e reforçariam a condição física e psicológica pois os graus de exigência apesar de ser ainda na fase inicial da preparação aumentariam.

Poderia fazer-se o Torneio doutra forma, que era juntar 4 equipas (folgava uma por jornada) às quartas-feiras num Pavilhão e jogavam conforme o exposto no quadro abaixo, e poderia dar-se o nome do malogrado Trincão Farinha ao Torneio.


Fica a ideia e o pedido aos visitantes que digam de sua justiça para ver se realmente esta minha ideia é realista ou não passa de um projecto megalómano, no entanto acho que era uma boa forma de a AP Ribatejo fazer as pazes com o hóquei e com os amantes da modalidade.

O HOQUEI VAI Á PRAIA

Torneio a realizar no parque desportivo de Santa Cruz (Torres Vedras) no próximo dia 30 (sábado) a partir das 9h30 e que durará até lá para as onze da noite.

 
Várias equipas com nome de empresas formadas por jogadores e ex-jogadores oriundos da formação de clubes da zona de Torres Vedras. Irão estar presentes muitos jogadores actualmente no activo e outros já afastados (idade) todos eles que passaram por clubes da zona (Fisica, Sporting de Torres, Lourinhã, Miaramar, etc ...). Dos presentes ha a destacar os nomes de Vitor Fortunado (Fisica), Caldas (Treinador - Fisica), Ricardo Pereira (reforço - Fisica), Tiago Santos (reforço - FCPorto), David Marques (ex. Fisica), Ginha (Lourinhã), Brilha (ex. Fisica) e muitos outros vindos de diversos clubes e convidados pela organização. Venha ter um dia diferente de praia e HOQUEI em Patins.

Informação: Fernando Cabaço

domingo, 24 de Julho de 2011

MUNDIAL SUB-20 - CALENDÁRIO

 Já se encontra disponível o calendário do Mundial de Sub-20 que terá lugar em Barcelos entre 10 e 17 de Setembro de 2011.
Fonte: FPP

SAÍ BAPTISTA, ENTRA SIMÕES


É oficial! O professor João Simões está de regresso ao comando técnico do Hóquei Clube de Turquel. O experiente treinador Paulo Batista que como tinha sido confirmado já tinha renovado com o clube da “aldeia do hóquei” por mais uma temporada, mas nas últimas semanas recebeu uma proposta que o mesmo considerou irrecusável para voltar a exercer sua função como oficial da Marinha Marcante e tomou a opção de deixar o comando técnico do clube. Está então assim de saída o treinador que na última época esteve a apenas um ponto de colocar o HC Turquel de novo no “convívio” dos grandes do hóquei em patins português e que já tinha dado o seu “aval” para as duas únicas contratações do clube turquelense para a nova época, o guarda-redes Marco Barros e Gonçalo Santos.

O seu sucessor será então, o professor João Simões, ele que na última época assumiu a função de coordenador das camadas jovens do clube e ainda foi o treinador da equipa de iniciados que conseguiu uma excelente prestação no campeonato nacional da categoria. É uma opção coerente da direcção do clube ao fazer regressar João Simões à liderança da equipa pois já conhece bastante bem a maioria do plantel e a forma de trabalhar do clube, tendo já liderado os seniores do clube por três épocas e meia, conseguido um grande trabalho onde inclusive também esteve perto da subida à 1ª Divisão na época 2008/2009.

Gonçalo Ferreira – Desporto Leiria
Foto de arquivo: HC Turquel
Titulo: Cartão Azul

sexta-feira, 22 de Julho de 2011

A RECEITA FOI TRABALHO E MUITA HUMILDADE

A ACR Santa Cita acabou a época de 2010/2011 a receber no seu Pavilhão o deca-campeão FC Porto em jogo correspondente aos quartos de final da Taça de Portugal. Foi o culminar de uma época de “ouro” onde a equipa de Luís Miguel Cunha, venceu a zona Centro da 3ª Divisão garantido a subida à 2ª Divisão, e eliminou equipas como a AJ Sanjoanense e Riba D’Ave (que subiu à 1ª Divisão), antes de receber os Dragões. O Cartão Azul deu um salto até à Aldeia Ribatejana do Hóquei em Patins para falar com o principal obreiro deste feito, o técnico Luís Miguel Cunha que conta, por exemplo no seu curriculum a subida da J. Ouriense à 1ª Divisão, três subidas a 2º divisão bem como um titulo de campeão nacional da 3º divisão.


CA – Bom dia Miguel em primeiro lugar deixa-me agradecer a disponibilidade para concederes ao Cartão Azul esta entrevista e dar-te os parabéns pela excelente época do Santa Cita. Vamos começar pelos seniores e a pergunta que se impõe é a seguinte: Com um plantel curto, como por várias vezes foi referido, qual foi a receita para uma época de sucesso?
MC – Obrigada Francisco. A receita foi trabalho, planeamento e muita humildade da parte de todos, e também uma grande união onde em 1º lugar esteve sempre o grupo de trabalho. Isso só foi possível porque houve desde o início uma escolha criteriosa dos atletas, bem como uma análise das épocas anteriores, onde foram revistos os pontos negativos das mesmas. Mas o mérito foi todo dos jogadores, pois a equipa técnica só teve o mérito de saber tirar o que eles têm de bom. Acima de tudo houve um enorme respeito entre toda a equipa, e uma vontade enorme em superar as dificuldades por parte de todos. Quanto ao plantel ser curto depende do ponto de vista, eu gosto mais de lhe chamar um plantel jovem pois tinhamos dois  juniores de 1º ano ( Renato e André), um juvenil (Joel Batista) bem como o apoio da equipa de juvenis.
CA – Achas que a equipa podia ter ido mais longe na poule de apuramento do Campeão Nacional da 3ª Divisão, ou depois de garantida a subida, a poule acabou por ser de um Torneio de descompressão e testes para a próxima época?
MC – Sim a equipa podia ter ido mais longe, mas sabiamos que para o conseguirmos  tínhamos de estar muito melhor  que os outros e que mesmo assim ia ser difícil. Acho que o primeiro jogo com o Sporting Clube de Portugal foi quanto a mim um hino ao hóquei patins onde mostrámos que não somos nada inferiores a esta equipa. Desde já aproveito para dar os parabéns ao Sporting Clube de Portugal pelo título conquistado.


CA – Passando agora para a Taça de Portugal, terá sido apenas a motivação de jogar contra o FC Porto deca-campeão Nacional, ou foi essa mesma motivação aliada ao crer e qualidade técnica e profissionalismo dos jogadores que levaram à excelente exibição nos quartos de final?
MC – Este jogo foi como já falei muitas vezes, um prémio para todo o grupo de trabalho, em especial para os jogadores. Quanto ao jogo em si, só veio provar o excelente trabalho realizado ao longo da época por todos. Chegar a meio da segunda parte empatados com o deca-Campeão, a boa época que fizemos, vai fazer desta temporada e deste grupo de trabalho um dos mais lembrados por todos os que gostam do clube, e será certamente um bom exemplo para todos os atletas da nossa formação. Penso que a Taça de Portugal não foi só este jogo pois eliminámos muito boas equipas, como por exemplo o Riba de Ave que subiu este ano à 1º divisão.
CA – É do conhecimento publico que praticamente todos os jogadores do plantel assinaram para a próxima época. Queres “levantar o véu” no que diz respeito a contratações?
MC – Sim, todos os atletas já assinaram, excepto o Rui Nunes, que terminou a sua carreira de hoquista com chave de ouro. A continuidade de todo o plantel foi quanto a mim muito importante, para fazer face à próxima época que vai ser certamente diferente desta, mas que queremos que também seja marcante no que diz respeito ao futuro do clube. Quanto a contratações e como é do conhecimento público, o Rui Alves  integrará a equipa na próxima época. Tal como na época passada, vamos  continuar a fazer a ligação vertical entre a formação e o plantel sénior.


CA – Achas que a AA Coimbra a par do Santa Cita foram as equipas mais fortes na 3ª Divisão Centro, ou como a classificação demonstrou foram as mais regulares? E por exemplo União FE (3º), SCL Marrazes (4º) e FCO Hospital (5º) poderiam ter conseguido um dos lugares de subida? E se sim, o que falhou?
MC – Se o Santa Cita foi o campeão da zona centro e a  AA Coimbra vice Campeã é porque certamente foram as melhores  ou as mais regulares como lhe queiram chamar, desta zona. Quanto ao que falhou nas outras equipas penso que não me compete a mim falar disso, até por uma questão de ética desportiva.
CA – Vou agora pedir-te “in advance” (ainda sem saber ao certo quais as equipas que irão estar presentes na 2ª Divisão Sul) que faças uma antevisão da próxima época, objectivos e claro, candidatos à subida e descida?
MC – O principal objectivo é manter o Santa Cita na 2º divisão e continuar o bom trabalho de formação que vem sendo feito no clube. Quanto aos candidatos á subida e descida de divisão ainda não tenho uma opinião bem formada visto que a grande maioria  dos planteis dos clubes ainda está a ser formado.


CA – Uma redução das taxas de inscrição de jogadores e organização de jogos, e voltar a pagar aos clubes a formação dos seus atletas quando das transferências para outros clubes, poderia evitar a desistência de clubes, e promoveria a modalidade?
MC – Sem dúvida partilho da mesma opinião, bem como a reformulação dos moldes dos campeonatos, que deveriam ser regionais juntando a 2º e a 3º divisão. É uma ideia que defendo há muitos anos pois promove os derbis regionais que levam pessoas aos pavilhões, havendo logo maior encaixe financeiro, assim como reduziriam despesas de deslocação aos clubes. Imaginar um campeonato com as todas as equipas do Ribatejo e de Leiria da 2º e 3º divisão, seria fantástico no meu ponto de vista.
CA – Finalizado o tema seniores, vamos falar da Instituição ACR Santa Cita. Como é que uma pequena Aldeia com cerca de mil habitantes, consegue tamanha vitalidade e projecção no hóquei em patins?
MC – É uma pergunta que muita gente faz ao chegar a Santa Cita  quando não conhece o clube, e se depara com o património existente. Eu na brincadeira digo que temos a “Poção Mágica” e que só temos medo que o “céu nos caia em cima da cabeça”. Falando um pouco mais a sério acho que está relacionado com o bairrismo que existe, e com o orgulho em fazer as coisas bem feitas. Esta aldeia já está ligada ao desporto há várias décadas, pois há muitos anos atrás, quando esta aldeia era um pólo industrial muito grande, no antigo grupo desportivo de Matrena existiam várias modalidades, tais como futebol, hóquei passando pelo andebol,  basquetebol, ginástica, etc. Penso que  de geração em geração todos foram gostando de desporto, principalmente de hóquei, havendo uma grande união e colaboração da população, para manter vivo este clube , que todos gostam tanto. Também tem a ver com a politica desportiva do clube, pois em vez gastar todo o dinheiro nas modalidades existentes no clube,  investe também no património, criando boas condições a todos os que frequentam o clube, quer sejam atletas ou adeptos. 


CA – Segundo informação que chegou ao Cartão Azul, a ACR Santa Cita irá ter na próxima temporada todos os escalões de formação desde Bambis a Juniores. Confirmas? Como se consegue tal “performance”?
MC – Sim, confirmo. Isso é fruto de um trabalho que foi iniciado há alguns anos atrás na formação do clube, que consistiu numa maior abertura do clube às aldeias vizinhas, no intuito dos jovens dessas aldeias virem praticar hóquei patins. Nesta altura já não são só os jovens das aldeias mas também das cidades à nossa volta, o que nos enche de orgulho. A envolvência e ajuda dos pais neste processo também foi muito importante, mas todos o fizeram de boa vontade, pois quando chegam a este clube, são bem recebidos e sentem-se bem. Foi também muito importante a aposta em técnicos de qualidade para obtenção de bons resultados.
CA – Miguel, mais uma vez obrigado pela disponibilidade, e fica o espaço aberto para alguma mensagem que queiras deixar aos sócios e adeptos do Santa Cita em particular e aos visitantes do Cartão Azul em geral
MC – Queria aproveitar para agradecer ao Paulo Lopes que foi o meu braço direito, a todos os meus jogadores que foram uns verdadeiros heróis, e a todos os membros da direcção, seccionistas, ao paramédico, a toda a massa associativa e um obrigado especial para a nossa claque 6º elemento. Gostaria de pedir que para a próxima época continuem todos a apoiar este projecto, sabendo que vai ser uma época diferente e que todos juntos consigamos fazer um A.C.R. de Santa Cita mais forte.
Agradeço, também a oportunidade para falar do meu trabalho e desejar que continue o excelente trabalho que tem vindo a fazer em prol da nossa modalidade, que tem sido tão mal tratada nestes últimos tempos.

Fotos de arquivo: Barros Simões

OBJECTIVO: 2ª DIVISÃO NACIONAL

União do Entroncamento de olhos colocados na subida


O União do Entroncamento não deixa margem para dúvidas: na época que se avizinha, a subida à 2ª Divisão Nacional será mesmo o objectivo a atingir. Para que tal aconteça, o clube da cidade dos comboios garantiu a continuidade da espinha dorsal do plantel, reforçada ainda com jogadores de inegável qualidade, casos de Melão, Bruno Pereira e João Capitolino, todos ex-Juventude Ouriense, e Chiquinho, jovem que na última temporada passou pelo Sporting de Tomar. A propósito da planificação que tem sido feita, a Hertz falou com Mário Serra, responsável pelo hóquei do União do Entroncamento. A ideia principal está bem definida, ou seja, a subida de divisão:
«Podemos dizer que este União do Entroncamento, acima de tudo, vai entrar com muita vontade de conseguir melhorar a classificação do ano passado. Estamos a organizar-nos nesse sentido e trabalhamos todos os dias para proporcionar todas as condições aos jogadores. As entradas do Melão, do Bruno, do Capitolino e do Chiquinho são apostas ambiciosas, é verdade, mas só nos revemos nesta realidade. Ou seja, não pretendemos andar no campeonato sem um objectivo concreto que, no nosso caso, será a subida de divisão. Não entrámos em loucuras e nem podíamos. Quem quiser jogar no União tem, acima de tudo, que sentir a camisola. Não pode jogar por dinheiro. Não queremos que os jogadores paguem para jogar, como é óbvio, mas só prometemos aquilo que conseguimos cumprir». Questionado sobre os argumentos apresentados pelo União do Entroncamento para seduzir atletas de escalão superior, Mário Serra respondeu com... simplicidade: «Foi muito fácil... Não mentimos, não iludimos e prometendo apenas aquilo que vamos cumprir do primeiro ao último mês. Tanto o Bruno como o João tinham muita vontade de representar o União. Por sua vez, o Melão demorou apenas cinco minutos a assinar. No que diz respeito ao Chiquinho, estamos a falar de um atleta que nunca deveria ter saído. Para o contratar, temos que pagar uma inscrição na ordem dos quinhentos euros e ficamos sujeitos a que o Sporting de Tomar o possa contratar nos próximos três anos sem ter que pagar a inscrição e apenas uma revalidação. Nesta fase, podemos dar o plantel como praticamente fechado, ainda que tenhamos duas situações por resolver. Uma das quais tem a ver com um ex-júnior do União, que ainda poderá integrar o plantel sénior. Para o ano, não vamos ter juniores pois não temos jogadores suficientes. Poderá entrar, ainda, mais um guarda-redes, que também foi júnior do clube».

In Rádio Hertz
Titulo: Cartão Azul

quinta-feira, 21 de Julho de 2011

SORTEIOS - ÉPOCA 2011/2012

Os sorteios dos Campeonatos Nacionais da 1ª e 2ª Divisão terá lugar no próximo dia 29 de Julho pelas 18:00 horas, nas instalações da FPP, sita na Avª Almirante Gago Coutinho, 114 em Lisboa.

Só serão incluídos nos sorteios os clubes que tenham a sua situação financeira completamente regularizada na FPP.

O prazo de inscrições dos clubes para os Campeonatos da 1ª e 2ª Divisão, assim como para a Taça de Portugal termina no dia 27 de Julho, sendo de salientar que a inscrição na Taça de Portugal é obrigatória para todos os clubes que se inscrevam nos Campeonatos Nacionais.

Informação: Pedro Santos, assessor de Imprensa da FPP

"NÃO FIQUEI SURPREENDIDO COM AS SAÍDAS"

Nuno Lopes diz que não ficou surpreendido com as saídas no plantel do Sp. Tomar


Nuno Lopes não ficou surpreendido com as saídas no plantel do Sporting de Tomar que, recorde-se, já perdeu atletas da valia de Favinha, Gonçalo Santos, Rui Alves, Esteves e Fábio Guerra. Numa análise a estas transferências, o treinador dos «leões», em declarações à Hertz, aproveitou para destacar a frontalidade com que os jogadores trataram este processo... sendo que a excepção terá sido Esteves, a quem o técnico deixou alguns reparos. Nuno Lopes recuou a um passado recente para basear a sua opinião relativamente a cada um dos jogadores:

«Francamente não fiquei surpreendido pois tinha falado com os atletas e se há algo que posso destacar nessas conversas foi a forma directa com que todos abordaram os respectivos temas... Exceptuando o Esteves, todos foram correctos para comigo e para com o clube. Refiro-me ao Esteves, pois julgo que a maneira com que conduziu a situação não foi a mais correcta. O Esteves saiu porque encontrou um clube que lhe arranjou emprego, levando-o a optar pelo Alcobacense... Parece correcto, mas não é! Há umas coisas por detrás disto, neste caso particular com a minha pessoa. O Esteves falhou, mas a vida vai continuar e, mais tarde, vão ser os homens de Alcobaça que vão dizer-me alguma coisa do Esteves. Durante muitos anos eu tive que guardar muita coisa e transformar situações negativas em positivas. Ainda assim, desejo-lhe a maior sorte do mundo. O Rui Alves, por exemplo, saiu para Santa Cita por uma questão de emprego. Relativamente ao Gonçalo Santos, sabia que havia essa necessidade de poder contar com um plantel mais competitivo mas, neste ano, o Sporting de Tomar não pode tê-lo. Há que compreender que talvez também seja bom para o Gonçalo mudar de ares e também para outras pessoas que iam ao hóquei e se insurgiam um pouco contra o jogador. No caso do Favinha, julgo que se trata de algo natural. Disse a Favinha que ele não deveria baixar o nível dele, pois é um atleta de 1ª Divisão e ele tem que fazer por isso. Houve alguma dificuldade em encontrar a melhor solução para o Favinha, já que ele desejava um emprego em Tomar e, por isso, ele optou em ir jogar para Almeirim e em ir trabalhar também para lá. Já relativamente ao Fábio, temos consciência que aquilo que ele ganhava em Tomar era perfeitamente incomportável. Recorro a uma frase do Eliseu (ndr: dirigente do Sp. Tomar), que disse que gostava de dar pão com queijo... mas como não pode, só oferece um pouco de pão».

In Rádio Hertz
Titulo: Cartão Azul

JORGE GODINHO SUCEDE A CARLOS PIRES

Jorge Godinho sucede a Carlos Pires no comando técnico das equipas de Juvenis e Juniores do SL Benfica.


O treinador Ribatejano que conseguiu em duas épocas levar a equipa do HC "Os Tigres" da 3ª à 1ª Divisão, com o titulo de campeão Nacional pelo meio, regressa ao seu clube do coração depois de ter representado o clube da águia enquanto jogador.

Recorde-se ainda que Jorge Godinho já tem experiência como treinador de camadas jovens como por exemplo, em Ourém e Tomar onde era treinador da equipa de juniores antes de rumar a Almeirim para treinar a equipa sénior daquela cidade Ribatejana.

quarta-feira, 20 de Julho de 2011

ESPAÇO ABERTO

Exmo. Sr. Francisco Gavancho

Em primeiro lugar quero felicita-lo pelo excelente trabalho que tem feito em prol do hóquei ribatejano.

Como adepto ferrenho deste desporto, que aprendi a gostar desde cedo levado pelo meu avó ao ringue do União do Entroncamento, continuo sempre que posso a ir de pavilhão em pavilhão para ver ao vivo jogos sejam de bambis sejam de veteranos, e quando não tenho disponibilidade temporal, recorro à Internet, através do Cartão Azul, Mundo do Hóquei, Micaelense entre outros.

E é esse ponto o da informação on-line que me leva a enviar-lhe este mail, para uma possível publicação no "Espaço Aberto":

1. O site da APR apesar de uma nova apresentação continua a conter erros no que diz respeito ás classificações dos Torneios, e neste caso especifico as séries A e B do Torneio de Encerramento em Infantis, assim como erros ortográficos que documento com as fotos em anexo.


2. Como é do conhecimento de quem gosta de hóquei, a actual Direcção da APR tem deixado o hóquei para 2º plano, com falta de comparência em eventos importantes, como Torneios, jogos dos seus associados como por exemplo no caso do Almeirim no jogo da subida e da conquista do nacional da 2ª divisão.


3. Quando tentamos saber alguma informação relativa a torneios sejam de abertura, regionais ou encerramento, rara é a vez em que encontramos os resultados actualizados, e quando isso acontece os mesmos tem erros seja no total de golos marcados e sofridos, seja nas datas dos jogos, seja no próprio escalonamento da classificação, o que leva os visitantes a procurarem outra fonte de informação e leva ao descrédito de quem tem por direito dar as informações correctas e em tempo útil.


4. Mais haveria para dizer, como por exemplo o total "eclipse" de organizações de eventos no que diz respeito ao hóquei em patins, mas isso será tema para outro mail.

Atenciosamente
Luís Ferreira da Costa

LUÍS DUARTE MINISTRA ESTÁGIO NA ÁUSTRIA

A Cidade de Villach, no sul da Áustria vai acolher um estágio para atletas sub-15 e sub-17 de 30 de Julho a 04 de Agosto de 2011.

Luís Duarte, seleccionador nacional de sub-20 será o treinador que dirigirá este estágio conjuntamente com o treinador do clube Austríaco. A finalidade deste estágio será a melhoria técnica e táctica dos atletas inscritos.

Serão ministrados dos 2 treinos por dia para cada escalão, que decorrerão no Pavilhão Villach/Lind sob o lema "Play, diversão e hóquei em patins"

A taxa de participação de € 250 será usado exclusivamente para cobrir os custos para este evento.

Fonte: Rollhockey Club Villach
Foto: Luís Duarte

terça-feira, 19 de Julho de 2011

PROCURAR MANTER UMA EQUIPA COMPETITIVA

O Cartão Azul foi desta feita até Tomar ao encontro de Hélder Santos, treinador da J. Ouriense que levou a sua equipa ao 5º lugar na 2ª Divisão Sul, logo atrás dos ditos favoritos à subida. Falámos também dos escalões de formação, do hóquei Ribatejano, da modalidade, enfim uma entrevista a não perder.
CA – Bom dia Hélder obrigado pela tua disponibilidade. Qual o balanço que fazes da época 2010/2011?
HS – Bom dia Francisco, eu é que agradeço o seu contacto pois é uma honra, sendo o Cartão Azul uma contribuição valiosa para o hóquei em patins Ribatejano e Nacional. Em relação à pergunta e num breve resumo, direi que em 30 jogos (campeonato nacional), 17 vitórias, 3 empates e 10 derrotas, juntando os 134 golos marcados e 122 sofridos, assim como na Taça de Portugal onde faltou-nos a tal estrelinha da sorte e onde poderíamos ter alcançado outros resultados. Portanto e perante estes factos faço um balanço bastante positivo.


CA – Numa equipa jovem, onde se fazia sentir a liderança de Hélder Ferreira, achas que o 5º lugar superou as expectativas mais optimistas?
HS – Numa equipa jovem com grande sentido de responsabilidade, onde se fazia sentir a experiência do Hélder e superando todas as adversidades, o objectivo seria sempre a melhoria contínua dos resultados da equipa.
CA – Para além de Filipe Almeida que já vai na 2ª época a representar a JO, lançaste este ano o júnior Carlos Fonseca que acabou por se revelar uma mais-valia. Vai ser política, ou continua a ser política do clube, lançar e aproveitar os jovens valores da “cantera”?
HS – Sim, sem dúvida alguma eles estão incorporados nos objectivos deste projecto.
CA – Já podes revelar as mexidas para a próxima época no que diz respeito a saídas e entradas, assim como os Juniores que vão trabalhar com a equipa sénior?
HS – Nesta altura poderei dizer-lhe que procuraremos manter uma equipa competitiva e onde faz sentido aqui nesta pergunta a resposta da anterior.


CA – Os Tigres de Almeirim e o Paço de Arcos foram os justos, 1º e 2º classificado, ou achas que pelo que fez durante a época o HC Turquel merecia a subida?
HS – Estou convicto que tanto os Tigres como o Paço de Arcos e o HC Turquel mereciam a subida, mas como só poderiam subir dois a diferença esteve nos pontos alcançados.
CA – A JO foi das poucas equipas que venceu os Tigres de Almeirim, e com números de goleada. Qual foi a receita? Achas que os Tigres foram os justos campeões da 2ª Divisão Nacional? Terão equipa e/ou “estaleca” para se manter na 1ª Divisão?
HS – Sim, o que diz foi um facto concreto onde a «receita» foi o empenho, o querer e a determinação e onde nessa altura do campeonato o excelente profissional que o é e refiro-me ao Prof. Cristiano Calado (Preparador físico) tinha vindo a trabalhar a equipa nesse sentido, para que jogo a jogo e até ao final do campeonato a vertente física não colocasse problemas aos atletas e estando bem fisicamente e os jogos correrem de feição como foi o caso nessa jornada, aí só há que dar os parabéns a todos. Em relação aos Tigres serem os justos Campeões da 2ª Divisão Nacional penso que não existiram dúvidas, e aproveito desde já para desejar as maiores felicidades ao novo primo-divisionário.
CA – Em relação às equipas do Concelho de Tomar, o SC Tomar acabou por descer, ao passo que a ACR Santa Cita subiu, como viste o campeonato destas duas equipas?
HS – A ACR Santa Cita teve um excelente desempenho, tanto no respectivo Nacional bem como na taça de Portugal. Em relação ao SC Tomar e em minha opinião muito particular teve um desempenho ao nível da 1ª divisão.
CA – Mudando de Concelho, não sei se acompanhaste o campeonato do União FE que ficou pelo 2ºano consecutivo no 3º lugar e à beira da subida. Na tua opinião o que faltou à equipa do Entroncamento para chegar à 2ª Divisão?
HS – A Cidade do Entroncamento já merece há bastante tempo que o UFE esteja para além da 3ª divisão Nacional. Agora muito sinceramente e sendo apenas a minha opinião penso que faltou a tal estrelinha da sorte que por vezes é necessário.
CA – Na próxima época vamos ter na 2ª Divisão Sul, a J. Ouriense, o SC Tomar e a ACR Santa Cita. Queres fazer uma antevisão do que serão esses “dérbis” e de que forma poderão contribuir para a classificação das equipas?
HS – Serão certamente grandes “dérbis» e seguramente uma boa propaganda para o hóquei patinado do Ribatejo e Nacional, sendo que a J. Ouriense parte para eles com rigor, conhecimento e respeito, dependendo a contribuição para a classificação das equipas de vários factores.
CA – Olhando para as equipas que farão parte da 2ª Divisão Sul, apesar de ainda existirem algumas incertezas no que diz respeito à participação de alguns clubes, que achas que parte na “pole-position” rumo à subida de divisão?
HS – Ao dia de hoje, em que me é colocada a pergunta, todas elas (equipas) estão na pole-position.


CA – Deixando o escalão de seniores para trás, como técnico principal, que balanço fazes da época dos escalões de formação?
HS – A Juventude Ouriense
CA – Consegues vislumbrar a curto/médio prazo a equipa de seniores do clube constituída apenas por jogadores da formação?
HS – Sim, porque não?
CA – Mudando agora para a realidade actual da modalidade, tem sido ultimamente falado da desistência de várias equipas, como por exemplo, AA Amadora, CD Santa Clara, SCL Marrazes, GC Odivelas, entre outros, o motivo destas desistências será a actual conjuntura económica que o país atravessa, ou terá a ver com o estado em que a modalidade se encontra a nível de projecção/divulgação?
HS – Seguramente a primeira.
CA – Continuando no mesmo tema, por exemplo o recém-eleito Presidente do SCL Marrazes, disse que a secção de Hóquei em Patins iria ser extinta por motivos financeiros, no entanto na mensagem de tomada de posse diz que um dos objectivos é a criação de uma secção de Futsal. Não será isto a eterna cultura do “futebolês”? Queres comentar?
HS – O único comentário que consigo fazer e face ao que expôs é o seguinte: Amo a modalidade (Hóquei em Patins) e vou continuar a trabalhar para o seu desenvolvimento.
CA – Hélder, resta-me agradecer a tua disponibilidade para esta entrevista, desejar-te as maiores felicidades na próxima época, e deixar o espaço aberto para alguma mensagem que queiras endereçar aos visitantes do Cartão Azul
HS – Não tem que agradecer, foi um privilégio, sendo o Cartão Azul uma mais-valia para o hóquei Ribatejano e Nacional, proporcionando momentos de boa informação e reflexão. Um abraço para todos.

Fotos de arquivo: Barros Simões e Blog "Juventude Ouriense Ok"

segunda-feira, 18 de Julho de 2011

NUNO LOPES COMEÇA A DEFINIR PLANTEL

Segundo informação chegada ao Cartão Azul o plantel do SC Tomar começa a ganhar forma. Depois de serem conhecidas as saídas de Gonçalo Favinha (HC Tigres), Gonçalo Santos (HC Turquel), Rui Alves (ACR Santa Cita), Esteves (A Alcobacense CD) e as ainda não confirmadas de Fábio Guerra e Orlando, Nuno Lopes irá contar para a época 2011/2012 com Márcio Ornelas (gr), Nuno "Manel" Domingues, Ivo Silva, João Lomba, e Tiago Barros. Certas parecem estar as contratações de Bruno Januário (ex-HC Tigres) e Marco Gaspar (ex-J. Ouriense).

Segunda a mesma informação faltam ainda dois jogadores para completar a equipa, sendo certo que irá ficar sempre um júnior no plantel.

O nome de João Silva, que na passada época representava o HC "Os Tigres" tem sido mencionado como possível reforço, no entanto após várias diligências o Cartão Azul não conseguiu confirmar esta informação.

"O OBJECTIVO NÃO FOI CUMPRIDO"

De regresso a Tomar fomos encontrar Ivo Silva, um jovem valor do Hóquei Ribatejano actualmente ao serviço do SC Tomar e que para além da sua classe e profissionalismo, consegue aliar uma forte dedicação à modalidade, e prova disso é as inúmeras viagens semanais que efectua entre Coimbra onde estuda e Tomar para poder continuar a dar o seu contributo à equipa verde e branca. Começou a "dar nas vistas" com as cores da SFG Pais, tendo depois rumado ao SC Tomar onde tem sido uma das opções de Nuno Lopes.
CA - Boa tarde Ivo obrigado pela tua disponibilidade. Que balanço fazes da época que agora acabou, a nível de equipa e a nível pessoal?
IS - Boa tarde. Como todos sabemos, a época que terminou trouxe um pouco de desilusão para toda a equipa do Sporting de Tomar, pois o objectivo não foi cumprido. Não sendo o principal objectivo cumprido óbvio que não se pode considerar como uma época positiva, no entanto também penso que considera-la negativa é duro demais para quem tudo fez para que isso não acontecesse, caracterizando assim esta época como uma época inconstante; realizamos uma 1ª volta muito próximo da perfeição, seguida de uma 2ª volta em que os resultados nem sempre espelharam o desempenho da equipa.
A nível pessoal considero que, apesar de todos constrangimentos que referi anteriormente, foi uma época muito enriquecedora porque na fase desportiva em que me encontro foi importantíssimo disputar um campeonato nacional de 1º divisão, não só em termos de experiência mas também em termos de aprendizagem. 

 
CA - Quais os aspectos mais marcantes, tanto pela positiva como pela negativa?
IS - Quanto aos aspectos negativos como já referi foi a descida de divisão. Os mais positivos foi sentir que em grande parte dos jogos, principalmente nos realizados em casa conseguimos mostrar que tínhamos potencialidades para disputar os jogos de igual para igual, dignificando o clube, e desta forma proporcionar os merecidos espectáculos aos nossos adeptos. 
CA - O futuro passa pelo actual clube, ou vamos ver-te na próxima época a representar outro emblema?
IS - Como já deve ser de conhecimento publico na próxima época vou representar o Sporting Clube de Tomar.

 
CA - Nestes últimos dias, tem sido noticiado o abandono da modalidade por parte de várias equipas, SCL Marrazes, AA Amadora entre outras, será isto sinal que a modalidade, continua a atravessar um período difícil, ou será reflexo da situação económica actual?
IS - Sobre este assunto prefiro não fazer comentários porque não consigo generalizar. Cada clube terá certamente as suas razoes especificas para tomar essa decisão. No entanto acredito que com a situação económica actual seja cada vez mais difícil aos clubes obterem uma auto-sustentabilidade.


CA - Em contrapartida sites como o Hóquei em patins.com, Mundo do Hóquei, e blogs com o Cartão Azul e Best Hóquei, por exemplo tem cada vez mais visitantes e são referência na modalidade, será que este facto vem contrapor a pergunta anterior e provar que a modalidade está viva e recomenda-se?
IS - Na minha opinião os sites, blogs e mais concretamente o Cartão Azul tem contribuído fortemente para a divulgação desta modalidade, no entanto não nos podemos também esquecer que nos últimos anos se tem assistido a um aumento significativo de utilizadores da internet, redes sociais, que por sua vez também tem vindo a reflectir nas visitas de todos os sites desportivos, não querendo de modo algum retirar o mérito a quem todos os dias trabalha para promover o hóquei em patins em Portugal. Espero ter contribuído e ter ido ao encontro das suas expectativas relativamente a este questionário. Obrigado votos de bom trabalho.
 
Fotos: Ivo Silva e Fotos da Curva