terça-feira, 31 de Janeiro de 2012

III DIVISÃO CENTRO - A ANÁLISE E A ANTEVISÃO...!!!

A III Divisão Centro chegou ao final da 1ª volta no passado sábado, e AC Sismaria perfila-se como o principal candidato à subida de divisão, mas vamos fazer uma analise do que se passou nestas primeiras nove jornadas e deixar a antevisão para a 2ª volta que se prevê bastante renhida entre 4/5 emblemas.


Numa zona onde AC Sismaria, A Alcobacense CD, União FE e C.U. Micaelense partiam como candidatos naturais aos dois lugares que dão acesso à subida de divisão, o GD Vialonga acabou por se juntar ao grupo e ser mais uma "carta no baralho" da subida.


Começando pelo líder AC Sismaria, um emblema novo nas lides do Hóquei em Patins, mas com uma equipa mais que formada pois a maioria dos jogadores transitou da extinta equipa do SCL Marrazes que nas ultimas duas temporadas tinha sido 4ª classificada, e a onde se juntou a experiência e qualidade de Orlando Fernandes, apenas conheceu o sabor da derrota na ultima jornada (3-2) frente ao candidato União FE. Com um calendário favorável na 2ª volta, onde a única deslocação complicada será a Alcobaça, recebendo no seu pavilhão os restantes adversários directos (União FE, CD Vialonga e C.U. Micaelense) e com a vantagem de 4 pontos que possui é naturalmente o principal favorito à vitória na Zona Centro, e se a estes trunfos juntarmos a qualidade do técnico Francisco Mendes podemos dizer que no ano de estreia do hóquei no AC Sismaria, a modalidade poderá ficar escrita a letras de ouro no historial do clube de Leiria.


A regressar de novo ao escalão sénior depois de uns anos de ausência o A Alcobacense CD conseguir reunir um grupo de atletas onde a juventude e a experiência andam de mãos dadas. Com jogadores como Esteves e Duarte Delgado a equipa da Capital da Maçã tem como "calcanhar de Aquiles" o facto do plantel ser "curto" e que limita o leque de opções do seu técnico Sérgio Nunes. Com o ataque mais realizador da prova com 80 golos, uma média de quase nove golos por jogo, a equipa de Alcobaça acaba por ter uma 2ª volta onde recebe no seu reduto o AC Sismaria, União FE e GD Vialonga, tendo a saída aos Açores como o jogo de maior grau de dificuldade extra-muros. Assim sendo a equipa Alcobacense parte para esta 2ª volta com estatuto de grande favorito à subida.


No Entroncamento mora outro dos candidatos e que nas duas épocas transactas foi 3º classificado. A equipa do União que manteve a espinha dorsal da época passada, reforçou-se com jogadores de boa qualidade técnica e muita experiência como é o caso de Bruno Pereira e João Capitolino a que se junta Luís "Melão" Santos um guarda-redes experiente e uma mais valia para a equipa alvi-negra. Sendo a única equipa que conta por vitórias todos os jogos realizados fora, é no Albano Mateus que está o "senão" desta formação pois foi aí que perdeu os 5 pontos até ao momento (empate frente ao A Alcobacense CD e derrota frente ao GD Vialonga), a que se junta um factor que poderá ser determinante nos jogos mais complicados, que é a quase nula eficácia nos lances capitais, penalties e livres directos e podemos dar dois exemplos em Oliveira do Hospital (onde falhou mais de 6 oportunidades) e no passado sábado no Entroncamento onde a equipa de Barros Simões falhou 5 livres directos e um penalty. Com a 2ª volta mais complicada de todos os candidatos, onde terá de visitar o Alcobacense CD, o GD Vialonga, o C.U. Micaelense (jogo em atraso da 1ª jornada), e o AC Sismaria, e sabendo que a margem de erro foi esgotada em casa nos dois jogos atrás referidos, a equipa alvi-negra da Terra dos Fenómenos já provou que tem capacidade e qualidade para triunfar em todos os rinques e se aliarmos a isso o facto de ser a defesa menos batida do campeonato, podemos dizer que apesar do nível de candidatura ser inferior ao de AC Sismaria e A Alcobacense CD, um União FE ao seu nível e psicologicamente forte, nomeadamente na marcação dos livres directos e penalties terá sempre "cabidela" nos dois primeiros lugares do pódio e consequentemente da subida.


Na Terra da Cerveja Sagres, mora o "outsider" desta prova, uma equipa que ao principio ninguém colocava nos lugares de discussão do campeonato, mas que pouco a pouco e num percurso de baixo para cima tem vindo a provar que é uma equipa a ter em conta e que poderá baralhar as contas e aparecer num desses dois lugares da subida. Actualmente na 4ª posição com 16 pontos (-1 jogo) está a 4 pontos da 2ª posição. Num plantel onde pontifica a classe de Bruno Monteiro, a segurança e qualidade de Fábio Guerra e a irreverência, a espontaneidade de João Patrício, a equipa da Capital da Cerveja será um adversário temível a jogar em casa e complicado a jogar fora. Com uma 2ª volta de elevado grau de dificuldade, onde terá de visitar o AC Sismaria, o C.U. Micaelense, o A Alcobacense CD, o Vialonga terá certamente uma palavra a dizer, no entanto terá sempre que manter João Patrício, apenas a jogar hóquei, pois a genialidade do atleta por vezes extravasa e prejudica o conjunto, no entanto se jogar apenas o jogo pelo jogo e sendo a atleta genial que é, aí sim o GD Vialonga é mesmo candidato.


Por fim o C.U. Micaelense, um clube que padece da doença dos clubes dos Açores, que é o facto de poderem estar uma época ou mais apenas a participar na Taça de Portugal, devido ao numero de vagas no Nacional da III Divisão para equipas daquele arquipélago, e daí a falta de competitividade de alguns dos seus jogadores, o clube da maravilhosa Ilha de São Miguel, reforçou-se com jogadores de classe e muita categoria, falo por exemplo de José Júlio Soares e Carlos Guimarães a que se junta a qualidade de elementos existentes no plantel. Actualmente na 6ª posição com 12 pontos (-2 jogos, frente ao União FE e GD Vialonga) e garantidamente das cinco equipas a menos favorita à subida, a que se junta uma 2ª volta onde tem de visitar o AC Sismaria, União FE e GD Vialonga. Na próxima jornada joga já no Entroncamento e uma derrota ditará o fim das aspirações da equipa Micaelense, no entanto ao receber no seu pavilhão o União FE, o GD Vialonga e o Alcobacense CD terá certamente uma palavra a dizer nas contas finais.

Fotos: Desporto Leiria, Duarte Delgado, União FE, AP Ponta Delgada e Ricardo Navalho
Logo: copyright site Hoqueipatins.com

segunda-feira, 30 de Janeiro de 2012

HC TURQUEL VENCE REGIONAL DE JUNIORES...!!!

A equipa de Juniores do HC Turquel sagrou-se ontem à tarde Campeão Regional ao vencer na derradeira jornada a J. Ouriense por 6-0 com 2-0 ao intervalo.


Num campeonato renhido os quatro primeiros classificados ficaram apenas separados por pontos, o HC Turquel (1º) com 39 pontos, HC "Os Tigres" (2º) 37 pontos e SC Tomar (3º) e AA Coimbra (4º) com 34 pontos. Num campeonato Regional onde o favoritismo recaía na equipa de Almeirim, os "Brutos dos Queixos" conseguiram levar a "água ao seu moinho" e destronar o SC Tomar que tinha sido Campeão Regional na temporada passada.


Esta jornada a de todas as decisões pois para além de 3 equipas a lutar pelo titulo, a saber HC "Turquel", HC "Os Tigres" e AA Coimbra, a equipa da Aldeia Portuguesa do Hóquei em Patins, a depender apenas e só de si própria e a jogar perante o seu publico levou de vencida como foi dito anteriormente a J. Ouriense por 6-0 com golos de  Alexandre Duarte (2), Fábio Costa (2), Isidro Evangelista e João Alves. Em Coruche os Tigres fizeram o que lhes competia e golearam o GC "Os Corujas" por 6-13, em Tomar onde os Estudantes precisavam de uma vitória para garantir o Nacional e se o Turquel "escorregasse" o Titulo, e o SC Tomar a precisar de uma vitória para carimbar o passaporte rumo ao Nacional, a "fava" da jornada acabou por saír aos Academistas que ao serem derrotados por 8-3 e caíram para a 4ª posição, e ficaram fora do Nacional versão 2011/2012. No entanto e perante a situação do Campeonato de Juniores da AP Aveiro, poderá ainda vir a acontecer a quarta vaga para o trio AP Ribatejo/AP Leiria/AP Coimbra e aí os Estudantes que chumbaram na "1ª chamada" serão aprovados na "2ª chamada".


Para terminar e olhando para as seis equipas Ribatejanas em acção, o resultado pode considerar-se positivo com o apuramento para o Nacional de duas delas (HC "Os Tigres e SC Tomar), e também a prestação da J. Ouriense que terminou na 5ª posição e andou boa parte do campeonato a lutar por outra posição. O HC Santarém acabou por fazer um campeonato à sua medida e terminou na 6ª posição. ACR Santa Cita e GC "Os Corujas" foram respectivamente penúltimo e ultimo classificado, no entanto apresentaram equipas bastante jovens e que certamente no próximo Regional terão outra palavra a dizer.

Fotos: HC "Turquel" e Plurisports
Classificação copyright Plurisports

VITÓRIA JUSTA EM DIA DE SÃO DESPERDÍCIO...!!!

Foi um Albano Mateus, muito bem composto, que recebeu o jogo grande da 9ª jornada da III Divisão Centro, que inclusive trouxe à Rádio Voz do Entroncamento os relatos de hóquei em patins.


Com Carlos Fagulha auxiliado por António Gameiro, ambos do Ribatejo a dirigir a partida, as equipas apresentaram-se da seguinte forma:
União FE: Tiago Velez (gr), Bruno Carvalho ©, Bruno Pereira, João Mendes e João Capitolino.
Suplentes: Luís “Melão” Santos (gr), Pedro Brazete, Marco Bento, Pedro “PR” Ricardo e Filipe Brizida
Treinador: Barros Simões e Miguel Jerónimo (Adjunto)

AC Sismaria: Flávio Silva (gr), Simão Clemente, Orlando Fernandes, Ricardo Santos © e Márcio Aldeagas
Suplentes: Marco Guerra (gr), Luís Oliveira, Rafael Silva, Jorge Amorim e João Simões
Treinador: Francisco Mendes

O União FE sem margem para mais erros sob pena de hipotecar a candidatura aos lugares de acesso à II Divisão, actual 3º classificado recebia o líder invito da prova, o debutante AC Sismaria, que debutante só tem o nome da colectividade de Leiria, pois a esmagadora maioria dos jogadores transitaram do SCL Marrazes que decidiu acabar com a secção de hóquei, a que se juntou a experiência de Orlando Fernandes, ex- SC Tomar.

Falando do jogo propriamente dito, a equipa alvi-negra entrou a tentar pegar nas “rédeas” do jogo e chegar ao golo o mais cedo possível, no entanto encontrou pela frente uma equipa muito “arrumada” em termos defensivos e que depois partia em ataques rápidos normalmente por intermédio de Márcio Aldeagas, no entanto a equipa do União tinha mais posse de bola e ia incomodando Flávio Silva e aos 3’ de jogo, é assinalado penalty contra o AC Sismaria por falta dentro da sua área. Pedro Brazete entra em rinque para a marcação do castigo máximo, mas não concretiza. O jogo continua equilibrado, apesar de um ligeiro ascendente Unionista que viria a dar frutos com 15’34’’ para jogar numa jogada magistral de Bruno Carvalho finalizada por João Capitolino à boca da baliza. Com os adeptos Unionistas a festejarem a vantagem da equipa Unionista, o jogo manteve os contornos anteriores, com os guarda-redes a sobreporem-se aos atacantes com defesas de qualidade, mas seria Pedro Brazete a aumentar o resultado (2-0) a faltar 3’58’’ para o intervalo. Resultado não sofreria alteração até ao final, apesar de a 30’’ do intervalo Ricardo Santos, cometer falta merecedora de cartão azul e Marco Bento chamado à marcação não aproveita o ensejo de aumentar a contenda.

Intervalo: União FE 2  -  AC Sismaria 0  (Faltas: 7-9)


A 2ª parte começa com o União a jogar em power-play, mas a não tirar dividendos dessa situação e a cometer 3 faltas no espaço de 5 minutos e atingir a 10ª falta que levou Márcio Aldeagas para a marca de livre directo e apenas com Tiago Velez pela frente não desperdiça e reduz para 2-1, estavam decorridos quase 5’ do segundo tempo. Demorou apenas 1' para Flávio Silva, guarda-redes forasteiro derrubar com o setique Bruno Carvalho que patinava por detrás da baliza. Carlos Fagulha mostra o cartão azul ao atleta e Francisco Mendes vê-se obrigado a retirar um jogador de campo para a entrada do guarda-redes suplente Marco Guerra. Marco Bento novamente chamado à marcação do livre directo, desperdiça a oportunidade. Novamente em power-play, mas desta feita a equipa de Barros Simões consegue aumentar a diferença no marcador através de uma seticada de meia-distância de Bruno Pereira, 3-1 com 18’40’’ para jogar. O jogo mantinha a mesma toada, jogado com velocidade, com ambas as equipas a criarem situações de perigo e numa dessas jogadas de ataque o AC Sismaria a chegar com bastante perigo à baliza de Tiago Velez, com a bola a embater nos ferros e os jogadores forasteiros a protestar afirmando que a bola tinha transposto a linha de golo. Com 10’30’’ decorridos seria a vez de Simão Clemente ver o cartão azul e desta feita a vez de João Capitolino falhar o livre directo. O jogo avançava para o final e o AC Sismaria tentava dar a volta ao resultado, mas Tiago Velez ia negando esse intento, e com 16’ de jogo a equipa visitante atinge a 10ª falta, e João Mendes na marca de livre directo, para variar desperdiça mais esta soberana oportunidade e o União já contabilizava nesta altura 1 penalty e 4 livres directos falhados. Os últimos 4’ foram do tipo “aguenta coração” para ambos os conjuntos, pois com 03’47’’ para jogar e num lance de contra-ataque Ricardo Santos reduz para a margem mínima 3-2. O União que com tanto desperdício podia estar a ganhar folgadamente, tinha agora um golo de vantagem e 14 faltas de equipa, contra 13 do adversário. O fantasma do empate e de mais dois pontos perdidos em casa pairava no Albano Mateus, e mais se acentuou quando João Mendes a 01’52’’ para o final comete a 15ª falta. Márcio Aldeagas que já havia marcado de livre directo é de novo chamado à marcação do mesmo, mas Tiago Velez opõe-se com categoria e na recarga nega novamente o golo do empate ao AC Sismaria. Com o União a tentar segurar a bola e deixar correr o cronómetro seria a equipa visitante a cometer a 15ª falta e João Mendes novamente chamado à marcação do respectivo livre directo, volta a falhar, para desespero de Barros Simões que viu os seus atletas falharem 6 oportunidades de ouro para fazer golo. O jogo chegaria ao fim sem que o resultado se alterasse e o União quebrava a invencibilidade do líder e mantinha-se no 3º lugar agora apenas a 5 pontos do adversário, mas com um jogo a menos.

Final: União FE 3  -  AC Sismaria 2  (Faltas: 16-15)


Num bom jogo de hóquei em patins, com a incerteza do resultado até ao apito final, o União conseguiu uma excelente vitória, que moraliza a equipa para os três compromissos de grau de dificuldade elevada que se seguem, C.U. Micaelense (casa), A Alcobacense CD (fora) e C.U. Micaelense (fora, jogo em atraso respeitante à 1ª jornada). Por seu turno a derrota do AC Sismaria não “belisca” em nada a caminhada da equipa de Francisco Mendes, que provou ser um excelente conjunto e provavelmente o mais sério candidato a vencer a Zona Centro da III Divisão.

Sinal mais: Bruno Pereira, um senhor em rinque e Bruno Carvalho com uma exibição de “encher o olho” tanto técnica como fisicamente. Por parte do AC Sismaria, Orlando Fernandes, o “regista” da equipa e para Márcio Aldeagas um “diabo” à solta. Para o muito público presente, que não se cansou de apoiar as suas equipas, e o facto de se tornar a ver muitos rostos conhecidos a regressar ao hóquei e a apoiar o seu União. Uma palavra também para a Rádio Voz do Entroncamento que fez o relato em directo do jogo, para todos aqueles que não puderam estar presentes.

Sinal menos: Para o “tamanho” desperdício de lances capitais (1 penalty e 5 livres directos) por parte do União, uma situação que carece de rápida solução e muito trabalho de casa, nomeadamente na preparação psicológico do jogador que vai tentar converter o lance.

Carlos Fagulha acabou por fazer um trabalho aceitável, acompanhando o jogo de perto e sem decisões que pudessem influenciar o resultado, no entanto fica na retina o lance em que o AC Sismaria reclamou golo, e o lance em que João Capitolino caiu dentro da área adversária num lance aparatoso já na 2ª parte.

Fotos de arquivo: Sérgio Claro, Fep Fotopraphy e União FE

domingo, 29 de Janeiro de 2012

VIGOR DA MOCIDADE "ARREBATOU" A ULTIMA VAGA...!!!

A equipa de Juvenis do GR Vigor da Mocidade "arrebatou" a ultima vaga para o Nacional da categoria versão 2011/2012.


A equipa da AP Coimbra discutia com a ACR Santa Cita à entrada desta ultima jornada o acesso ao Nacional. O Vigor da Mocidade partia em vantagem em relação aos Ribatejanos e mesmo sabendo que uma derrota podia garantir esse ultimo"passaporte" não facilitou e a jogar perante o seu publico derrotou a J. Ouriense por 4-2, escrevendo uma página dourada no historial do popular clube de Fala, freguesia de São Martinho do Bispo em Coimbra que foi fundado em 01 de Fevereiro de 1930.


Os jovens do Vigor da Mocidade acabaram por fazer um campeonato detrás para a frente deixando de fora equipas como o ACR Santa Cita que claudicou em alguns jogos e depois na ultima jornada tinha uma tarefa quase impossível que era vencer em casa do novo campeão regional e esperar que o Vigor escorregasse em casa e HC Santarém que na 1ª volta chegou a andar na liderança e ser considerado como um dos favoritos ao acesso ao Nacional, mas que pouco e pouco se foi apagando, terminando na 6º posição a 7 pontos do Vigor e Mocidade, que como foi dito anteriormente "arrecadou" a ultima vaga ainda disponível. A outra equipa Ribatejana, a J. Ouriense quedou-se pela 8ª posição apenas com 7 pontos.

SC Tomar, campeão Regional, CRC "Os Águias vice-campeão, HC Turquel e GR Vigor da Mocidade são assim os representantes de AP Ribatejo/AP Leiria/AP Coimbra no Nacional desta época.

Foto: Gonçalo Batista
Classificação copyright Plurisports

HC TURQUEL CAMPEÃO REGIONAL DE INFANTIS

A equipa de Infantis do HC "Turquel" sagrou-se ontem Campeão Regional de Infantis ao vencer a equipa do SC Tomar "A" no Pavilhão de Marrazes.


O Regional de Infantis numa organização da AP Leiria teve ontem o seu epílogo com a realização dos jogos entre os dois primeiros classificados da Série A e Série B, cruzando-se da seguinte forma 1ºA vs 1ºB e 2ºA vs 2ºB. Com SC Tomar "A" (1º) e J. Ouriense (2º) na Série A e HC Turquel (1º) e BIR (2º) na Série B, os jogos tiveram inicio às 11:00 com o BIR a vencer a J. Ouriense por 6-4.


Pelas 15:00 horas foi a vez de HC "Turquel" e SC Tomar "A" medirem forças, e aí "os Meninos e Meninas" de Turquel foram superiores e venceram por 5-1 com 3-0 ao intervalo e sagraram-se Campeões Regionais 2011/2012. Pelos novos Campeões marcaram Xavier Duro (3), Miguel Vicente e Inês Vicente.

Estas quatro equipas HC Turquel (1º), SC Tomar "A" (2º), BIR (3º) e J. Ouriense (4º) carimbaram o passaporte para o Nacional da categoria.

Fotos: HC Turquel

A IMPORTÂNCIA DO "FACTOR" CASA...!!!

O “factor” casa foi preponderante na obtenção dos três pontos por parte das equipas Ribatejanas. Um ponto apenas foi o pecúlio das que jogaram fora, mesmo assim, quatro jogos, duas vitórias, um empate e uma derrota e novas realidades classificativas.


Começando pela I Divisão, os Tigres de Almeirim foram empatar (5-5) a Gulpilhares com João Beja a conseguir o golo do empate a dois minutos do final da partida. Começou melhor a equipa da casa com "Poca" a inaugurar o marcador aos 13' da 1ª parte. A equipa de Nelson Lourenço não acusou o golo sofrido e antes do intervalo colocava-se na situação de vencedor com golos de Favinha (19') e Diogo Lã (24’). A 2ª parte começa com a equipa do Gulpilhares a correr atrás do resultado e Rúben Pereira empatava a partida (2-2) aos 6', para no minuto seguinte Luís Querido colocar de novo os Tigres em vantagem (2-3). A equipa da casa descontente com o marcador pressionava e viria a obter novamente o empate (3-3) aos 10' por Marco Dias, para 3' volvidos na marcação do livre directo correspondente à 10ª falta da equipa azul e branca "Poca" colocar a sua equipa de novo na frente do marcador (4-3). Era agora a vez de os Tigres correrem atrás do prejuízo e Gonçalo Favinha bisava e repunha a igualdade (4-4), mas aos 17' seria Dani a marcar e a colocar mais uma vez a equipa da casa em vantagem (5-4). Com oito minutos para jogar os Tigres acreditaram que podiam sair de Gulpilhares com pontos e João Beja fazia o 5-5 aos 23' da 2ª parte. Com este resultado a equipa dos Tigres manteve a 11ª posição agora com 13 pontos e manteve a distância de três pontos para o adversário ACR Gulpilhares que se encontra na 12ª posição e imediatamente acima da linha de água. No próximo sábado os Tigres recebem no Alfredo Bento Calado a UD Oliveirense em jogo respeitante à 14ª jornada e com início marcado para as 18:00 horas.


Na II Divisão o SC Tomar recebeu e venceu o GD Sesimbra por 8-4, com 4-2 ao intervalo. A equipa de Nuno Lopes entrou em plena "aceleração" e aos três minutos de jogo já vencia por 2-0 com golos de Ivo Silva no primeiro minuto e Manel Domingues. Não se intimidou a equipa de Artur Pereira com este arranque Leonino e Mário Conceição aos 5' e Leandro Santos aos 7' repunham a igualdade (2-2). Foi então a vez de Bruno Januário bisar aos 10' e 18' e colocar de novo os Leões na frente (4-2), resultado com que se chegou ao intervalo. Até meio da 2ª parte foram surgindo oportunidades em ambas as balizas, mas o placard teimava em não se modificar, e seria no minuto 14' que Ivo Silva e Manel Domingues (na marcação de um livre directo) dilatavam a vantagem 6-2. Bastou apenas mais um minuto para Manel Domingues fazer hattrick e aumentar para 7-2. Com o resultado já feito, o SC Tomar baixou o ritmo e seria Mário Conceição por duas vezes a marcar e a colocar o marcador do Jácome Ratton em 7-4. Não chegaria o jogo ao final sem que Manel Domingues fizesse um poker e fixasse o resultado final 8-4. Com esta vitória os Leões de Tomar mantiveram a 2ª posição a três pontos do líder Sporting CP. Na próxima jornada o SC Tomar desloca-se até Algés para o jogo da 14ª jornada que terá o seu início às 18:00 horas.


Em Valado dos Frades, a ACR Santa Cita não foi capaz de se manter no rumo das vitórias e saiu derrotada por 5-3 perante o BIR. A equipa de Luís Miguel Cunha teve em Tiago Pereira, Rui Oliveira e Nuno Nobre os seus marcadores de serviço, no entanto os golos não foram suficientes para levar de vencida o actual 4º classificado que por intermédio de Luís Silva (3), André Ramos e Nuno Ricardo assinaram os cinco golos com que garantiram os 3 pontos. Com esta derrota a equipa da Aldeia Ribatejana do Hóquei em Patins caiu uma posição na tabela classificativa sendo agora o 13º classificado com 7 pontos, mais um que a Académica de Coimbra próximo adversário, num jogo a realizar na Cidade dos Estudantes pelas 18:00 horas do próximo sábado.


Na III Divisão o União FE venceu por 3-2 o líder AC Sismaria e reduziu a distância para o adversário. No jogo grande da última jornada da 1ª volta, a equipa de Barros Simões efectuou uma boa exibição perante uma excelente equipa onde Márcio Aldeagas e Orlando Fernandes foram os mais inconformados. Entrou melhor a equipa alvi-negra a procurar o golo, que podia ter acontecido logo aos 3' quando Pedro Brazete desperdiçou uma grande penalidade. Seria João Capitolino a colorir o marcador (1-0) aos 10´concluindo à boca da baliza um passe magistral de Bruno Carvalho. Com oportunidades em ambas as balizas o protagonismo ia para Tiago Velez e Flávio Silva, os guardiões de ambas as equipas. Antes do intervalo Pedro Brazete aumentava para 2-0. Com 4' para jogar o resultado manteve-se. Com 4' decorridos na 2ª parte foi Márcio Aldeagas a relançar o jogo na marcação de um livre directo correspondente á 10ª falta do União FE (2-1) e a colocar incerteza quanto ao desfecho final. O jogo mantinha-se rápido, bem jogado e com várias oportunidades e Bruno Pereira numa seticada de meia distância aumentava para 3-1, estavam decorridos 6' da 2ª parte. Com o União a não aproveitar livres directos para "matar" o jogo (falhou cinco, mais um penalty), foi o AC Sismaria através do seu capitão Ricardo Santos a reduzir para 3-2 faltavam 3' 47'' para o final. Com o AC Sismaria com 13 faltas e o União com 14, seria João Mendes a cometer a 15ª falta e a levar Márcio Aldeagas para a marca de livre directo, desta feita Tiago Velez com duas excelentes defesas, na marcação e na recarga segura o resultado e os três pontos. Na próxima jornada o União FE recebe no Albano Mateus o C.U. Micaelense, (que ontem foi derrotado em Alcobaça por 4-2, depois de estar a vencer por 0-2) em joga da 10ª jornada e com início marcado para as 18:00 horas.

Fotos de arquivo: HC "Os Tigres", Jornal "O Templário", Ana Palricas e União FE

sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

FPP CONFIRMA EXCLUSÃO DO PORTO SANTO SAD...!!!

O clube não tinha verbas para as deslocações ao continente e acabou por ser afastado do campeonato nacional.


A Federação Portuguesa de Patinagem (FPP) confirmou hoje a exclusão do Porto Santo SAD do campeonato nacional de hóquei em patins, depois de a equipa insular ter faltado a dois encontros e adiado outros dois.

Em reunião realizada na quinta-feira, o conselho de disciplina da FPP deliberou a exclusão do Porto Santo SAD, que já se encontrava suspenso.

«Informam-se todos os clubes participantes no referido Campeonato que, todos jogos em que intervinha o Porto Santo SAD são cancelados a partir da presente data, devendo ser considerados como ‘folga’ os jogos ainda por disputar com aquele clube até à conclusão da prova», refere uma nota da FPP.

Todos os jogos realizados pelo Porto Santo SAD serão, de acordo com a FPP, «anulados, não sendo considerados para ‘goal average’ ou pontuação».

Os encontros disputados com o Porto Santo não terão qualquer influência na classificação, mas «a matéria disciplinar decorrente dos mesmos mantém-se em vigor».

Devido à falta de verbas para as deslocações ao continente, o Porto Santo faltou aos jogos com o HC Braga e Riba D’Ave, e adiou os encontros com o Óquei de Barcelos e o Paço de Arcos, tendo depois sido suspensa pela FPP.

In Sapo Desporto
Foto de arquivo: Fotos da Curva

MAIS UM SÁBADO RECHEADO DE DIFICULDADES...!!!

Ultimo sábado de Janeiro, e mais uma jornada complicada para as equipas Ribatejanas, com SC Tomar e União FE a jogar perante o seu publico, e HC "Os Tigres" e ACR Santa Cita a jogarem extra-muros.


Começando como sempre pela I Divisão, a equipa azul e branca de Almeirim depois a excelente vitória frente à AE Fisica D (3-1) no passado fim de semana, desloca-se até à freguesia de Gulpilhares em Gaia, para defrontar a equipa local, actual 12º classificado com 9 pontos, menos três que a equipa de Nelson Lourenço. Será um jogo difícil para a equipa dos Tigres, tendo em conta as prestações fora do Alfredo Bento Calado, no entanto poderá ser que como diz o povo «há terceira seja de vez» e a equipa dos Tigres consiga somar os três pontos na casa do adversário, depois da quase vitória em Espinho e quase vitória em Viana do Castelo com os Tigres a claudicarem nos últimos minutos. Com inicio marcado para as 18:30 horas o jogo será dirigido pela dupla Aveirense Paulo Almeida e Manuel Oliveira, que será auxiliados por  Júlio Antão do Porto.


Na II Divisão e depois da vitória em Oeiras, o SC Tomar regressa ao Jácome Ratton para defrontar o GDS Sesimbra, onde por exemplo Leandro Santos (jogador) e Artur Pereira (treinador) já representaram os verde e brancos de Tomar. A equipa de Sesimbra actual 4º classificado com 22 pontos, é composta por excelentes executantes com larga experiência e qualidades confirmadas como é o caso de Ginga, Mário Conceição, Leandro Santos, Pedro Feliz entre outros e muito bem orientada o que só por si já demonstra as dificuldades com que se irá deparar a turma de Nuno Lopes, que no entanto tem argumentos suficientes para a conquista dos três pontos, pois para além da qualidade técnica dos seus jogadores, tem o publico que costuma acorrer em bom numero ao Jácome Ratton para apoiar a sua equipa. Com o HC Turquel a jogar em Alenquer e o Sporting CP a receber o CACO, uma vitória da equipa Leonina poderá significar mais uns pontos ganhos aos adversários directos. José Nave de Lisboa e Armando Henriques de Leiria serão os "Senhores do Apito" do jogo com inicio marcado para as 18:00 horas.


A ACR Santa Cita depois da vitória, aliada à excelente exibição frente ao S Alenquer B, a equipa de Luís Miguel Cunha tem uma saída complicada a Valado dos Frades para defrontar o BIR actual 6º classificado com 21 pontos. A equipa de Luís Miguel Cunha tem assim mais um teste difícil pela frente, no entanto se mantiver o nível exibicional que demonstrou no passado sábado terá certamente uma palavra a dizer na disputa dos três pontos e consequentemente sair da zona incomoda onde ainda se encontra. Vem do Minho a equipa de arbitragem constituída por António Rodrigues e Cristiano Jardim que dará o apito inicial às 20:00 horas.


Por fim na III Divisão o Albano Mateus no Entroncamento recebe o jogo maior da jornada, jogo esse que coloca frente-a-frente o União FE (3º classificado) e o AC Sisimaria (1º classificado e invicto na prova). A equipa de Barros Simões tem assim mais um teste de fogo, para provar que realmente é um dos candidatos à subida de divisão, no entanto tem um senão que convêm o mais rapidamente debelar, ou seja os pontos perdidos que até ao momento foram em casa, e espera-se que amanhã perante o líder seja colocada uma pedra sobre esse "calcanhar de Aquiles, (que ainda é uma herança da época passada). Pela frente os alvi-negros irão encontrar uma equipa coesa, que já joga junta há umas épocas e que este ano conta com a experiência e qualidade técnica de Orlando Fernandes (ex-SC Tomar) e com o setique quente de Márcio Aldeagas, isto tudo muito bem gerido pelo técnico Francisco Mendes. Com o inicio marcado para as 18:00 horas o jogo será dirigido por Carlos Fagulha (Ribatejo) auxiliado por António Gameiro (Ribatejo).

Fotos de arquivo: Fep Fotography, Jornal "A Bola" e João Flores

quinta-feira, 26 de Janeiro de 2012

MIGUEL JERÓNIMO CHAMA DOZE A TOMAR...!!!

Continua a preparação da Selecção Distrital do Ribatejo, tendo em vista a participação no Inter Regiões - Páscoa 2012.


Manuel Vitorino e Miguel Jerónimo respectivamente Seleccionador e Treinador convocaram 12 atletas para o treino que se realiza amanhã no Pavilhão Jácome Ratton, em Tomar pelas 20:00 Horas. Mais uma vez são três os clubes representados nesta convocatória (SC Tomar com 6 atletas, ACR Santa Cita e J. Ouriense com três atletas cada).

SC Tomar: Carlos António Silva, Carlos Miguel Silva, Diogo Pereira, Gonçalo Domingues, Gonçalo Vicente e Rúben Gonçalves

ACR Santa Cita: Cláudio Pimpão, José Marques e Tiago António

J. Ouriense: Gonçalo Cabo, João Alves e Viriato Reis

Foto de arquivo: Pedro Alves - Mundo do Hóquei

DAR TUDO EM RINQUE PARA A VITÓRIA NOS SORRIR...!!!

No próximo sábado o Albano Mateus no Entroncamento acolhe o jogo grande da jornada da III Divisão Centro, frente-a-frente irão estar União FE (3º classificado) e AC Sismaria (1º classificado). Separados na tabela classificativa por 8 pontos (o União tem menos um jogo), este jogo pode considerar-se "chave" para a equipa Unionista. Fomos ao encontro de Pedro "PR" Ricardo, para saber qual a antevisão, e a sua opinião acerca do campeonato e quais os favoritos à subida.


CA - Bom dia PR. Como está a ser encarado o jogo do próximo sábado?
PR - Bom dia Francisco, obrigado desde já pela oportunidade de falar ao "Cartão Azul". O jogo do próximo sábado esta a ser encarado com a normalidade que temos encarado todos os jogos. Quem é jogador do União sabe que tem que dar tudo em rinque para que a vitoria seja sempre nossa, e é com essa atitude que temos vindo a trabalhar. Estamos cientes das dificuldades que o Sismaria nos vai colocar pela frente mas, a jogar em casa perante a nossa massa associativa, tudo faremos para lhes oferecer mais uma vitória.
CA - Depois do teste difícil frente ao HC Lourinhã, o jogo frente ao AC Sismaria será a maior "prova de fogo" até ao momento?
PR - Sim sem duvida que o jogo do próximo fim-de-semana será a maior "prova de fogo" para a nossa equipe até ao momento, não só por ser contra uma grande equipe como a do Sismaria mas também por ser o próximo jogo, que para nós é sempre o mais importante, seja contra que adversário for.
CA - Uma vitória no sábado, será a confirmação do União como candidato à subida?
PR - Penso que sim. Uma vitória no próximo sábado irá de uma vez por todas confirmar que a equipa do União está na "corrida" a subida de divisão.


CA - Quais os outros candidatos à subida?
PR - A meu ver os principais candidatos a subida a par da nós, são o Sismaria, que já fez um grande trabalho e muito dificilmente não o conseguirá, e o Alcobacense que também tem bastante boa equipa e pratica um hóquei agradável de se ver. Mas tudo se vai decidir nos confrontos com equipas que não sendo favoritas, podem influenciar as contas finais, tais como a Lourinhã, o Micaelense e o Vialonga.
CA - Obrigado pela disponibilidade e fica o espaço aberto para alguma mensagem que queira deixar aos visitantes deste espaço
PR - Quero aproveitar a oportunidade para deixar uma palavra de agradecimento a todos os sócios e simpatizantes do União, que nos têm apoiado em todos os jogos quer em casa quer fora, pois sem eles não seria possível obtermos os resultados positivos que já conseguimos até aqui. E quero também apelar mais uma vez para que sábado todos se desloquem ao Albano Mateus para nos apoiarem, a presença de todos é importante, tanto para nos jogadores, como para a equipa técnica. Gostamos todos de vos ver nas bancadas. Obrigado.

Fotos: Fep Photography

quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

E O VENCEDOR É.......

SC Tomar "A" e HC Turquel vão discutir no próximo sábado dia 28 quem será o Campeão Regional de Infantis 2011/2012.


Concluída que está a 1ª fase, onde participaram 15 equipas distribuídas por 2 séries e com a curiosidade de SC Tomar e União FE apresentarem equipas "A" e "B", chegou agora a fase das decisões finais e a atribuição dos quatro primeiros lugares que decorrerá no Pavilhão de Marrazes.


Na série A, SC Tomar foi o vencedor e a J. Ouriense o 2º classificado, por seu turno na série B, HC Turquel foi o vencedor, seguido do BIR. Agora 1º contra 1º e 2º contra 2º decidem o escalonamento final. Ás 11:00 horas jogam J. Ouriense vs BIR, e pelas 15:00 Horas será a vez de SC Tomar e HC Turquel medirem forças.

De salientar que estas quatro equipas conquistaram o acesso ao Nacional de Infantis 2011/2012.

Classificações copyright Plurisports

terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

TERÁ O SANTA CITA "VIGOR" PARA SE APURAR???

«Oh freguês ainda há uma vaga no comboio do Nacional de Juvenis, apresse-se ou então fica apeado...!!!»


Se os apuramentos para os Nacionais Jovens se fizessem de pregões, poderia ser muito bem o que acima transcrevemos um deles, mas como não é, e como o apuramento é feito de vitórias e regularidade na prova, eis que chegamos à ultima jornada do Regional de Juvenis com GR Vigor e Mocidade e ACR Santa Cita a tentarem ocupar a vaga ainda em aberto para o Nacional versão 2011/2012.

Com o SC Tomar (já campeão virtual), CRC "Os Águias" e HC Turquel apurados a equipa de Coimbra e do Ribatejo procuram no próximo sábado dia 28 pelas 15:00 horas a vitória que poderá carimbar o passaporte. Se no caso do Vigor e Mocidade uma vitória garante automaticamente a qualificação, a ACR Santa Cita mesmo vencendo poderá não conseguir essa mesma qualificação, pois precisa que os jovens do Vigor não vençam.


Olhando para a tabela classificativa o Vigor e Mocidade é 4º classificado com 31 pontos, mais um que o Santa Cita e com vantagem no confronto directo, e se a isso juntarmos o facto da equipa do Vigor jogar perante o seu publico frente à J. Ouriense, 8º classificado e apenas com uma vitória, ao passo que a equipa da Aldeia Ribatejana do Hóquei em Patins se desloca à sede de concelho para defrontar o 1º classificado e campeão 2011/2012 SC Tomar, tudo indica que a festa será feita pelos jovens do Vigor, no entanto e como em todos os desportos não há vencedores antecipados e se pelo lado a equipa do Vigor e Mocidade tem uma vontade "Hércula" de vencer, a equipa de Santa Cita terá essa mesma vontade ou ainda mais, mas sábado lá para as 16 e tal saberemos qual o desfecho desta luta mano-a-mano.

Classificação copyright Plurisports

segunda-feira, 23 de Janeiro de 2012

ATÉ AO LAVAR DOS CESTOS É VINDIMA...!!!

Tigres e Turquel disputaram no passado Domingo no Alfredo Bento Calado o jogo mais importante da penúltima jornada do Regional de Juniores.


Se por um lado o HC Turquel procurava um ponto apenas para poder festejar o titulo de Campeão Regional 2011/2012, sucedendo assim ao SC Tomar, ao HC "Os Tigres" só a vitória interessava para poderem ainda sonhar com o "ceptro" e adiar tudo para a ultima jornada, no entanto de salientar que a Académica de Coimbra também mantém legitimas aspirações ao titulo, apesar de o HC "Turquel" partir claramente em vantagem pois recebe na ultima jornada no seu Pavilhão a formação da J. Ouriense 5º classificado.

Quanto ao jogo propriamente dito, e dirigido por Teófilo Casimiro que efectuou uma boa exibição, assistiu-se a uma 1ª parte equilibrada, com ligeira supremacia atacante da equipa azul e branca e seria João "Janeka" Silva a inaugurar o marcador (1-0). Reagiu a equipa visitante e Xavier Lourenço empatava a partida (1-1). Com os Tigres à procura do único resultado que interessava seria novamente João "Janeka" Silva a colorir o marcador e a levar a sua equipa na situação de vencedora para o intervalo.

O HC Turquel ciente que um ponto era mais que suficiente para festejar o titulo na Capital da Sopa da Pedra, entrou na 2ª parte a dominar e Alexandre Duarte empatava de novo a partida (2-2). No entanto o golo do empate, foi o "click" para a equipa de Nelson Lourenço "pegar" definitivamente no jogo e embalar para uma vitória justa e sem contestação. Pedro Vaz fez o 3-2, Carlos "Pica" Fonseca elevou para 4-2. João "Janeka" Silva fez hattrick e colocou o marcador em 5-2. Seria então a vez de Pedro Vaz bisar e colocar a diferença em quatro golos (6-2), para João "Janeka" Silva fechar o marcador com o quarto golo, um poker que colocou 7-2 no placard, e tudo adiado para a ultima jornada.

Num campeonato onde a equipa dos Tigres provou ter condições e jogadores para a conquista do Regional, os "dois chumbos" nos exames com a Académica e a derrota em Tomar (que acabou por ser a conclusão de uma "folha de obra" que começou a ser executada em Almeirim frente ao BIR) deitaram praticamente por terra a hipótese de estes jovens atletas escreverem uma página dourada no historial da equipa de Almeirim

Crónica: José João PC
Foto: Plurisports

VITÓRIA JUSTA COM CHANCELA DE COSTA PEREIRA

Tarde de hóquei em Santa Cita que culminou com o encontro referente à 12ª jornada da II Divisão Sul e que colocava frente a frente a ACR Santa Cita e o S Alenquer B.


Com arbitragem da dupla Leiriense Paulo Carvalho e Rui Silva, as equipas alinharam da seguinte forma:
ACR Santa Cita: Costa Pereira (gr), David Vieira, João Filipe, Nuno Nobre e Rui Alves
Suplentes: Renato Godinho (gr), Tiago Barreiros, Rui Oliveira ©, Tiago Pereira e Zig
Treinador: Luís Miguel Cunha

S Alenquer B: João Mendes (gr) ©, Fábio Bugalho, Pedro Lourenço, Rúben Martins e André Garção
Suplentes: André Valério, Flávio Santos, Ricardo Nunes Dario Santo e Filipe Santos
Treinador: Carlos Garção

Perante uma equipa maioritariamente constituída por seniores de primeiro ano e alguns juniores, a equipa de Santa Cita procura a segunda vitória na prova e sair dos lugares incómodos da linha de água. Com a equipa da Vila Presépio a ter mais posse de bola, era notório a forma como a equipa da casa jogava, privilegiando o conjunto e com jogadas organizadas a tentar chegar à baliza adversária. Na baliza de Santa Cita, Costa Pereira ia dizendo presente, respondendo com excelentes intervenções aos intentos dos jovens de Alenquer. Seria João Filipe com 13’30’’ para jogar a inaugurar o marcador (1-0) numa jogada corrida com Rui Alves a meter a bola para a boca da baliza, onde apareceu João Filipe a finalizar. A equipa de Luís Miguel Cunha crescia e a passe de Nuno Nobre, David Vieira a entrar pelo bico da área e a seticar para o fundo da baliza, 2-0 aos 13 minutos de jogo. Na jogada de saída a equipa de Alenquer a chegar à área adversária e Nuno Nobre a jogar a bola com o patim, Rúben Martins chamado a marcar a grande penalidade, permite a defesa a Costa Pereira. Faltavam 09’36’’ para o intervalo quando Rui Alves é derrubado na área pelo guardião do Alenquer, Nuno Nobre chamado à conversão da grande penalidade não desperdiça e aumenta para 3-0. Respondeu a equipa forasteira com mais posse de bola e jogadas de entendimento, procurando o golo que tardava, muito por culpa do “keeper” da casa que ia cimentando uma excelente exibição. Seria André Garção numa seticada do meio rinque que tabelou num adversário a reduzir para 3-1, faltavam 08’09’’ para o intervalo. Antes do apito para o descanso, Nuno Nobre derruba um adversário na área e André Garção chamado a marcar a grande penalidade não desperdiça o ensejo de reduzir para a diferença mínima. O intervalo chegaria 01’21’’ depois sem que o resultado se alterasse.

Intervalo: ACR Santa Cita 3 – S Alenquer B 2 (Faltas 5-3)


A 2ª parte começa praticamente com uma perdida monumental de Rui Alves à boca da baliza após ter sido servido de bandeja por David Vieira. A equipa da Vila Presépio continuava com maior posse de bola e tentava o golo do empate, mas o duelo com Costa Pereira revela-se favorável ao guardião local. Com 05’30’’ de jogo é a vez de João Filipe jogar a bola com o patim dentro da sua área, e Dário Santo com a oportunidade de empatar a partida, falha essa oportunidade, e este lance teve o condão de “inibir” a equipa de Alenquer, e “soltar” a de Santa Cita, que se já estava a jogar bem e a ser eficiente, melhorou essas “performances” e viria a aumentar para 4-2, num lance de fino recorte técnico de Tiago Pereira, que isolado frente a João Mendes, deita o guardião e com um ligeiro toque faz a bola passar por cima do mesmo, rumo ao fundo da baliza, estavam decorridos cerca de 09’ de jogo. Dois minutos volvidos foi a vez de Nuno Nobre “arrancar” do meio rinque, driblar dois adversários e seticar para a baliza, com o guardião de Alenquer a colaborar (5-2). Faltavam 12’33’’ quando numa jogada de contra ataque Rui Alves e Tiago Pereira a combinarem e este ultimo a fazer o 6-2. Rúben Martins vê o cartão azul por falta sobre David Vieira dentro da área, o Alenquer aproveita para trocar de guarda-redes, e já com André Valério entre os postes, Rui Alves não aproveita para ampliar a margem. O Santa Cita atinge a 10ª falta, mas Pedro Lourenço da marca de livre directo, não consegue bater Costa Pereira. Com 10’ para jogar o jogo baixou de ritmo e o Alenquer ia aos poucos aceitando a sua sina, muito por culpa da excelente exibição da equipa da casa, alicerçada e de que maneira, na excelente exibição do guarda-redes. Com pouco menos de 3’ para jogar Rui Alves faz o 7-2 a passe de Nuno Nobre e 30’’ depois seria Tiago Pereira a fazer hattrick, numa jogada de Rui Alves, onde Tiago apenas teve de encostar para a baliza e assim fixava o resultado final em 8-2.

Final: ACR Santa Cita 8 – S Alenquer B 2 (Faltas 11-7)

Sinal mais: Para a boa exibição do Santa Cita, a funcionar como um todo, em detrimento dos lances individuais, e para Costa Pereira um “monstro” na baliza, a fazer uma exibição a roçar o “perfeito”. Para a jovem equipa do Alenquer que deixa muito boas indicações para o futuro.

Sinal menos: A equipa de arbitragem vinda de Leiria, com decisões contestadas por ambas as equipas, e com algumas falhas no capítulo técnico/disciplinar e uma notória falta de comunicação entre ambos.

Num jogo em que o Santa Cita foi um justo vencedor, e perante o que a equipa de Alenquer apresentou em rinque o resultado (8-2) acaba por pecar por algum exagero.

Fotos: João Flores

PAREDES VAI ACOLHER EUROPEU 2012

Paredes vai acolher o próximo Campeonato da Europa de Hóquei em Patins, prova que se realiza em Setembro deste ano.


O protocolo com a Federação Portuguesa de Patinagem será assinado na próxima quarta-feira, mas sabe-se desde já que os jogos irão realizar-se no Pavilhão Rota dos Móveis, em Lordelo. A última vez que esta competição se realizou em Portugal, também foi uma cidade do Vale do Sousa a receber as várias selecções europeias. Em 1998, o Europeu decorreu em Paços de Ferreira, concelho onde a Selecção Nacional também se sagrou campeão pela última vez.

Há 14 anos prova realizou-se em Paços de Ferreira

No início do ano, a Federação Portuguesa de Patinagem anunciou que iria organizar o próximo Campeonato da Europa de Hóquei em Patins. Nessa altura, os responsáveis federativos afirmaram também que a cidade organizadora só seria revelada em Março, mas o protocolo com os anfitriões será assinado já esta semana e em Paredes.

A Câmara Municipal local chegou a acordo com a Federação Portuguesa de Patinagem para que os jogos se realizem no Pavilhão Rota dos Móveis, em Lordelo, entre 9 e 15 de Setembro deste ano. Falta ainda saber os contornos do protocolo, mas trata-se, desde já, do regresso das principais selecções da modalidade ao Vale do Sousa.

O Europeu de 1998 aconteceu em Paços de Ferreira e terminou com a vitória dos portugueses. Aliás, este foi o último título conquistado pela equipa das quinas numa modalidade que, desde aí, tem sido dominada pela Espanha. Os espanhóis derrotaram os portugueses na final das duas últimas edições em Oviedo, Espanha, e Wuppertal, Alemanha.

In Semanário "Verdadeiro Olhar"
Foto: Igogo

domingo, 22 de Janeiro de 2012

SÁBADO 100 POR CENTO VITORIOSO...!!!

As equipas Ribatejanas que ontem tiveram jogos de grau de dificuldade elevado, passaram com distinção no teste e arrecadaram os 3 pontos em disputa.


Na I Divisão, os Tigres venceram no Alfredo Bento Calado a AE Física D por 3-1 com 1-1 ao intervalo. A equipa de Nelson Lourenço tinha pela frente o 4º classificado que ainda só tinha conhecido o sabor da derrota frente ao Candelária SC, SL Benfica e FC Porto. Entraram melhor os azuis e brancos e Carlitos à passagem do 12' inaugurava o marcador. Alan Fernandes na marcação de um livre directo aos 17' fazia o golo do empate, resultado com que se chegou ao intervalo, numa primeira parte onde a dupla do Porto Porfirio Fernandes e Paulo Santos, inclinaram o rinque para a zona Oeste (vá-se lá saber porquê????). Na 2ª parte a equipa dos Tigres com uma boa exibição, onde o conjunto foi a base do sucesso, marcaria por mais duas vezes, Carlos Trindade aos 15' e João "Janeka" Silva aos 23' na marcação de um livre directo e assim fechava o resultado em 3-1. Vitória importante da equipa de Nelson Lourenço antes da deslocação a Gulpilhares. Ainda com alguns jogos para realizar nesta jornada devido às competições Europeias, os Tigres mantiveram o 11º lugar com 12 pontos (devido à suspensão do Porto Santo SAD foram retirados os pontos às equipas que haviam defrontado a formação da Ilha Dourada).


Na II Divisão Sul o SC Tomar venceu em Oeiras por 3-6 e subiu à 2ª posição, por troca com o HC Turquel que folgou esta jornada, e ganhou dois pontos ao líder Sporting CP que empatou na Parede 7-7. Mas de regresso a Oeiras a equipa da casa inaugurou o marcador por Paulo Rosa aos 12', mas a reacção da equipa Leonina demorou apenas 3' e Manel Domingues fez o empate (1-1). A formação de Oeiras viria novamente a adiantar-se no marcador (2-1) por Tiago Nogueira, mas no ultimo minuto da 1ª parte Bruno Januário voltava a colocar o marcador empatado (2-2), resultado com que se chegaria ao intervalo. A 2ª parte foi equilibrada e só a 10' do final da partida o marcador voltou a funcionar e para os verde e brancos, João Lomba fez o 2-3, e aos 22' Ivo Silva marcou por duas vezes colocando o SC Tomar a vencer por 2-5. A equipa de Oeiras ainda reduziu por Alexandre Andrade aos 23' mas no ultimo minuto do encontro Tiago "Ginjas" Monteiro através da marcação de um livre directo estabelecia o resultado final 3-6. Na próxima jornada o SC Tomar recebe no Jácome Ratton o GD Sesimbra.


Em Santa Cita a equipa de Luís Miguel Cunha recebia o S Alenquer B equipa que só havia sido derrotada por duas vezes e com uma exibição de luxo conseguiu a 2ª vitória e subiu duas posições na tabela classificativa sendo agora o 12º classificado com 7 pontos. Frente a uma equipa jovem (com seniores de 1º ano e alguns juniores, apenas João Mendes (gr) e Fábio Bugalho são seniores há mais tempo) o Santa Cita entrou a trocar a bola e a jogar aquilo que realmente sabe e pode, e seria João Filipe a inaugurar o marcador aos 11'30''. Passado pouco mais de um minuto David Vieira aumentava a contenda, com 11'54'' para o final da 1ª parte o S Alenquer B desperdiça soberana oportunidade para reduzir ao falhar uma grande penalidade por Ruben. Desperdício de um lado, aproveitamento do outro e Nuno Nobre a fazer o 3-0 na conversão de uma grande penalidade faltavam 9'36'' para o intervalo, tempo suficiente para a equipa da Vila Presépio reduzir para 3-2. A 2ª parte começa com a equipa de Alenquer a tentar dar a volta ao marcador, e falha a oportunidade de empatar quando Dário Santo desperdiça novamente uma grande penalidade. Foi o "canto do cisne" dos vermelhos de Alenquer e a partir daqui só deu Santa Cita, que com jogadas de entendimento, alicerçadas numa excelente exibição de Costa Pereira chegou ao 8-2 final com golos de Tiago Pereira (3), Nuno Nobre e Rui Alves. Vitória mais que merecida da equipa de Santa Cita que na próxima jornada se desloca a Valado dos Frades para defrontar o BIR.

Fotos: João Flores, "Jornal o Templário" e Jornal "A Bola"

sábado, 21 de Janeiro de 2012

HC TURQUEL É CAMPEÃO REGIONAL DE INICIADOS...!!!

A equipa de Iniciados do HC Turquel conquistou o titulo de Campeão Regional 2011/2012 após vitória por 2-3 na Memória frente ao CRC "Os Águias".


Na passada sexta-feira e em jogo em atraso referente à 1ª jornada da 2ª fase do Regional de Iniciados, a equipa de Turquel venceu fora o CRC "Os Águias" por 2-3, com o golo da vitória e do titulo a aparecer a 1 segundo do final da partida através de Pedro Baptista.

A equipa da casa começou melhor e ao intervalo vencia por 2-0, mas a equipa da Aldeia Portuguesa do Hóquei em Patins sabia que uma vitória garantia o titulo a duas jornadas do final da 2ª fase, e entrou na 2ª parte com "ganas" para vencer e como foi dito anteriormente, atingiu esse propósito a 1 segundo do apito final. Pedro Baptista com 2 golos e José Costa foram os marcadores de serviço.

De salientar que para além do HC Turquel, também ACR Santa Cita, SC Tomar e CRC "Os`Águias" estão apurados para o Nacional da categoria.

Foto: HC "Turquel"

CRÓNICA DE UMA "MORTE" ANUNCIADA...!!!

Segundo nota informativa da FPP, o clube de Porto Santo esta suspenso de participar no campeonato da primeira divisão.


" A partida ‘AD Valongo-Porto Santo SAD’, da 12ª jornada do Nacional da 1ª divisão de hóquei em patins que estava marcada para este sábado (21 de janeiro) pelas 18 horas, foi cancelada devido à suspensão da atividade do Porto Santo SAD.

Os motivos para a suspensão da atividade do clube madeirense prendem-se, de acordo com o Regulamento de Justiça e Arbitragem, com a falta de pagamentos das despesas de organização e arbitragem. A Federação de Patinagem de Portugal tentou sempre ser parte da solução e fez tudo o que estava ao seu alcance para que o desfecho fosse outro que não a suspensão do Porto Santo SAD ".


Segundo palavras de Paulo Rodrigues vice presidente da FPP " Queremos fazer parte da solução e não do problema, mas há limites para tudo. Temos anuído aos pedidos da SAD do Porto Santo, não queremos empurrar a equipa para o precipício, mas o campeonato tem de continuar dentro da normalidade. Não podemos continuar a adiar jogos, pois isso retira credibilidade À própria competição "

Após estas declarações se o Porto Santo não comparecer amanhã para defrontar o Valongo, no pavilhão do Infante Sagres, será excluído da prova. " Já não temos mais margem para manobra. A federação e os clubes têm sido mais do que razoáveis " afirmou Paulo Rodrigues.


No entanto o blog Hóquei Minhoto sabe que a equipa do Porto Santo está a pensar em impugnar o campeonato devido à utilização irregular de um jogador que contratualmente está ligado ao clube insular e que joga num clube na primeira divisão. Uma novela que promete ainda fazer correr muita tinta entre o continente e a ilha de Porto Santo.

Fonte: Blog "Hóquei Minhoto"
Foto de arquivo: Fotos da Curva
Titulo: Cartão Azul

sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

JOGOS DIFÍCEIS ESPERAM RIBATEJANOS...!!!

Jogos de dificuldade acrescida esperam amanhã as equipas Ribatejanas em mais uma jornada dos Nacionais da I e II Divisões.


No Alfredo Bento Calado em Almeirim o HC "Os Tigres" recebem a partir das 18:00 horas a AE Física D, actual 4º classificado e a surpresa do campeonato até ao momento. Uma equipa que alterna a experiência, qualidade e juventude será certamente um "osso duro de roer" para a equipa de Nelson Lourenço que vem de uma derrota em Viana do Castelo e que começa a ter necessidade de pontos para poder consolidar uma posição segura na tabela, e se levarmos em conta que com as equipas abaixo da linha de água (excepção feita ao Porto Santo que cada vez mais é uma carta fora do baralho) apenas conseguiu um ponto (empate caseiro frente ao CI Sagres), os jogos em casa começam a ser de fulcral importância para os azuis e brancos. Como foi referido anteriormente não são esperadas facilidades, é sim esperado muito apoio por parte do publico adepto e da incansável claque "Ultras Almeirim" que em semana de aniversário reclamam a prenda mais que merecida.


Na II Divisão Sul, o SC Tomar depois da vitória "sofrida" em casa frente ao CACO, desloca-se a Oeiras para defrontar a equipa local, actual 4º classificado e um dos candidatos à subida, apesar do mau inicio de campeonato, no entanto a equipa da Linha tem vindo a subir degrau a degrau na tabela classificativa e encontra-se a um ponto do SC Tomar (3º) e a três do HC Turquel (2º). A equipa de Nuno Lopes tem amanhã uma oportunidade de ouro de subir à 2ª posição, em virtude do HC Turquel folgar, mas para tal terá que vencer, tarefa que não se afigura fácil, perante uma excelente equipa, muito bem orientada e recheada de jogadores de qualidade e com bastante experiência e que certamente não vão querer frente ao seu publico desperdiçar o ensejo de subir na classificação, para lugares mais acima.


Em Santa Cita e depois da folga na jornada passada, a equipa de Luís Miguel Cunha recebe o S Alenquer B, 5º classificado e uma equipa com muita qualidade, constituída maioritariamente por jovens de grande qualidade. A equipa da ACR Santa Cita que no ultimo jogo perdeu em casa frente ao Sporting CP, mas onde realizou uma 2ª parte de grande qualidade, tem amanhã perante o seu publico, a oportunidade de conseguir uma exibição ao nível da 2ª parte frente ao Leões, mas mais importante que a exibição, será a tentativa da conquista dos três pontos, pontos esses que se começaram a revelar de extrema importância para as aspirações da equipa da Aldeia Ribatejana do Hóquei em Patins neste campeonato e na obtenção dos objectivos inicialmente propostos.

Fotos de arquivo: Blog Hóquei Minhoto e João Flores

CONTINUAM OS TREINOS DA SELECÇÃO DO RIBATEJO

Realiza-se hoje pelas 21:15 horas no Pavilhão de Santa Cita, mais um treino da Selecção Distrital de Iniciados, inserido na preparação do Inter Regiões "Páscoa 2012".


O Seleccionador Manuel Vitorino e o Treinador Miguel Jerónimo convocaram 11 atletas para este treino, deixando de fora em relação à ultima convocatória Carlos Miguel Silva (SC Tomar), Dinis Conde (ACR Santa Cita) e Marco Fontainhas (J. Ouriense).

SC Tomar com cinco atletas, ACR Santa Cita e J. Ouriense com três são os clubes representados nesta convocatória.

SC Tomar: Carlos Silva, Diogo Pereira, Gonçalo Domingues, Gonçalo Vicente e Ruben Gonçalves

ACR Santa Cita: Cláudio Pimpão, José Pedro Marques e Tiago António

J. Ouriense: Gonçalo Cabo, João Alves e Viriato Reis

quinta-feira, 19 de Janeiro de 2012

SE 9 APURAM 3, PORQUE RAZÃO 4 APURAM 2 ???????

Com os Campeonatos Distritais/Regionais a chegar ao seu fim e com as equipas que irão participar nos Nacionais das respectivas praticamente apuradas e depois de uma analise sobre as quotas associativas publicadas pela FPP, fica uma duvida sobre o Nacional de Juniores.


Olhando para a tabela publicada pela FPP e que pode ser consultada aqui, a AP Aveiro com seis clubes a disputar o Campeonato, apura duas equipas, um facto normal se olharmos para o Minho com 7 equipas e a apurar 3, e o Ribatejo com 9 e a apurar igualmente 3 equipas. Claro que Associações como o Porto (17 - 7) e Lisboa (22 - 9), não serão "perdidas e achadas" nestas contas, apesar de se saber de antemão que por exemplo na AP Lisboa as equipas "B" foram contabilizadas para a quota final.


Voltando à AP Aveiro e sabendo que de inicio estavam inscritas 7 e que depois passaram a ser apenas 6 e dessas 6 só 4 disputaram o Campeonato, fica a pergunta no ar a pergunta, porquê apurar 2 equipas, ou seja a AP Aveiro apura 50% das equipas participantes, e assim sendo, é normal que AP Minho com 3 em 7 e AP Ribatejo/AP Leiria/AP Coimbra com 3 em 9 se sintam injustiçados pois se fizermos as contas simples será AP Ribatejo/AP Leiria/AP Coimbra (9 equipas a dividir por 3 vagas dá 33,33%) e no caso do Minho (7 equipas a dividir por 3 vagas dá 43,85%), e depois destas contas feitas, será lógico que AP Ribatejo/AP Leiria/AP Coimbra se sintam no direito de reclamar junto da FPP uma vaga, aquela que AP Aveiro ao perder duas equipas e ficar apenas com quatro acaba por usufruir sem saber bem como. Também é normal que perante esta minha teoria a utilização da AP Minho serviu apenas no termo comparativo, pois a existir uma vaga seria (na minha opinião) pertença da AP Ribatejo/AP Leiria/AP Coimbra pois tem nove equipas, não utilizando qualquer equipa "B" para aumentar o "numerus clausus".


Para terminar todo este "latim" que deixei nos parágrafos anteriores, "cai por terra" se a FPP rever a quota Associativa no que concerne aos Campeonatos Nacionais de Jovens 2011/2012.

Classificação AP Aveiro copytright Plurisports